15 49.0138 8.38624 1 0 4000 1 https://www.nitronews.com.br/blog 300 true
capa-spam-gmail

As principais regras utilizadas pelo Gmail ao definir se um e-mail é spam ou não

Se você costuma enviar e-mail com frequência para seus clientes ou públicos com os quais deseja manter uma relação de negócio, então é importante que conheça as principais regras utilizadas pelo Gmail para definir se um e-mail é spam ou não. Tendo conhecimento disso, você pode tomar medidas para evitar que isso ocorra e, dessa maneira, obter maior sucesso em sua estratégia de marketing.

Spam é toda mensagem enviada para vários destinatários sem que eles tenham autorizado o envio. Em outras palavras, o Spam ocorre quando uma mensagem chega ao destinatário sem que ele tenha pedido essa informação ou manifestado qualquer interesse nesse sentido. É uma atividade que pode prejudicar os resultados de suas campanhas de e-mail marketing.

As principais regras utilizadas pelo Gmail para definir se um e-mail é spam ou não são as seguintes:

Filtro de spam do Gmail

Assim como existe o funil de vendas no marketing digital, ferramenta que contribui para planejar e executar uma estratégia de marketing, bem como desenvolver conteúdos voltados especificamente para determinada etapa do funil, há também um que é simbolicamente utilizado pelo Gmail para filtrar e-mails considerados spam. É o que muitos especialistas chamam de “Filtro de Spam do Gmail”. Ele é composto por seis etapas, que funcionam como uma espécie de regras utilizadas pelo Gmail para determinar se um e-mail é ou não um spam. Para conhecê-las, continue a leitura.

Usuário marcou e-mail como spam

 usuario-marcou-email-como-spam.

Uma regra básica utilizada pelo Gmail para determinar se um e-mail é ou não um spam é verificando se ele já foi marcado pelo próprio usuário da conta como spam. Como aquele tipo de e-mail indesejado, que chegou em sua caixa de entrada sem o seu devido consentimento ou manifestação de desejo.

O Gmail disponibiliza diversos recursos na conta de um e-mail. Entre eles, a opção de filtrar e-mails considerados suspeitos. Estes podem ser marcados como spam pelo próprio usuário. No lugar de irem para a caixa de entrada do usuário da conta, vão diretamente para a pasta de spam.

É uma regra básica, que é levada em consideração pelo Gmail sempre que algum e-mail suspeito foi enviado para seus usuários.

Uma forma de verificar se um e-mail está sendo enviado ou não para a caixa de spam de um usuário é vendo se ele está sendo aberto. Hoje, existem soluções tecnológicas que notificam o remetente em relação à abertura dos e-mails enviados. É uma forma, inclusive, de alcançar melhores resultados no que diz respeito às estratégias de envio de e-mail marketing.

Alguém no Gmail já marcou o e-mail como spam

Além do filtro acima, o Gmail também leva em consideração, como regra para definir se um e-mail é ou não um spam, o seu histórico de envio e sua relação com os destinatários. Em outras palavras, o que o Gmail busca fazer é verificar se alguém já marcou o e-mail como spam, não apenas o usuário que o recebeu, mas outras pessoas.

Quando se trata de um e-mail indesejado, é comum que as pessoas, de uma forma geral, o marquem como spam, de forma a notificar o Gmail, para que ele tome as providências necessárias.

Diante dessa regra, é super importante verificar se os e-mails enviados, a título de estratégia de marketing, estão sendo abertos. Caso não estejam, isso pode significar que mais de uma pessoa o marcou como spam, colocando assim em risco sua estratégia de envio de e-mail marketing e, consequentemente, as vendas de seu negócio.

Domínio do remetente em blacklist

Outra importante regra em relação ao filtro utilizado pelo Gmail para determinar se um e-mail é ou não spam diz respeito ao domínio do remetente. Se o domínio estiver na blacklist ou na lista de endereços bloqueados, o e-mail enviado irá diretamente para a caixa de spam, de maneira que assim o usuário sequer chegará a ser notificado sobre ele.

No entanto, caso ele visite a caixa de spam, poderá acessar diretamente o e-mail. Algo que é bem raro de acontecer, considerando que geralmente uma pessoa só fica atenta às mensagens que chegam na caixa de entrada de sua conta eletrônica.

