15 49.0138 8.38624 1 0 4000 1 https://www.nitronews.com.br/blog 300 true
8 lições de UX para Email Marketing

8 lições de UX para aplicar nas suas campanhas de email marketing

A internet está entre uma das maiores revoluções inventada pelo ser humano. Ela é responsável por inúmeras mudanças nas nossas vidas, mas hoje vamos abordar uma em específico: a forma de interação e reação entre um usuário/consumidor perante a uma empresa ou marca.

Isso engloba desde uma simples conversa até a forma de consumo de produtos, serviços e informações desta empresa. Criamos várias necessidades específicas com essas transações online e é de grande importância suprir essas necessidades para garantirmos a satisfação de um cliente.

Foi assim que surgiu o User Experience Design, também conhecido como UX Design. Ele é responsável por criar uma experiência incrível (e muitas vezes inconsciente) entre o usuário e a empresa.

Você já entrou em uma loja que possui um cheiro agradável, uma vitrine limpa e organizada, com produtos de primeira linha e, quando a atendente se aproximou, não lhe atendeu bem ou estava de mau humor? Isso destoa da expectativa e é um adeus à experiência de usuário.

Se você estava “apenas olhando” é bem provável que não converterá uma venda naquela loja. E é dessa forma que trazemos o UX para o mundo virtual também. Essa preocupação com o todo não somente com elementos tangíveis, mas também os aspectos emocionais do cliente, desde o contato inicial até a conversão da venda.

As ferramentas que se utiliza nesse pensar são elementos de diagramação, arquitetura de informação, identidade visual e uma entrega exemplar, levando e pensando sempre na conversão do consumidor. Há 7 princípios do UX que logo abaixo vamos abordar para você entender a essência e conseguir aplicar nas suas campanhas de e-mail marketing.

EXPERIÊNCIA DO USÁRIO: OS 7 PRINCÍPIOS

Nossa tarefa aqui não é explicar profundamente o conceito de cada princípio, mas queremos citá-los para que você consiga identificar cada princípio nas dicas que daremos ao longo deste conteúdo.

  1. Valor
  2. Usabilidade
  3. Utilidade
  4. Desejo
  5. Credibilidade
  6. Acessibilidade
  7. Localização

Saiba que para incorporar os princípios de UX na sua campanha de email marketing, você precisa em primeiro lugar, entregar um conteúdo que ajude as pessoas. Criar e-mails que façam a diferença na leitura, com valor agregado junto aquele texto e imagens. O usuário precisa sentir que o seu e-mail valeu a pena ter sido aberto.

Agora podemos partir para as dicas de UX para você aplicar nas suas campanhas de e-mail marketing.

1. AGREGUE VALOR JÁ NO ASSUNTO

agregue valor no assunto da mensagem

O assunto é importante para o destinatário decidir se abre sua mensagem

Se você falhar neste primeiro quesito, todo seu esforço será em vão. O assunto do seu e-mail é o primeiro elemento que o usuário levará em consideração para tomar a decisão em abrir ou não o seu conteúdo.

Na hora de construir um assunto para o seu e-mail, a nossa dica é você sempre sintetizá-lo de forma perfeita, focar em um problema comum, mostrar exatamente o que o usuário irá ganhar se ele optar por abrir o seu conteúdo.

Vamos aos exemplos:

– “Faça um curso GRÁTIS de gerenciamento de projetos” – neste exemplo, o assunto mostra exatamente o que o usuário irá acessar caso abre o e-mail. A maioria dos usuários gosta das palavras “grátis”, “gratuito”, “sem pagar nada”. Entenda a mente do consumidor e utilize termos matadores nas conversões de aberturas de e-mails.

– “10 dicas de como sair na frente da sua concorrência” – esse assunto engloba um assunto de problema comum. Não é específico ao ponto de mostrar em qual área de mercado se vai abordar. Apenas promete que entregará 10 dicas deste assunto que todos querem saber: ganhar da concorrência. É bem provável que esse assunto também terá alta conversão de abertura.

Dicas valiosas na hora de escrever assuntos para o seu e-mail marketing:

– Fuja dos assuntos todos com letras maiúsculas – eles normalmente são considerados SPAMS. Entretanto, você pode usar alguma palavra que queira chamar atenção em letras maiúsculas. Olhe o exemplo 1 que demos acima, no qual a palavra “grátis” foi apresentada com letras maiúsculas.

– Quando acessamos nossa caixa de e-mail, não costumamos ler palavra por palavra de cada assunto. Estamos cada vez mais treinados para fazer o chamado escaneamento textual, que é passar os olhos por cima dos assuntos para escolher o que lhe interessa ou não. Por isso, você deve ser breve e claro quando for construir o assunto do seu e-mail.

