15 49.0138 8.38624 1 0 4000 1 https://www.nitronews.com.br/blog 300 true
Email Marketing em Números

Email Marketing em números

Infográfico: Números em Email Marketing
Infográfico: Números em Email Marketing Nitronews

É fato que as tecnologias e ferramentas de marketing estão em constante evolução; assim como as redes sociais cada vez mais entram no páreo quando o objetivo é gerar visibilidade para o negócio e consequente aumento das vendas. No entanto, há uma ferramenta ao longo deste caminho que definitivamente não merece (e nem pode!) ser esquecida: o e-mail marketing.

Ainda que muitos ignorem ou desacreditem da estratégia, a verdade é que o e-mail marketing está mais vivo do que nunca. Isso porque ele consiste em um canal poderosíssimo e com inigualável alcance, se tornando um aliado e tanto para empresas de todos os portes e segmentos do mercado.

No entanto, em um cenário em que as caixas de entrada estão cada vez mais cheias e os consumidores cansados da mesmice, uma boa estratégia deve andar lado a lado de qualquer campanha direcionada para essa ferramenta. Neste artigo queremos te apresentar aos dados mais recentes envolvendo o e-mail marketing para que você pare de uma vez por todas a descartar o potencial dessa ferramenta.

Vamos juntos?

E-mail marketing em números: dados atualizadíssimos sobre a ferramenta

Se contra provas não há argumentos… nosso objetivo é exatamente enumerá-las para que você possa rever os seus conceitos sobre e-mail marketing e retomar o seu investimento nessa ferramenta essencial para qualquer campanha de marketing e/ou produção de conteúdo eficiente.

Vamos começar?

• Usuários da internet vs usuários de e-mail

Daqueles que são usuários ativos da internet, 93% têm pelo menos uma conta de e-mail em utilização, seja ele gratuito ou não. Dados da Pew Research apontam ainda que 61% dessas pessoas usam o e-mail absolutamente todos os dias. Tem dimensão do potencial dessa ferramenta?

• Número de usuários

Em 2017 o número de usuários de e-mail era de 3,7 bilhões em todo o mundo. Agora, no início de 2021 esse número já chegou a 4,03 bilhões de pessoas, conforme expectativa projetada lá atrás.

Agora espera-se que em 2024 esse número passe para 4,48 bilhões, conforme previsão da Statista.

• E-mail mkt como a plataforma com o maior alcance a nível mundial

Com esses números, o e-mail é a plataforma com o maior potencial de alcance do mundo. Apenas para fins de comparação: o Facebook possui 2,2 bilhões de usuários mensais ativos; enquanto o Instagram, 1 bilhão. Somando as duas redes sociais mais populares da atualidade ainda não chegamos nem perto do e-mail. Surreal o alcance, não é mesmo?

• Checagem da caixa de entrada

Funcionários de empresas que trabalham com e-mail checam as suas caixas de entrada ao longo de 13 horas de jornada … semanais! Isso significa em média 1/3 do tempo de trabalho por semana no Brasil.

A maioria permanece, ainda, com o e-mail aberto o dia todo, fechando-o apenas na hora de ir embora ou finalizar a jornada de trabalho.

Dados da Cultura Colaborativa apontam ainda que 52% dos brasileiros passam, em média, uma hora do dia lendo e respondendo e-mails. Além disso, 58% fazem a abertura dele instantaneamente após receber a notificação – seja pelo dispositivo móvel ou desktop.

• Como é feito o acesso ao e-mail?

42% dos consumidores preferem abrir os seus e-mails em dispositivos móveis, ou seja, celulares e tablets. Os 58% restantes são divididos em dois grandes grupos: 39,8% para aplicações web (como outlook e gmail.com) e 18,2% para aplicações no próprio desktop.

No entanto, uma pesquisa feita exclusivamente com os usuários da Hubspot, multinacional de software de vendas e inbound marketing, apontou que 80,8% deles preferem ler seus e-mails em dispositivos móveis.

