15 49.0138 8.38624 1 0 4000 1 https://www.nitronews.com.br/blog 300 true

Youtuber e influenciador digital: conheça as profissões do futuro

Atualizado em 01/08/2019

As inovações tecnológicas são responsáveis por mudanças profundas no modo de vida da sociedade moderna. A relação do ser humano com o tempo e o espaço, por exemplo, é completamente distinta da de 50 anos atrás.

Com tantas transformações viabilizadas pela tecnologia, especialmente pelo uso da internet, uma das áreas que está dando novos saltos é a profissional. Não há dúvidas de que o conceito de trabalho e das formas de ganhar dinheiro têm significados diferentes para as gerações que nasceram após o boom do milênio.

Apesar haver muita desconfiança e até mesmo desdém pelas gerações anteriores, o fato é que atualmente adolescentes e jovens estão conhecendo a popularidade, a fama e o profissionalismo antes de conquistarem o diploma universitário.

Os YouTubers, como são chamadas as pessoas com canais no YouTube, e outros influenciadores digitais com blogs, Instagram, Twitter e outras redes sociais estão mudando a forma como produzimos e absorvemos informação. A internet e outras plataformas digitais democratizaram o audiovisual e, consequentemente, o acesso ao estrelato. Descubra porque essa turma chegou para ficar e de que forma vai dominar a produção de conteúdo no futuro.

o-que-e-influenciador-digital

Afinal, o que é um influenciador digital?

Nem todos os adultos tiveram tempo de entender exatamente como e por que algumas pessoas estão fazendo sucesso na internet. Quem nunca ouviu a pergunta: “O que mesmo eles fazem?”, ou “Eles ganham dinheiro para isso?”, ou ainda “Eles vivem disso ou os pais pagam para fazerem sucesso online?”.

São muitos os pré-conceitos existentes em relação àqueles que decidiram dedicar-se à profissão virtual. Mas, afinal, o que é um influenciador digital? É toda pessoa que conseguiu acumular uma grande quantidade de seguidores em redes, canais e plataformas da internet e das mídias sociais.

Enquanto alguns influenciadores digitais começam despretensiosamente e de forma amadora com um blog ou vlog onde expõem seus anseios e falam sobre temas que lhe interessam, outros já iniciam as atividades com o objetivo profissional.

Geralmente o influenciador aborda um nicho específico de atuação, como esporte, nutrição, tecnologia, moda, aventura, viagens, etc., e com o crescimento da base de seguidores expande também para outras áreas.

O escritório desses profissionais é itinerante: pode-se trabalhar de um escritório, de casa, de um estúdio próprio para gravações ou não. Enfim, qualquer lugar com uma boa conexão de internet pode servir.

como-ganham-dinheiro

Como os influenciadores ganham dinheiro?

É possível sim viver (e até mesmo ganhar bastante dinheiro) da criação de conteúdo. Há diversas formas para obter recursos, algumas mais diretas e outras indiretas. Existem, por exemplo, os anúncios diretos nas páginas, viabilizados por ferramentas como Google Adsense e Facebook Ads.

Os influenciadores que atingem uma quantia considerável de seguidores chamam a atenção das marcas que atuam no seu nicho de mercado e frequentemente recebem produtos e serviços gratuitos para experimentarem, comentarem e divulgarem. Alguns influenciadores, como blogueiras do mundo fashion, por exemplo, têm inclusive um valor fixo para fazerem divulgação de empresas e produtos: é o chamado publipost, ou postagem publicitária.

Outros são alçados aos degraus da fama e por meio de uma imagem pública são chamados para campanhas publicitárias com cachês atraentes ou ganham colunas em meios de comunicação nacionais.

Há também aqueles que criam uma marca própria de produtos e serviços ou utilizam o marketing de afiliados para lucrar, como via Hotmart. Um blog de moda, por exemplo, pode oferecer roupas e cosméticos, enquanto um blog de aventura e viagens oferece pacotes de turismo.

Após um tempo participando gratuitamente de eventos para consolidar seu nome, os influenciadores também começam a faturar com consultorias e palestras. São chamados ainda por empresas para criar conteúdo, como coleções de móveis, peças de design e roupas, matérias e artigos para mídias, entre outros.

