15 49.0138 8.38624 1 0 4000 1 https://www.nitronews.com.br/blog 300 true
landing page e email marketing juntos resultado

Landing Page e Email Marketing trabalhados juntos otimizam o resultado?

O marketing digital com certeza é um dos assuntos mais comentados no setor de comunicação e um dos mais importantes para gerar sucesso e retornos para uma empresa. Independentemente do ramo e porte de um negócio, a presença online é necessária e deve ser levada bastante a sério para gerar benefícios para a empresa. Para isso, o marketing digital se utiliza de diversas ferramentas capazes de atrair mais visitantes para o seu site, blog, rede social, entre outras plataformas, e gerar leads em potencial para o seu negócio.

Uma dessas ferramentas mais tradicionais e ainda bastante utilizadas pelo marketing digital é o e-mail marketing. Apesar de ser considerado ultrapassado por algumas pessoas, o e-mail marketing ainda garante um alcance assertivo e segmentado, e uma maior taxa de visualização por conta de credibilidade passada por esse meio de comunicação.

Além dessa ferramenta, as famosas landing pages também são destaque em sites e blogs. Trata-se de páginas que surgem durante a visita no site ou blog, solicitando o seu e-mail ou alguma outra informação pertinente. O intuito pode ser diverso, como gerar a venda direta, capturar um novo lead ou ter os dados do usuário para que possa enviar uma newsletter, por exemplo. O objetivo principal é conseguir atrair os clientes certos para aumentar as vendas.

Ambas as ferramentas podem ser bastante úteis se trabalhadas em conjunto. Sim, isso é possível e potencializa a eficácia do marketing digital para os negócios. Veja, a seguir, como cada uma dessas ferramentas pode ser eficaz para a sua empresa e como uni-las para um melhor resultado.

E-mail marketing

Email

Apesar de ser considerado ultrapassado, o e-mail marketing tornou-se uma das estratégias mais eficazes do marketing digital por conta das ferramentas de automação. Para se ter uma noção, de acordo com uma pesquisa realizada pela Pew Research, 92% dos adultos ainda utilizam o e-mail para se comunicar com outras pessoas, ficar por dentro de novidades no mercado, procurar emprego, entre outras finalidades.

Ou seja, o envio de e-mails para as pessoas certas e com a mensagem correta pode atingir muitos contatos importantes para a sua empresa. Grande parte das empresas utiliza essa ferramenta para divulgar suas promoções, confirmar compras, enviar newsletters, confirmar informações de serviços, enviar artigos, entre outras finalidades.

O que antes era considerado uma comunicação invasiva e não pessoal, agora tem se tornado uma forma de ficar mais próximo do cliente a partir da personalização dos e-mails. Ou seja, agora é feito um direcionamento direto para estabelecer um “diálogo” com cada cliente de forma diferente, gerando uma sensação de relevância.

Isso é possível graças a uma linguagem direcional, citando o nome do cliente, estabelecendo uma conversa e dizendo exatamente o que ele precisa naquele momento. Para que você saiba exatamente o que ele procura, alguns estudos são feitos pelo marketing digital, como é o caso da persona e do público-alvo (baseando-se no nicho de mercado, nos compradores físicos e na concorrência), além de um acompanhamento realizado pelo Google Analytics, por exemplo, em que esse público e personas definidos têm suas ações, comportamentos e reações monitoradas pela empresa.

Definidas as pessoas que irão receber o seu conteúdo e que são possíveis leads, ou seja, oportunidades reais de negócio, as mesmas formarão uma lista chamada de mailing. Essa lista pode contar com diversos contatos, sendo possível enviar conteúdos para todos, não importando o tamanho de sua lista, através de ferramentas como o Nitronews. Assim, a possibilidade de um alcance previsível diariamente ou mensalmente, dependendo da periodicidade de envios, é algo que facilita o cotidiano e a estratégia do marketing digital de uma empresa.

Em paralelo, a definição de periodicidade e linguagem dos e-mails também é de suma importância para a eficácia do e-mail marketing. Ou seja, um estudo permanente do seu público poderá estimar com que frequência ele olha o seu e-mail para definir a periodicidade, além de entender qual linguagem mais combina com o seu perfil. Só assim será possível atrair sua atenção e passar uma mensagem eficaz.