E tem mais: se o número de usuários de e-mail cresce em média 10% ao ano, a quantidade de usuários que prefere recebê-los pelo smartphone aumenta 20% no mesmo período.

• Retorno sobre investimento – ROI e e-mail mkt

O ticket médio de uma transação feita a partir de um e-mail chega a ser 3x maior do que na comparação às redes sociais. O Disruptive Advertising apontou que o ROI do e-mail marketing é de 138% e é tendência é de aumentar ainda mais (em 2017 era de 122%, só para vocês terem uma ideia).

• E já que estamos falando sobre ROI…

Vale reforçar que ele aumenta de forma extremamente significativa com o passar dos anos. Ao final de 2020 o ROI do e-mail marketing foi de 3800%. Só para termos uma base de comparação, em 2017 ele era de 3000%. É isso mesmo: crescimento de 800% em três anos.

• Taxa de abertura com e-mails com o nome

A Hubspot concluiu que a taxa de abertura dos e-mails pode aumentar de forma significativa quando o nome do destinatário aparece no título. De acordo com a Aberdeen, a taxa de abertura aumenta em 14% quando há o nome no e-mail, e a conversão, em 10%.

• Falando nisso… o que leva um usuário a abrir o e-mail?

No geral, 35% dos usuários de e-mail tendem a abri-lo ao considerar o assunto interessante. No entanto, 69% dos usuários marcam o e-mail como spam também com base no mesmo quesito – motivo pelo qual é tão importante ter uma base de e-mails realmente interessada naquilo que você está falando.

Cancelar o cadastro no e-mail também é comum para 69% dos usuários que citam como principal motivo para a atitude o envio de e-mails em uma frequência muito elevada.

• Mais de 60% dos usuários leem os e-mails que recebem

Diferentemente do que você pode estar esperando para essa estatística, mais de metade dos usuários de e-mail leem os e-mails que recebem de listas que são cadastrados. Além disso, de acordo com a Radicati, uma mensagem importante chega a ser 5x mais provavelmente lida pelo e-mail do que pelas redes sociais.

• E-mail marketing como líder na geração de leads

Um levantamento conduzido pela Emarsys constatou que o e-mail é ainda o principal canal para aquisição de leads para 81% das pequenas e médias empresas.

O mesmo estudo apontou o e-mail marketing como a melhor estratégia para reter e fidelizar clientes, ficando inclusive acima da busca orgânica e dos anúncios pagos.

• Quais são as estratégias mais efetivas?

Listas de e-mail segmentadas e envio de e-mails personalizados seguem no ranking quando o assunto é efetividade na entrega, abertura e, principalmente, engajamento.

Só para se ter uma noção, 74% dos profissionais da área de marketing afirmam que a personalização aumenta expressivamente o engajamento dos consumidores. O assunto personalizado, por sua vez, é capaz de aumentar em até 26% a probabilidade de o e-mail ser aberto.

Apesar disso, somente 39% das empresas do segmento de varejo enviam e-mails personalizados sobre seus produtos. Será que estão perdendo um canal importantíssimo de venda?

O Lyris Annual E-mail Optimizer Report apontou ainda que as campanhas de e-mail segmentadas recebem taxa de abertura 39% maior. Além disso, o número de usuários que opta por parar de receber os e-mails também é menor: 28% a menos na comparação com e-mails não-segmentados.

• E os melhores tipos de e-mail?

Existem três principais tipos de e-mail para uso em comércio eletrônico: boas-vindas, recuperação de carrinho e reativação de cliente.

Os e-mails de boas-vindas possuem a segunda maior taxa de cliques e abertura, além de representarem o tipo de e-mail que mais se torna venda: 3,02% dos e-mails de boas-vindas acabam gerando um pedido.

E você aí ainda sem enviar esse simples modelo de e-mail, não dá nem para acreditar hein?

Em segundo lugar vem o e-mail de carrinho abandonado, ou seja, aquele que lembra o indivíduo de recuperá-lo e finalizar a compra. Esse tipo de e-mail conta com taxa de pedidos de 2,35%.