Apesar de haver muitas formas de viver da atividade, ser um empreendedor digital nem sempre é profissão e muitas vezes fica restrito à categoria de hobbies. Isso ocorre principalmente porque alguns influenciadores carecem de visão empreendedora, a qual permite tratar do seu canal como um verdadeiro negócio. Por isso, quem quiser viver da atividade precisa mesmo tornar-se um profissional!

Que tipos de influenciadores digitais existem?

Os YouTubers podem ser considerados os influenciadores mais populares em todo o mundo, atualmente. Considerando a tendência do marketing digital de que os vídeos irão assumir o lugar do buscador da Google como principal fonte de informação na internet, quem está começando nessa carreira tem boas chances de ser bem sucedido.

O canal coletivo de comédia e humor Porta dos Fundos, por exemplo, tem mais de 13 milhões de usuários inscritos. Outro humorista que está no ranking dos mais populares é Whinderssonnunes, com mais de 20 milhões de inscritos e mais de 1 bilhão de visualizações.

No universo dos games, setor que aponta profissões do futuro como pro-player e comentarista de e-Sports, o YouTuber Rezende Evil já superou os 2 bilhões de visualizações e fatura cerca de R$1 milhão por ano com o canal. Jout Jout é outro fenômeno: a jovem começou com um canal de forma amadora e conquistou um amplo público com seu jeito de comunicar-se, de abordar tabus e de produzir os vídeos. Conta com mais de 1 milhão de inscritos e com passagem por programas de televisão e capas de revistas.

Outro tipo de influenciador são os Instagrammers, que utilizam o Instagram para produzir conteúdo. A rede social é uma das melhores estratégias para engajamento de marca e tem como característica principal o apelo visual – de imagens e vídeos.

Tem também os influenciadores do Twitter e do Snapchat. Porém, esta última plataforma tem perdido bastantes usuários para o concorrente Instagram, que inovou ao oferecer o Stories em 2016.

Por fim, os blogueiros foram os primeiros influenciadores digitais da internet e a atividade continua em alta. A maioria dos blogueiros mantêm uma página com criação de conteúdo, mas aparece também em outras plataformas, como Facebook e Instagram.

pq-bom-investimento

Por que os influenciadores digitais são um bom investimento de marketing para as marcas?

O investimento de empresas em influenciadores digitais é chamado de marketing de influência, e pesquisas recentes têm apontado que optar por essa estratégia tem mais impacto do que outras em termos de custo-benefício.

O estudo SocialChorus, por exemplo, concluiu que campanhas de marketing de influência conseguem um engajamento 16 vezes superior ao da publicidade tradicional. Já a agência Tomoson calculou um retorno sobre o investimento na faixa de US$ 6,50 para cada dólar gasto com influenciadores – os resultados tornam cada vez mais difícil estabelecer diferenças entre as celebridades tradicionais e as estrelas do mundo digital.

Além disso, os bloggers e vloggers têm visibilidade e credibilidade junto a seus fãs. Por isso, os seguidores não bloqueiam os influenciadores da mesma forma que bloqueiam e-mails, pop-ups e outras formas de marketing digital.

Por fim, a tendência do futuro é a diversificação das fontes de informação e a inovação na forma de produzir e absorver conteúdos. Em 2015, a Bloomberg divulgou que a população dos Estados Unidos passa mais tempo em mídias sociais do que na televisão. Isso não quer dizer que a publicidade não seja vantajosa, mas que qualquer marca que pensa em planejamento de longo prazo precisa reconhecer o valor desses jovens influenciadores digitais e perceber que não são apenas moda ou tendência.

Qual plataforma devo usar na minha campanha?

Antes de decidir qual influenciador você quer usar na sua campanha, é bom definir o canal onde a sua empresa quer marcar presença. Os influenciadores que usam o Instagram Stories funcionam bem para criar conscientização em torno de eventos em tempo real, como lançamentos de produtos ou produtos destinados ao público jovem. Os influenciadores que postam no feed do Instagram fazem sentido se você tiver um produto com forte apelo visual, ou quiser aumentar seu número de seguidores nas mídias sociais.

O Twitter, por sua vez, é útil se você deseja participar de conversas online com os seus consumidores. O YouTube é especial porque funciona bem em todas as partes do funil, oferecendo oportunidades visuais de branding e tráfego atribuível ao seu site. O marketing de influenciadores no YouTube é excelente porque pode educar os consumidores sobre a sua marca e impulsionar a conversão, tudo de uma só vez.

