15 49.0138 8.38624 1 0 4000 1 https://www.nitronews.com.br/blog 300 true
capa tipo enderecos email que prejudicam reputacao email marketing

Quais tipos de endereços de email prejudicam sua reputação e campanhas de Email Marketing

Você sabia que existem diversos tipos de e-mails que podem prejudicar sua reputação e comprometer suas campanhas de e-mail marketing? Eles podem reduzir a sua taxa de entrega e até gerar bloqueios em sua conta. Para ajudá-lo, vamos listar os tipos de endereço de e-mail mais perigosos para as suas campanhas de e-mail marketing, explicar como funcionam e como você pode evitá-los em suas bases de e-mails.

As campanhas de e-mail marketing são parte essencial da estratégia de marketing digital das empresas. Mas é preciso ter uma boa reputação para conseguir uma boa entregabilidade e alcançar um ROI satisfatório (ou seja, ter um bom retorno pelos seus investimentos e esforços).

Para conseguir isso, é preciso garantir que sua base de e-mails contenha apenas contatos que estejam interessados no que a sua empresa tem a dizer. Caso um de seus contatos se sinta incomodado com sua mensagem, ele pode vir a classificar seu e-mail como spam, o que pode arruinar a sua estratégia.

Há diversos fatores que envolvem o envio de e-mail marketing que são avaliados pelos servidores que recebem suas mensagens. Aspectos como devoluções, números de interações, quantidade de descadastros e denúncias de spam influenciam na reputação de sua conta de e-mail. E a reputação é muito importante dentro de uma estratégia de e-mail marketing.

É a reputação que vai determinar como o servidor do e-mail de seus contatos destinatários vai enxergar e classificar seu e-mail. Dependendo de sua reputação, você corre o risco de suas mensagens serem marcadas automaticamente como spam e sequer serem abertas.

Por isso, a boa reputação é essencial para o sucesso das suas campanhas de e-mail marketing.

Mas não é apenas com os descadastros de usuários desinteressados que você deve se preocupar para garantir uma boa reputação. Existem diversos tipos de e-mails que, mesmo não sendo necessariamente inválidos, prejudicam a sua campanha de e-mail marketing e reduzem suas taxas de entrega. Esses e-mails podem até gerar bloqueios severos em sua conta de e-mail marketing.

Neste artigo, vamos falar sobre todos os tipos de e-mail perigosos que você precisa conhecer para evitar prejudicar sua reputação e, assim, auxiliar no sucesso de suas campanhas de e-mail marketing.

Nos próximos tópicos, você vai conhecer os seguintes tipos de e-mail e como retirá-los de sua base de contatos:

  • Spam traps ou armadilhas de spam;
  • Disposable e-mails ou e-mails descartáveis;
  • Scraped e-mails ou e-mails “raspados”;
  • Junk e-mails;
  • E-mails com longos períodos sem engajamento;
  • E-mails de sistema, como os transacionais, não-responda, no reply, system etc.;
  • E-mails que têm histórico de bloqueios;

Vamos começar?

Spam traps ou armadilhas de spam

spam traps

Os Spam traps funcionam como verdadeiras armadilhas armadas para identificar e punir os e-mails que enviam spam. Caso você envie e-mails para alguma conta spam trap, será capturado em suas armadilhas e sua entregabilidade será drasticamente afetada. Ou seja, os provedores de e-mails identificarão sua conta como spam e não vão entregar suas mensagens aos destinatários. Então tome cuidado!

Bom, basicamente, existem dois tipos de spam traps: os spam traps novos (ou puros) e os spam traps reciclados.

Os spam traps novos são endereços de e-mail criados especificamente para atuar como spam traps. Ou seja, eles nunca pertenceram a usuários reais. Quem possui spam traps desse tipo em sua base de contatos, com certeza comprou listas de e-mails ou realizou uma harvesting (ou varredura) com um programa que busca e-mails na web. Esses programas buscam – fazem uma varredura – em websites e fóruns, por exemplo, endereços de e-mails para agregar em sua lista.

Por isso, é importante construir sua base de e-mails de forma orgânica com usuários interessados de verdade em seu conteúdo.

Já os spam traps reciclados, são endereços de e-mail que já pertenceram algum dia a um usuário real, que pode até ter realizado cadastros e interagido com campanhas de e-mail marketing, mas que agora abandonou e fechou sua conta.

Os provedores de e-mail reativam esses endereços e os utilizam para saber quem continua realizando envio para eles.

