15 49.0138 8.38624 1 0 4000 1 https://www.nitronews.com.br/blog 300 true

Dicas para construir uma estratégia de marketing integrada de sucesso para sua marca

O que não falta no mercado são técnicas e ferramentas para distribuir as mensagens de marketing da sua marca. Redes sociais, rede de anúncios, email marketing, SMS, WhatsApp… as possibilidades são infinitas.

Mas qual delas é a mais indicada para chegar até sua audiência? Como entregar mensagens que funcionam?

Nem todas as empresas e agências têm recursos para fazer diversos testes e verificar qual a melhor maneira de se comunicar com seus clientes, mas é possível elaborar uma estratégia de marketing integrada com alcance suficiente para chegar até a maioria dos seus contatos.

O que é uma campanha de marketing integrada?

O que é uma campanha de marketing integrada?

O marketing integrado é o processo de organizar seus diferentes canais para trabalhar em conjunto para promover seus produtos ou serviços, normalmente por meio de uma campanha estratégica. O marketing integrado também funciona para alinhar a mensagem principal da marca que está sendo entregue por meio de seus canais e ativos de marketing.

O principal objetivo da maioria das campanhas integradas é converter leads em clientes.

Cada setor é diferente e as campanhas integradas também podem incluir uma estratégia de vendas. Uma campanha integrada pode ser mais bem-sucedida do que utilizar apenas um único canal de publicidade para um público limitado.

No entanto, antes de se aventurar nas etapas envolvidas na criação de uma campanha integrada de alto desempenho, os profissionais de marketing devem primeiro compreender as regras básicas. É necessário estar preparado para criar comunicações apaixonadas e empáticas, repletas de conteúdo valioso.

As regras básicas para criar mensagens para uma campanha integrada são:

Persistência – crie mensagens que estão conectadas;

Vínculo – conecte informações por meio de todos os canais;

Unidade – crie mensagens que apoiam e reforçam a ideia em andamento;

Utilidade – distribua mensagens que são úteis e contribuem para o panorama geral.

Por que as campanhas de marketing integradas são eficazes?

Embora as campanhas de marketing integradas possam ter objetivos diferentes (por exemplo, conversão de visualizações, construção de reconhecimento de marca, entre outros), todas devem ter um componente em comum: alinhar seus canais para apresentar uma frente de marketing unida.

Se os canais de marketing são jogadores, considere sua campanha de marketing integrada como o técnico encarregado de conduzir as jogadas e ajudar seus canais a funcionarem como um sistema unificado — não díspares.

Também é mais eficaz executar campanhas de marketing integradas em comparação com campanhas em canais individuais. Elas são impactantes por alguns motivos:

– Elas atingem um público mais amplo do que um único canal de marketing;

– Elas têm uma chance maior de serem vistas em vários canais, mantendo assim sua marca na memória e aproximando os visitantes da conversão;

– Elas constroem a confiança dos visitantes à medida que eles veem uma mensagem consistente em vários canais;

– Elas economizam dinheiro, pois os recursos e conteúdos podem ser compartilhados e reaproveitados em diferentes canais de marketing. E, dependendo de sua campanha, os clientes podem ajudá-lo a comercializar seu produto ou serviço.

Confira as nossas dicas e saiba como desenvolver uma estratégia de marketing integrada para a sua marca!

Como construir uma campanha de marketing integrada do zero

Pode ser difícil elaborar uma campanha de marketing integrada do zero. Mas não se preocupe, estamos aqui para ajudar. Siga estas etapas para começar:

1. Estabeleça objetivos para sua campanha

Estabeleça objetivos para sua campanha

Antes de considerar quais canais farão parte de sua campanha de marketing integrado, você deve considerar o objetivo.

Talvez você tenha lançado um novo produto, serviço ou iniciativa e queira mostrá-lo aos clientes. Talvez você tenha mudado completamente o posicionamento da marca e queira transmitir sua nova mensagem. Talvez você simplesmente tenha um novo slogan e queira que seu público comece a associar sua empresa a ele.

Qualquer que seja a meta da sua campanha, é importante tê-la sempre em mente. Isso ajudará você a manter o foco, rastrear os resultados e aprender como melhorar da próxima vez.