Com a orientação certa, os influenciadores do YouTube podem criar anúncios de resposta direta bastante eficazes, que incluem um código promocional ou um link exclusivo para seu site, além de realmente influenciar o público a comprar. Essas campanhas aproveitam todo o trabalho de branding que você já realizou e levam as pessoas até a linha de chegada. Muitas vezes, o influenciador é suficiente para levar a pessoa da consciência à consideração para a conversão, tudo em uma única etapa. Ou seja, usar o YouTube para divulgar seu produto ou serviço vale muito a pena.

Como identificar o influenciador certo para o meu produto?

Identificar os influenciadores do YouTube é uma mistura saudável de arte e ciência. Existem alguns sinais óbvios de um bom parceiro de influência: marca estabelecida, forte presença entre o seu público-alvo e cachê que não vai fazer um rombo no seu orçamento.

Melhor ainda são os influenciadores cujo segmento tem ligação direta com o seu setor. Para uma empresa de roupas esportivas, é natural associar-se a influenciadores de turismo de aventura, pesca e campismo, por exemplo. Mas não se limite a isso: alguns dos melhores cases vêm de marcas que trabalham com influenciadores bem conhecidos em mercados adjacentes.

Mercados adjacentes são cheios de consumidores interessados ​​que se beneficiariam ao serem educados sobre um produto por um influenciador em quem confiam. Influenciadores em mercados adjacentes são muito bem-sucedidos em levar os clientes da consideração à aquisição.

Quem mantém o controle criativo?

Dica: não é você.

Depois de escolher os influenciadores certos, a chave para uma parceria bem-sucedida é permitir que os influenciadores façam o que fazem melhor. Não seja excessivamente prescritivo quando se trata de deixá-los criar. Se o anúncio não soar natural, não funcionará.

Você deve estar familiarizado com o conteúdo de um influenciador para sugerir algumas ideias de como eles podem incluir seu produto em um vídeo, mas você também deve confiar que eles sabem quais são os conteúdos preferidos do público.

Quando você se envolve com influenciadores do YouTube, é importante lembrar que está entrando em uma comunidade existente, que já possui suas próprias regras. É crucial que você trate tanto os criadores de conteúdo quanto o público deles com respeito.

Envie produtos, deixe-os falar com as pessoas-chave da sua empresa, remunere-os bem e certifique-se de que eles se sintam conectadas à sua empresa. Construa um relacionamento. Pergunte qual é o conteúdo que eles planejaram para os próximos meses, e como eles acham que seu produto pode ser mais naturalmente integrado.

Quais são as armadilhas a evitar?

Uma das armadilhas mais comuns é usar um influenciador como celebridade. Tanto os influenciadores quanto as celebridades podem ser ferramentas poderosas para desenvolver sua marca e produto, mas são fundamentalmente diferentes. A popularidade de um influenciador depende muito do seu relacionamento com o público.

Se você tirar os criadores de conteúdo do contexto e da comunidade, perderá muito do valor deles. O grande benefício de trabalhar com influenciadores é ganhar acesso ao relacionamento único que eles têm com seus seguidores.

Como ter o melhor resultado possível com a campanha?

O marketing de influência feito corretamente no YouTube gera novos clientes e aumenta o reconhecimento da marca.

O legal de trabalhar em uma plataforma como o YouTube é que você também poderá acompanhar as aquisições diretas com uma URL personalizado ou um código de desconto específico. Mas, embora todos queiram vender algo, nem toda campanha é estruturada com o objetivo de adquirir novos clientes diretamente.

Para capturar os usuários que não compram imediatamente, as campanhas de influenciadores geralmente se concentram em deixar uma impressão positiva e, em seguida, criar um incentivo para os consumidores explorarem o site da marca. As landing pages de marcas associadas (influenciador + marca) são úteis, pois dão as boas-vindas ao público de um influenciador em seu site, abrindo a possibilidade de redirecionar esses consumidores no futuro.

Gostou das dicas? Já teve uma experiência bem sucedida com influenciadores? Compartilhe suas ideias nos comentários! 

Post anterior
Os caminhos da fidelização na era digital
Próximo post
Os melhores destinos para aprender idiomas

Aprenda sobre marketing digital!

Fique por dentro das novidades em nosso blog e obtenha o máximo de suas ações de marketing digital.

Email cadastrado com sucesso!