Já em terceiro lugar vem o e-mail de reativação do cliente , com taxa média de pedidos de 2,13%.

Veja bem: somando esses três tipos de e-mail, que a propósito são mega simples de serem configurados em um provedor de e-mail marketing você pode aumentar o seu faturamento de vendas em 7%. Pois é: isso que nem estamos falando de grandes estratégias, hein, mas apenas do uso desses três “clássicos” do e-mail mkt.

Precisando de ajuda nesse quesito? A Nitro Digital possui mais de 14 anos de experiência com e-mail marketing, além de ter desenvolvido uma ferramenta própria para gestão de campanhas, a Nitronews. Confira agora mesmo !

Estatisticamente falando, os e-mails de recuperação de carrinho cumprem com a sua função em 8,24% dos casos, conforme dados da Barilliance, refletindo em aumento médio de vendas de 4,43%. Mas tudo também depende do setor: estima-se que o setor de moda seja o mais convincente neste sentido, registrando aumento de 6,38% na média de vendas.

• E-mail marketing ou redes sociais?

A americana especialista em consultoria empresarial McKinsey aponta que os e-mails chegam a ser 40x mais eficientes na aquisição de novos clientes do que na comparação com o Twitter e o Instagram… juntos. Além disso, dados da MarketingSherpa mostram que 72% dos indivíduos preferem, de fato, receber conteúdo promocional por meio dos e-mails do que redes sociais.

Lembrando aqui que a Radicati também constatou que uma mensagem enviada por e-mail tem 5x mais chances de ser lida do que aquelas publicadas em redes sociais.

• Fidelidade dos clientes

Você sabia que os clientes de e-mail marketing também estão entre os mais “fiéis”?

Pois é. Os números da ExactTarget mostram que 70% dos usuários estão inclinados a sempre abrirem os e-mails enviados pelas suas empresas e marcas favoritas. Em contrapartida, raramente acessam os perfis em redes sociais desses estabelecimentos.

Quando há opção por receber aquele e-mail ou não, a fidelidade aumenta ainda mais: 95% dos usuários de e-mail que efetivamente ESCOLHEM pelo recebimento de mensagens de uma empresa em específico acreditam que as mensagens serão, de fato, úteis.

• Imagens no e-mail: boa estratégia ou não?

De acordo com estatísticas da Hubspot as imagens não só podem… como devem integrar o seu e-mail. Estima-se que um e-mail com visual atrativo é preferido por 65% dos usuários.

• Tem dia ou horário para enviar?

O recomendado é que o envio dos e-mails esteja dentro de um cronograma estratégico que levará tudo isso em consideração. No geral, o horário que eles mais tendem a ser abertos é no primeiro horário da manhã: entre 6 e 7 horas; e o dia em que a taxa de incidência de abertura dos e-mails é mais alta é no sábado, provavelmente porque a demanda de trabalho cai nesse dia.

• E o CTA, é válido?

Com certeza. O CTA (Call to Action) é essencial para estimular uma ação no e-mail. • Finalizando…

De acordo com a Kinsta o retorno médio do e-mail chega a ser de 40x o que você investe nele. Pois é: já imaginou investir R$ 1.000 e receber R$ 40.000 apenas em retorno dessa estratégia?

Definitivamente ignorar o e-mail marketing não é algo que podemos nos dar ao luxo. E afirmamos mais: empresas de qualquer área ou porte do mercado que ainda não está utilizando o e-mail marketing está, com certeza, perdendo dinheiro. Você não quer mais fazer parte dessa estatística, certo?

capa-tendencias-email-marketing-2021
Post anterior
Tendências em Email Marketing para 2021
Email Marketing e a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados)
Próximo post
Email Marketing e a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados)

0 Comentário

    Deixe uma resposta

    Aprenda sobre marketing digital!

    Fique por dentro das novidades em nosso blog e obtenha o máximo de suas ações de marketing digital.

    Email cadastrado com sucesso!