Quando recebem e-mails, eles sinalizam massivamente ao provedor que as mensagens são lixo eletrônico (ou spam) e podem até mesmo bloquear futuras campanhas de e-mail marketing.

Como evitar?

Os spam traps não geram erros de envio, mas recebem os e-mails normalmente. Além disso, seus endereços de e-mail não são fáceis de monitorar, pois não são endereços suspeitos.

Mas, então, como saber se algum e-mail da sua base de e-mails é um spam trap?

Bom, não tem muito como. Mas para evitar cair nessa armadilha, é importante eliminar de sua base de dados os endereços que não tenham tido nenhum engajamento durante o período de 3 a 6 meses, em média.

Além disso, utilizar uma ferramenta de verificação de segurança de e-mails (existem muitas no mercado), pode te ajudar a identificar e remover e-mails com grande potencial de serem spam traps.

Disposable e-mails ou e-mails descartáveis

disposable emails

Os e-mails descartáveis são utilizados principalmente por pessoas que querem realizar cadastros ou adquirir serviços e não querem fornecer seu e-mail real e ter suas caixas de entrada lotadas de spam. Isso porque, hoje em dia, é comum que lojas tenham seus dados hackeados ou vendam suas bases de endereços de e-mail.

Para evitar isso, cada vez mais usuários estão criando e-mails descartáveis que funcionam por apenas algumas horas. Assim, eles reencaminham os e-mails necessários para o cadastro para o e-mail real da pessoa e depois desaparecem sem deixar rastros.

O maior problema desse tipo de e-mail é que, como o e-mail se torna inválido depois de algumas horas, eles geram bouces (erros de envio) para o seu remetente.

Acontece que quando uma mensagem enviada tem mais de 30% de bounces do total de destinatários, pode ocorrer o bloqueio da conta.

Como evitar?

Neste caso, a melhor solução é utilizar uma ferramenta de verificação de segurança de e-mails para ajudar a identificar e remover e-mails que estão inativos. O validador de e-mails vai ajudá-lo a identificar os e-mails inativos e não correr o risco de prejudicar sua reputação ou ter sua conta bloqueada.

Scraped e-mails ou e-mails “rapados”

scraped emails

Os scraped e-mails são e-mails vindos de uma técnica spammer chamada scraping (que em inglês remete ao verbo “raspar”). A técnica consiste em encontrar domínios válidos – normalmente de e-mails corporativos – e chutar os nomes mais comuns e possíveis de acertar, como vendas@, financeiro@ ou @comercial@, por exemplo.

“Mas eu não sou um spammer” é o que você pode estar dizendo agora. Porém, como essa prática cresceu no mercado, os provedores estão duas vezes mais espertos para monitorar esse tipo de endereços.

Como evitar?

Nesse caso, prefira ter em sua base, e-mails corporativos cujos destinatários sejam pessoas e não departamentos. Por exemplo, não envie para financeiro@empresa.com.br; prefira enviar para a julia@empresa.com.br.

Como a rotatividade em empresas é grande, as chances de o e-mail do funcionário da vez do “departamento financeiro”, por exemplo, acabar classificando o seu e-mail como spam é grande. Isso mesmo se o funcionário anterior tenha apresentado grande engajamento.

Além disso, ferramentas de verificação de segurança de e-mails também podem auxiliar a identificar scraped e-mails para você poder retirá-los de sua base de contatos.

Junk e-mails

junk emails

Os Junk e-mails são e-mails cujos endereços contém caracteres sem sentido, sequências numéricas ou palavrões.

É preciso ficar atento a esse tipo de e-mail, pois além da grande possibilidade de não existir usuários reais por trás dessas contas, eles podem prejudicar sua taxa de entregabilidade.

Os e-mails cujos endereços contêm palavrões podem acionar sistemas antispam, que possuem filtros de palavras. Assim, seu e-mail poderá ser bloqueado na entrega e sua reputação vai sofrer um grande impacto.

Já os e-mails numéricos normalmente pertencem a sistemas bancários, que possuem filtros antispam fortes e vão ignorar seus e-mails. Nesse caso, a falta de engajamento é o que prejudicará a sua reputação.

Como evitar?

Para evitar esse tipo de e-mail, faça uma revisão constante na sua base de dados e utilize ferramentas de verificação e segurança de e-mails.

Mesmo que suas mensagens não acabem classificadas como spam, as chances de engajamento são baixíssimas. E para ter sucesso com suas campanhas, é importante ter em sua base de e-mails apenas contato de qualidade.