Diante da explosão de envio de e-mails atualmente pelas mais diversas empresas para um usuário, é muito comum se criar uma lista de endereços bloqueados. Recurso que é disponibilizado pelo próprio Gmail.

Nesse caso, o usuário insere o domínio na lista e, a partir desse ato, passa a não ser mais incomodado com mensagens de tal endereço.

De acordo com o Gmail, pode-se inserir na blacklist quantos domínios forem necessários, não existindo, portanto, um limite. Assim, um usuário pode colocar apenas um, mas também 1000 domínios, se assim desejar.

É um filtro de spam criado pelo próprio usuário, a partir de recurso disponibilizado pelo Gmail.

Cabe destacar, ainda, que a blacklist pode ser alterada conforme o desejo do usuário. Ele pode inserir mais domínios, mas também desbloquear outros — o que é raro ocorrer.

Remetente desconhecido ou falso

Trata-se de um filtro criado pelo próprio Gmail para identificar e-mails que são enviados por remetentes desconhecidos ou falsos para um usuário.

Em outras palavras, o que o Gmail faz é analisar o histórico de remetentes que têm relação com o endereço eletrônico de um usuário e, a partir disso, verificar aqueles que são desconhecidos ou falsos, podendo ser ou não um spam.

No entanto, cabe destacar que esse filtro se apresenta como uma solução, mas também como um problema para aqueles domínios que são desconhecidos, mas que representam pessoas ou empresas que precisam entrar em contato com determinado usuário.

Não é à toa, assim, aquelas pessoas ou empresas que fazem uma observação para determinado usuário, que sempre consulte sua caixa de spam, com o objetivo de verificar se a mensagem enviada não se encontra nela.

Em todo caso, é importante fazer envio de e-mails marketing de um domínio conhecido ou aceito pela comunidade do Gmail. Com isso, evita-se que as mensagens enviadas para determinados destinatários sejam colocadas diretamente na caixa de spam, prejudicando assim as estratégias de crescimento de uma organização ou pequeno negócio.

Por fim, cabe destacar que um domínio aparentemente falso ou desconhecido costuma gerar suspeita, sobretudo na realidade em que vivemos, na qual as pessoas se valem de certas vulnerabilidades para furtar informações de terceiros, como dados pessoais.

Linguagem suspeita ou combinações de letras duvidosas

Outra regra adotada pelo Gmail para definir se um e-mail é ou não um spam é a sua linguagem. A forma como ele é escrito e apresentado. E-mails com linguagens suspeitas tendem a ser enviados diretamente para a caixa de spam do Gmail, evitando potenciais problemas para os usuários, como o furto de seus dados pessoais e financeiros para fins escusos.

O que seria, no entanto, linguagens suspeitas? De acordo com uma matéria publicada pela Meio bit, portal de notícias relacionado à tecnologia e informática, o Google introduziu no Gmail um filtro que fará a verificação do endereço de e-mail dos remetentes, bloqueando mensagens que utilizarem linguagens suspeitas ou combinações de letras duvidosas. Esse é um motivo que faz com que um e-mail vá diretamente para a caixa de spam.

Conforme a reportagem, linguagem suspeitas ou combinações de letras duvidosas são combinações de nomes ou letras com o objetivo de lesar o usuário e fazer com que ele seja prejudicado. Por exemplo, trocar o l (L) por 1 (1), fazendo o usuário acreditar que recebeu um e-mail legítimo, da organização com a qual mantém relação. Isso é algo que pode passar despercebido pelo usuário.

Desse modo, conforme a matéria o filtro do Gmail fará uso de combinações de caracteres de alfabetos variados, vindos do banco de dados do Unicode Consortium. Desse modo, os usuários terão uma maior camada de segurança.

Por isso, é importante adotar termos e palavras conhecidas na elaboração de e-mail marketing, bem como evitar o uso de combinações que podem gerar suspeita e, assim, fazer com que seu e-mail não chegue ao destinatário, indo diretamente para a caixa de spam.

Links maliciosos

E-mails com links considerados maliciosos também podem ir diretamente para a caixa de spam e, assim, fazer com que sua estratégia de marketing seja prejudicada. O ideal, assim, é verificar a origem do link que você coloca em seus e-mails, com o objetivo de evitar situações que podem colocar a sua estratégia de marketing em risco.