– A sua segmentação é de um público jovem? Emojis estão permitidos quando usados de forma inteligente ou engraçada.

– Pergunte no assunto, dê a resposta no conteúdo. Fazer uma pergunta no assunto é uma técnica que vem sendo bastante utilizada e vem funcionando de maneira satisfatória. É pergunta é uma forma de iniciar uma conversa, aumentando as chances de o usuário dar continuação a sua pergunta, querendo saber a resposta e abrindo o e-mail.

2. SEGMENTAÇÃO = MAIOR ABERTURA DE E-MAILS

segmentação aumenta a taxa de abertura das suas campanhas de email marketing

Segmentar é preciso

Quando segmentamos uma campanha alcançamos melhores resultados. Você sabe porque isso acontece?

Quando as campanhas são encaminhadas para um grupo de pessoas que tem maior possibilidade de se identificar com aquele problema ou se interessar com aquele conteúdo, a taxa de abertura é maior do que quando apenas disparamos e-mails marketing para uma lista ampla e sem segmentação.

Junto com a segmentação, já daremos outra dica: personalize! Além das pessoas se identificarem com o seu conteúdo, se você ainda chamá-la pelo nome, ganhará uma estrelinha e ainda umas aberturas a mais de e-mails.

Esses dois passos: segmentação e personalização lhe permitirão duas coisas que o email marketing também busca: primeiro, reforçar a sua relação pessoal com aquele usuário, o chamando pelo nome, mostrando que você sabe quem ele é; segundo, irá passar a percepção de credibilidade perante a sua marca ou sua empresa, pois você estará demonstrando através da segmentação que você conhece quais são as dores, as buscas e os problemas daquele público.

3. SEJA UM SÓ EM TODOS OS LUGARES

identidade visual no e-mail marketing

Tenha uma identidade em todos os lugares, inclusive nas suas mensagens

Queremos trazer a importância da consistência. A experiência do usuário é uma proposta global, ou seja, você deve ser o mesmo tipo de empresa em todos os lugares da rede que você quer estar presente.

Identidade visual é um dos pontos chaves de UX e ele precisa ser criado e respeitado em todas as interações que a marca tiver com o usuário. Isso engloba redes sociais, página institucional, landing pages, email marketing, publicidade on e off.

Através da sua identidade visual, o usuário irá reconhecer a sua marca com facilidade e, quanto mais credibilidade você for conquistando, mais o usuário vai consumir seus conteúdos, caso ele ache que a sua marca tem valor a agregar na vida dele.

Uma dica aqui é você criar o manual de identidade visual da sua marca para sempre você instruir quem for fazer conteúdo para o seu negócio saber quem a sua marca é, no que ela acredita e quais as formas que ela se apresenta para o usuário, tanto em comunicação on como em off.

4. IMAGEM + TEXTO = CASAMENTO PERFEITO

Invista em boas imagens em suas campanhas

Invista em boas imagens em suas campanhas

Dica de ouro: tenha muita atenção e seja bastante crítico em relação à qualidade das fotos. Um email marketing com fotografia de baixa qualidade passa a impressão de desleixo e falta de profissionalismo.

Segundo o Neil Patel https://neilpatel.com/br/blog/como-fazer-marketing-de-conteudo-sem-dificuldades/, um e-mail com imagens e textos utilizados de forma relevante têm 94% mais visitas do que um apenas com um dos dois elementos. Imagens ajudam na compreensão da mensagem.

As imagens devem ser usadas com moderação e para moderar a parte textual, dar aquela quebra de leitura ou ilustração complementar. Nunca fale em texto e complemente em imagem a mesma mensagem. Utilize as imagens para complementar e não para repetir o que você gostaria de falar.

Bons exemplos de como as imagens complementam o texto é quando abordamos assuntos que é difícil descrever e que através de imagens podemos exemplificar exatamente o que estamos falando. Por exemplo, quando falamos sobre as tendências de cores para o próximo inverno, se falarmos o nome das cores somente, não conseguimos passar para o usuário exatamente o tom daquela cor, por isso, uma imagem de alguma peça com a cor específica é uma ótima situação para utilizar a complementação entre texto e imagem.

5. CALL TO ACTION

call-to-action no Email Marketing

Leve seu leitor onde você deseja que ele vá

Agora que aprendemos técnicas de como fazer o usuário abrir o e-mail, precisamos que ele converta a abertura em algo que desejamos: seja baixar um e-book, fazer uma compra, cadastrar o e-mail, etc.