E-mails com longos períodos sem engajamento

longos periodos sem engajamento

Como você viu, e-mails que ficam longos períodos sem engajamento são potenciais spamtraps reciclados. Só isso já deveria ser o suficiente para você considerar eliminá-los de sua base de e-mails.

Uma boa média de tempo para fazer essa análise é de 3 a 6 meses sem interação.

Ainda que a média de e-mails convertidos em spamtraps reciclados não seja tão grande frente ao total de e-mails sem engajamento em sua base, acreditamos que não vale a pena correr esse risco. Sabe por quê?

Há uma outra ótima razão para você considerar remover esses e-mails: eles podem afetar sua taxa de entregabilidade.

Mas como?

Bom, um dos principais aspectos que os provedores de e-mail levam em conta nos seus algoritmos para classificar o encaminhamento de e-mails para a caixa de entrada ou para o spam é o total de engajamento que suas campanhas têm no geral. A taxa de engajamento, neste caso, é o total de abertura dos seus e-mails.

Se muitos dos seus destinatários não abrem nunca os seus e-mails, a sua taxa de engajamento está sendo severamente prejudicada. Pode ser melhor retirar esses e-mails de sua base, ou você corre sério risco de que seus e-mails passem a ser encaminhados diretamente para a caixa de spam.

Como evitar?

Revise constantemente sua base de e-mails e esteja atento a e-mails que estejam a longos períodos sem interação. É possível fazer esse acompanhamento com o auxílio de programas específicos, mas é importante manter um histórico dos envios.

De qualquer forma, não hesite em remover e-mails que há tempos não tenham engajamento. Afinal, o seu objetivo com a campanha é alcançar contatos de qualidade e, assim, gerar novos clientes para o seu produto ou serviço ou aumentar o interesse por sua marca. Contatos sem engajamento podem prejudicar isso.

E-mails de sistema, como os transacionais, não-responda, no reply, system etc.;

emails de sistema

Esses são aqueles e-mails que pertencem a sistemas automatizados e não a usuários reais. Eles são e-mails que enviam respostas automáticas e que certamente não vão interagir com as suas campanhas.

Assim, esses e-mails também não trarão engajamento, podendo prejudicar a sua reputação.

Como evitar?

Com o crescimento dos e-commerces, esses e-mails estão cada vez mais comum. Por isso, é possível que você tenha e-mails desse tipo em sua base de contatos sem nem perceber.

Assim, é importante manter sua base de e-mails enxuta e com qualidade, revisando constantemente seus contatos e acompanhando os e-mails que não apresentam interação.

E-mails com histórico de bloqueios

emails com historico de bloqueios

Os e-mails com histórico de bloqueios não são e-mails inválidos e, assim, não gerarão bounces. Porém, eles também devem ser analisados cuidadosamente.

Trata-se de um tipo de e-mail que já foi classificado por ferramentas de e-mail marketing como hard bounces (e-mails inválidos), mas são e-mails válidos.

Isso acontece pois quando se tenta diversas vezes enviar um e-mail para um destinatário sem sucesso, o provedor desse destinatário tende a bloquear os recebimentos desse remetente. O bloqueio, assim, é causado por filtros do provedor ou firewalls.

Como evitar?

Não se pode confiar apenas em seu validador de e-mails na hora de disparar suas campanhas de e-mail marketing. Seu validador identificará apenas os e-mails válidos ou não.

Para evitar esses e-mails é preciso acompanhar os relatórios de sua ferramenta de envio realizar uma análise local, cruzando seu histórico de dados e os dados locais de sua base de e-mails.

É muito importante construir sua base de e-mails organicamente. Para uma estratégia de e-mail marketing de sucesso, muitas vezes, ter uma menor quantidade de e-mails significa ter melhor qualidade de contatos.

Portanto, não recomendamos a compra de lista de e-mails e nem a utilização de ferramentas de spammers. Mas recomendamos, sim, que você esteja constantemente revisando, validando e verificando sua base de contatos.

Mas há ainda mais aspectos aos quais você deve ficar atento para garantir uma melhor taxa de entregabilidade e ter sucesso com suas campanhas de e-mail marketing. Quer saber quais são? Leia nosso texto sobre o assunto.

Jivochat indica Nitronews Email Marketing
Post anterior
Jivochat indica Nitronews

Aprenda sobre marketing digital!

Fique por dentro das novidades em nosso blog e obtenha o máximo de suas ações de marketing digital.

Email cadastrado com sucesso!