Tais definições têm como intuito engajar os seus leads. De preferência, manter um contato frequente é essencial para proporcionar maior proximidade com os mesmos e fazer com que eles permaneçam interessados em seu conteúdo e produtos.

Landing page

Landing Page

Tais páginas são criadas pelo marketing digital com um único objetivo: conversão. Em suma, são páginas criadas separadamente e que integram o site, aparecendo de forma proposital para promover uma ação específica. A Landing Page é estruturada e otimizada com uma finalidade específica, que na maioria dos casos consiste na venda de um produto ou serviço, servindo como “porta de entrada” para tal conversão. Geralmente, é composta por poucos elementos visuais e pouco texto, e é mais focada em uma espécie de cadastro para que os clientes depositem seus dados, como e-mail, telefone ou outras formas de contato.

Tal conversão pode ser diferente, dependendo do intuito da empresa. Ou seja, ela pode ter como intuito obter os dados dos usuários para enviar newsletters, e-books, promoções, ou simplesmente capturar os dados de um novo lead para ações futuras de conversão. A maioria tem como objetivo levar o usuário a comprar seu produto ou serviço, através do link de outra página própria para isso.

Para que não se torne um processo moroso e desinteressante para o visitante, o ideal é sempre solicitar o mínimo de dados possível para serem preenchidos, que sejam suficientes para o seu plano de ação. O aconselhável é que seja apenas o endereço de e-mail para o envio de materiais.

Além disso, é preciso oferecer algo em troca para que o usuário informe os dados solicitados. Você pode optar por um e-book gratuito de interesse do visitante, por exemplo, a inscrição para concorrer em alguma promoção, um brinde direto, um cupom de desconto, entre outras opções atrativas para garantir que a landing page seja eficaz.

Grande parte das empresas que coloca em prática as landing pages em seus sites consegue alcançar taxas de conversão acima de 40% (o que é considerado excelente) com suas páginas. Tal conversão pode ser tanto em visitantes como em leads, sendo como fronteira final a conversão de leads em negócios fechados. Com isso, o alcance dos leads certos é bastante eficaz, aumentando assim as chances e o volume de vendas da empresa.

E-mail marketing e landing page unidos!

Email e Landing Pages unidos

Como já é perceptível, uma landing page tem como intuito conseguir dados dos usuários para o envio de conteúdos, certo? Tal envio é, na maioria das vezes, feito através do e-mail marketing. Assim, as pessoas que depositaram seu endereço de e-mail na landing page, tornam-se automaticamente parte do mailing do e-mail marketing e passarão a receber as promoções, newsletters, e-books, artigos especiais, entre outros tipos de conteúdos da empresa.

Por conta disso, a qualidade de uma ferramenta influencia diretamente na outra. Sem uma landing page chamativa e inteligente podem faltar endereços de e-mail para o e-mail marketing entrar em ação, ou serem incluídos contatos que não representam oportunidades de negócio e que não conseguem ser nutridos para tal.

O caminho inverso também é colocado em prática. Ao invés de o usuário receber um e-mail através do preenchimento de uma landing page, um recurso do marketing digital chamado de CTA, ou Call-to-Action, pode direcionar um contato que já recebe os seus e-mails para alguma ação específica contida em uma landing page, como é o caso da compra de um produto que está em promoção e que foi anunciado pelo próprio e-mail marketing, por exemplo.

Assim, o que acontece na prática é o seguinte: quando um e-mail é enviado com um texto informativo ou oferta de interesse para os seus consumidores e futuros clientes, é possível linká-los com uma landing page que seja alinhada ao que foi ofertado no e-mail. Assim, a possibilidade de que os usuários tomem uma decisão esperada por você são altas, já que o poder de convencimento é complementado em ações de conversão continuadas.

Como fazer essa união dar certo?

Apesar de ter um mailing com contatos bem selecionados, que representam oportunidades claras de negócio, é óbvio que cada um deles está em um estágio de nutrição. Ou seja, alguns já de fato realizaram uma compra de algum produto seu ou contratou algum serviço, enquanto outros apenas demonstraram interesse em sua empresa. Assim, a montagem de uma landing page, interligada a um e-mail marketing, deve ser pensada não de forma geral, mas sim personalizada.