Seja lá qual for o objetivo deste email marketing, você deve ter a preocupação de deixar bastante claro qual é a ação que você está esperando que o usuário tome depois que ele terminar de ler o seu conteúdo.

É a chamada para ação que irá guiar o seu usuário para tomar a ação que você deseja. Por isso, ela deve ter um destaque especial em relação ao restante da campanha criada no corpo do email marketing.

Outra dica é que o design do seu template de e-mail deva constar o seu CTA antes da primeira rolagem para baixo da página. Tudo que leve o usuário tomar outra ação ou dar outro clique diminui as chances de conversão. Design mal-empregado pode gerar baixa conversão.

6. UM BOM TEXTO LEVA A CONVERSÃO

um bom texto pode ajudar a converter

Capriche no texto de sua mensagem, texto ajudar a converter

É uma regra básica, mas é de grande importância: para dar seriedade e credibilidade, o texto do seu email marketing, antes de qualquer coisa, não pode conter erros gramaticais ou de concordância e pontuação.

A segunda regra que trazemos aqui é: falando novamente sobre a escaneabilidade, o seu texto deve trazer informações que sejam fáceis de serem encontradas. Para isso, utilizar bullet points e parágrafos pequenos de 3 linhas ou menos pode lhe ajudar nesta tarefa. Além disso, pode-se também utilizar palavras em negrito para quando o usuário escanear o texto, entender sobre o que está sendo abordado.

7. FAÇA TESTES A/B

Testes A/B e Email Marketing

Faã testes A/B para verificar qual mensagem converte mais

Esses testes são realmente duas opções para alguns dos elementos UX que destacamos aqui neste texto.

Vamos ao exemplo do assunto. Se você quer saber qual assunto converterá mais aberturas, basta você enviar para uma pequena percentagem o e-mail com o assunto “A” e para outra metade, o e-mail com o assunto “B” e analisar qual dos assunto converteu mais em abertura.

O pulo do gato aqui é: teste um elemento de cada vez. Muitas vezes por pressa ou por ansiedade, os profissionais acabam fazendo mais de uma mudança nos testes A/B. Se isso acontecer, você não saberá com certeza o que realmente converte mais ou não. Por isso, sempre foque em testar um elemento de cada vez – seja o assunto, o CTA, a imagem, etc.

8. MOBILE E DESKTOP: USABILIDADE

smartphones são mais usados para ler emails que os desktops e notebooks

O smarthphone já é o meio mais utilizado para ler emails

Já é comprovado pelo Deloitte https://www.tecmundo.com.br/dispositivos-moveis/135380-smartphone-mais-popular-notebook-desktop-brasil-diz-estudo.htm que o smartphone é mais popular que o desktop ou notebook, o que vai ao encontro do estudo feito pela Comscore onde mostra que o tempo do usuário no mobile é de 283% maior do que no desktop.

Com isso dito, não há dúvidas: você precisa se preocupar com a usabilidade do seu conteúdo de email marketing. Isso significa que você precisa ter a certeza de que o e-mail abrirá tanto em desktop e notebook como em mobile, com um design responsivo e de carregamento rápido.

CONCLUSÃO

Nós esperamos que esse conteúdo tenha lhe ajudado a entender como utilizar as técnicas de UX para você planejar e produzir melhores e-mails marketing para o seu negócio.

Planeje o seu conteúdo sempre pensando no seu usuário e nunca na sua empresa. É o seu usuário que tem que se interessar em abrir o seu e-mail, em ler o seu conteúdo e tomar uma ação perante ao que você está convidando-o a fazer.

Se você ainda está inseguro ou tem dúvidas de como melhor aplicar essas técnicas, saiba que nosso time de especialistas pode lhe ajudar. Nós somos uma empresa que está há 13 anos no mercado e nossa especialidade é email marketing. Nós podemos lhe oferecer uma das melhores ferramentas no mercado e estaremos junto do seu negócio para buscar maiores taxas de conversões.

Caso esteja começando a estudar sobre como email marketing pode alavancar as vendas do seu negócio, entre em contato conosco e vamos conversar.

Se você gostou deste conteúdo, acesse nosso blog para mais conhecimento na área de marketing digital, estamos sempre em busca das novidades do mercado e nos preocupamos em entregar conteúdo de qualidade para os nossos leitores.

 

e-commerce
Post anterior
Como usar o email marketing para divulgar seu e-commerce
Websites que vendem
Próximo post
Websites que vendem: Como converter visitantes em clientes?

Aprenda sobre marketing digital!

Fique por dentro das novidades em nosso blog e obtenha o máximo de suas ações de marketing digital.

Email cadastrado com sucesso!