Essas metas também devem estar relacionadas a pelo menos um dos seguintes indicadores-chave de desempenho (KPIs) e suas métricas, que você pode rastrear ao lançar sua campanha:

– Tráfego / alcance / visualizações de página únicas por canal e fonte;

– Taxa de rejeição e tempo médio na página;

– Conversões e backlinks;

– Comentários de sentimento e compartilhamentos sociais;

Geração de leads e taxa de conversão de sessão para lead.

Além disso, embora o engajamento maior e novos leads sejam sempre bem-vindos, uma campanha multicanal também deve considerar o panorama geral e como sua campanha afeta as oportunidades de vendas e a receita do negócio. Reserve um momento para mapear como você deseja que sua campanha tenha impacto sobre seus resultados financeiros também.

2. Escolha os canais de marketing e estabeleça metas para cada um

Agora que você sabe qual é o objetivo geral da sua campanha de marketing integrado, provavelmente já terá uma ideia melhor de quais canais podem ajudá-lo a alcançar esse objetivo.

Ao escolher seus canais, tudo se resume ao que você está tentando alcançar com sua campanha de marketing integrada. Existem diversos canais de marketing que você pode usar para distribuir o conteúdo de sua campanha: email marketing, publicidade impressa e digital, assessoria de imprensa e relações públicas, marketing de conteúdo e SEO, redes sociais, eventos e patrocínios e até as embalagens, entre outros.

Sua campanha de marketing integrada deve incluir uma variedade de canais para atingir o maior público e transmitir a mensagem de sua campanha. Se você notar que não está tendo o resultado esperado em um ou mais canais, não hesite em adicionar, remover ou testar novos.

3. Defina suas buyer personas por canal

Defina suas buyer personas por canal

Cada canal de marketing tem como alvo sua buyer persona específica. Por isso, em vez de definir uma persona ampla para sua campanha, você deve definir seu público por canal.

Haverá inevitavelmente alguma sobreposição, mas é aconselhável entender exatamente com quem você está falando em cada meio e como você pode adaptar esses ativos específicos para ter o maior sucesso.

4. Crie mensagens e ativos de marketing adaptáveis

Nessa altura, você já definiu o objetivo da campanha, público-alvo e canais de marketing. Agora é hora de criar o conteúdo de sua campanha de marketing integrado. Este estágio é onde copywriting, design e outros processos criativos entram em jogo.

Um componente importante do conteúdo de marketing integrado é a adaptabilidade. Para manter sua campanha consistente (e facilitar seu trabalho), você deve ser capaz de redirecionar qualquer conteúdo para ser usado em canais diferentes.

Conforme você desenvolve e redireciona esses ativos criativos, mantenha-os alinhados com as diretrizes de sua marca e consistentes uns com os outros.

5. Estabeleça um plano para captar leads

Estabeleça um plano para captar leads

Quer você pretenda ou não que sua campanha capte leads, você deve estar sempre preparado para recebê-los. Não deixe isso para depois de lançar sua campanha. Mesmo se você estiver gerenciando uma campanha para aumentar o conhecimento de sua marca, considere como seus visitantes podem se converter em leads – e, eventualmente, em clientes.

Primeiro, considere como um visitante pode se converter em um cliente potencial. Eles assinariam seu boletim informativo? Compartilhariam suas informações para baixar um conteúdo? Criariam uma conta no seu site?

Em seguida, considere como seus leads serão nutridos depois de convertidos. Eles entrariam em um fluxo de email automatizado? Você os repassaria para o departamento de vendas?

Independentemente de como você seguir esta etapa, certifique-se de que seus leads não sejam esquecidos, uma vez que eles forneceram voluntariamente suas informações – e elas são preciosas.

6. Lance e avalie sua campanha

Pronto para lançar sua campanha de marketing integrada? Pode ser hora de colocar sua campanha para funcionar… mas ainda não é hora de descansar.

Lembra daqueles KPIs e métricas da primeira etapa? Quaisquer que sejam os KPIs relacionados ao objetivo geral de sua campanha (por exemplo, aumentar o conhecimento da marca, rebranding, novo produto, etc.), comece a rastrear essas métricas subsequentes a cada semana, mês e trimestre para ver o sucesso dela em alcançar seu objetivo.

Como sempre, pegue o que você aprendeu com cada campanha de marketing integrado e aplique em campanhas futuras. Com as estratégias e ferramentas corretas em vigor, você pode criar um ciclo interminável de campanhas de marketing integradas – e vitoriosas.