Nesse sentido, cabe dizer que o Gmail, com o objetivo de garantir maior segurança para seus usuários, não só bloqueia mensagens com links maliciosos, enviando-as diretamente para a caixa de spam do usuário, mas também emite diversos alertas com a informação de que os links presentes em um e-mail podem abrigar malwares ou vírus e, assim, colocar em risco o funcionamento do equipamento.

Links de confiança são aqueles que direcionam o destinatário para pesquisas sérias de instituições conhecidas no Brasil, como IPEA, IBGE etc., bem como para produtos e/ou serviços que estejam agregados no domínio ou endereço de uma loja virtual.

Inserir links de confiança em uma estratégia de e-mail marketing se tornou, hoje, uma condição fundamental para que esta alcance sucesso. Afinal, como dissemos, muitos casos de golpes têm ocorrido no âmbito digital, minando assim a confiança das pessoas.

Experiência do usuário

O Gmail também considera, de um modo geral, a experiência de seu usuário na web para determinar se um e-mail pode ou não ser considerado um spam.

Aspectos como localização, idioma, e-mails lidos e clicados, páginas acessadas e buscas feitas no Google podem determinar se um e-mail irá para caixa de entrada ou de spam de um usuário.

Não é à toa, por exemplo, que vemos com frequência determinados e-mails sendo enviados para nossa caixa de entrada conforme o nosso comportamento na web. Quando visitamos páginas de lojas de calçados, por exemplo, ou aparecem informes publicitários no Gmail relacionados ou e-mails, os quais, inclusive, podem ir diretamente para a caixa de spam, conforme interesse do usuário.

Dicas para desenvolver e-mails não caracterizados como spam

Como vimos, o Gmail conta com diversos recursos e/ou filtros capazes de fazer com que um e-mail seja visto como um spam, sendo enviado imediatamente para a respectiva caixa. No entanto, sabemos que isso é super ruim para uma empresa que deseja obter maior crescimento a partir de uma estratégia de e-mail marketing eficiente.

Um e-mail, quando enviado para a caixa de spam nada mais faz do que ocupar espaço na conta eletrônica de um usuário. Em outras palavras, se a mensagem não é lida ou vista, ela não surte o efeito que o remetente buscou.

Ciente disso, montamos este tópico para apresentar algumas dicas que podem ajudar a sua empresa a elaborar e-mails assertivos, ou seja, não caracterizados como spam. Veja:

• Desenvolva e-mails personalizados, ou seja, com uma linguagem direcionada para cada grupo de consumidores que busca atingir. Isso faz com que o e-mail fique mais humano e menos automático. E-mails com aquele aspecto massivo pode ser bloqueado não só pelo sistema de filtro de spam do Gmail, mas também pelos usuários a que eles se destinam;

• Desenvolva e-mails com uma linguagem clara e objetiva e evite fazer combinações de palavras ou termos, pois podem ser interpretados pelo Gmail como um e-mail suspeito, sendo assim bloqueado ou enviado para caixa de spam;

• Busque desenvolver e-mails marketing relevantes, que realmente sejam capazes de atrair a atenção do público a que eles se destinam. O ideal é adotar uma comunicação clara, objetiva e humana, bem como criativa e inovadora. Desse modo, você evita que o seu domínio seja marcado como spam, o que pode gerar problemas com o Gmail;

• Antes de inserir links no corpo do texto do e-mail, verifique sua procedência, de maneira a evitar que o Gmail bloqueie sua mensagem, enviando-a para a caixa de spam.

Conhecer as principais regras utilizadas pelo Gmail para definir se um e-mail é spam ou não é de fundamental importância para que desenvolva não apenas e-mails assertivos, dentro do que se espera para que ele não seja considerado um spam, mas também para que obtenha melhores resultados em sua estratégia de marketing digital.

Para ler mais conteúdos como este, não deixe de acompanhar as publicações em nosso blog. Estamos sempre compartilhando conteúdos que podem enriquecer mais seus conhecimentos e garantir que potencialize sua estratégia de marketing digital.

Post anterior
Dicas de email marketing na Black Friday para aumentar suas vendas

Aprenda sobre marketing digital!

Fique por dentro das novidades em nosso blog e obtenha o máximo de suas ações de marketing digital.

Email cadastrado com sucesso!