Para isso, a segmentação é considerada a palavra-chave para essa atuação em conjunto. Portanto, a sua tarefa é dividir a lista de e-mails em grupos de usuários que pertencem ao mesmo nível do processo das compras, ou seja, que já tiveram a mesma ação. Você também pode segmentá-los de acordo com alguns dados básicos, como a região onde eles vivem, idade ou alguma outra especificidade importante para o alcance dos seus objetivos.

Assim, você pode, por exemplo, alterar a promoção que será ofertada no e-mail marketing e na ação de conversão da landing page, mudar o texto de ambas as ferramentas e o layout, entre outras ações personalizadas para cada grupo. Assim, estes serão mais facilmente impactados, já que terão em mãos conteúdos que são de fato relevantes e produtos que de fato eles precisam.

Porém, se o seu intuito é atrair novos consumidores, a estratégia que você utiliza precisa ser diferente. Utilize técnicas que chamem a atenção e despertem a curiosidade dos seus contatos. Elas devem trazer soluções para alguma necessidade do seu futuro cliente.

Para isso, aposte em chamadas e títulos chamativos para o seu e-mail marketing e para a sua landing page. O usuário deve ter sua atenção voltada para a conversão através de uma chamada simples e direta. Aposte também em elementos visuais simples e que não impeçam a leitura da ação principal.

Outro fator importante é o foco no objetivo principal da campanha em questão. As pessoas buscam objetividade e agilidade. Se, ao abrirem a landing page, as mesmas encontrarem dificuldades em achar o que desejam e o que foi ofertado no e-mail marketing, as chances de fecharem a página são altíssimas. Por isso, procure ser o mais específico e claro possível na landing page, adicionando botões visíveis e que as levem diretamente para o destino final: a conversão.

Atente-se na montagem do e-mail

Montagem email marketing

Como já mencionado, para que uma landing page seja acessada, muitas vezes são usados links nos e-mails marketing para levar o seu visitante a ela. Assim, estes devem ter a qualidade suficiente para que a pessoa se sinta incentivada a decidir acessar a landing page.

Assim, o e-mail marketing deve seguir alguns requisitos básicos para que se torne interessante visualmente e que traga informações e soluções para os recebedores. Veja a seguir algumas dicas:

  • É importante deixar claro qual é o intuito do e-mail logo de cara. Ou seja, se ele é focado em vender algum novo produto ou serviço, cite-o logo no assunto do e-mail e o destaque no corpo do mesmo. Assim, o cliente irá “bater o olho” no produto e terá interesse em saber mais sobre ele.
  • Para o destaque em alguma informação especial, utilize cores chamativas ou negritas, mas sem exagerar no tamanho das fontes e na quantidade de destaques. A poluição visual não gera credibilidade, o que acaba afastando a possibilidade de conversão e acesso à landing page.
  • Procure deixar todo os elementos localizados no centro da página: isso pode melhorar a imagem visual e a interpretação da informação.
  • O CTA deve ser bastante incisivo e facilmente visível, já que será através dele que o usuário irá acessar a landing page. Geralmente, o mesmo está inserido no meio ou ao final de um conteúdo, como forma de complementar a ação do leitor. Opte por frases no imperativo, como por exemplo, “Clique aqui para saber mais”, “Tenha um desconto agora” ou “Confira essa oferta”.
  • O design do botão de CTA também deve ser analisado, pois deve ser bastante visível para quem está lendo o e-mail. O ideal é posicionar ele na parte central da página, depois da mensagem, em um tamanho que prenda a atenção do público, uma cor chamativa e de preferência em negrito.
O que nao pode faltar em um formulario de assinatura de newsletter
Post anterior
O que não pode faltar em um formulário de assinatura de newsletter?
o potencial dos emails transacionais
Próximo post
Utilize todo o potencial dos emails transacionais

Aprenda sobre marketing digital!

Fique por dentro das novidades em nosso blog e obtenha o máximo de suas ações de marketing digital.

Email cadastrado com sucesso!