6 dicas para criar uma campanha integrada de marketing eficaz

Compreenda os canais

Seja email, SMS ou notificação push, são diversos os meios para passar a mensagem. Os profissionais de marketing devem conhecer e compreender o método de comunicação preferido da sua base de clientes – e se concentrar naqueles que têm mais alcance e engajamento.

Tenha ideias matadoras

Tenha ideias matadoras

Para muitos profissionais, o nascimento de uma ideia pode começar com um título ou com uma sessão de brainstorming onde um conceito passa a ganhar forma. Um bom início é definir o objetivo da campanha. Ao saber aonde você quer chegar, se torna mais fácil traçar uma rota para seguir.

Crie uma estrutura de mensagens

Por se tratar de uma campanha integrada, não adianta dizer exatamente a mesma coisa em cada canal – isso fará com que os clientes se afastem imediatamente. Ninguém tem tempo para conferir duas vezes a mesma mensagem!

É aqui que a campanha realmente começa a tomar forma: cada mensagem é importante para desenvolver uma sequência que nutre o cliente durante todo o caminho, até a conversão.

Uma recomendação aqui seria aplicar um processo de seis fases, começando com o primeiro email, que deve ser a introdução ao produto, serviço ou oferta. É uma chance de envolver instantaneamente o destinatário e criar um nível de interesse.

Em seguida, vem a prova social – que evidencia por que o cliente deve continuar interessado no que a empresa está tentando vender. A terceira atividade tem tudo a ver com ganho – simplesmente responder à pergunta do cliente, “o que vou conquistar se comprar isso?”.

O quarto estágio da sequência se concentra no medo, jogando com as consequências do que acontece se o destinatário não aceitar a oferta. Esse email deve ser guiado pela lógica – ou seja, como faz sentido comprar – antes de, finalmente, revelar como será a perda para o consumidor se a conversão não for realizada imediatamente.

Utilize efetivamente as mensagens em cada canal

É sempre difícil determinar qual é o volume certo de mensagens que devem ser disparadas para os clientes. O que é demais – e o que não é suficiente? É aqui que a mensuração entra em jogo e analisa como os esforços da sua campanha estão performando.

Nesse ponto, é importante que os profissionais de marketing sejam eficientes com o orçamento e com o tempo investido. Não faz sentido gastar dinheiro e energia em uma campanha que não traz o retorno esperado.

Enviar mensagens demais pode levar seus emails direto para a caixa de SPAM, mas enviar mensagens de menos pode fazer com que os clientes em potencial esqueçam da sua marca.

É recomendável bloquear certas partes do conteúdo – como e-books para download de baixo e alto valor – para manter o engajamento alto, mas também para descobrir quando esses conteúdos podem ser utilizados nas redes sociais ou no email marketing para criar uma conversão. Compreender os interesses de seus clientes é fundamental!

Entregue a mensagem

Onde a campanha está rodando e para onde o tráfego está sendo direcionado? Se o seu cliente puder ser encaminhado para uma landing page ou similar, por exemplo, isso permite que você analise o nível de interesse no seu conteúdo.

Além disso, estatísticas mostram que as páginas de destino dinâmicas podem converter até 20% mais clientes. E não se esqueça de automatizar o fluxo quando possível!

Analise os resultados

Analise os resultados

Por fim, ao avaliar os resultados da sua campanha integrada você pode analisar o que funcionou — e o que não funcionou. Há um problema aqui: cada canal tem seu próprio conjunto de métricas, mas existem maneiras de conseguir unificar esses dados, como usar o Google Analytics.

Uma boa dica é realizar um monitoramento de segmentação de público – e também a pontuação de leads. Isso permite que você entenda como cada grupo está evoluindo e classifique os leads mais engajados, permitindo que essas informações sejam fornecidas à equipe de vendas para conversão.

Também é importante analisar cada mensagem e seus resultados para ver o que é possível melhorar. Por exemplo: você deve eliminar imediatamente qualquer complexidade e simplificar sua mensagem, criar designs de boa qualidade e sempre pensar nas necessidades do público.

Assim que essas áreas forem dominadas, as mensagens podem ser transformadas em campanhas integradas de alto desempenho – isso funciona!

Gostou das dicas? Não deixe de compartilhar sua opinião conosco nos comentários!

Post anterior
A importância do email marketing no pós-venda (e algumas ideias para inspirá-lo)

Aprenda sobre marketing digital!

Fique por dentro das novidades em nosso blog e obtenha o máximo de suas ações de marketing digital.

Email cadastrado com sucesso!