15 49.0138 8.38624 1 0 4000 1 https://www.nitronews.com.br/blog 300 true
Blacklist o que é e como afeta sua campanha de Email Marketing

Blacklist: o que é e como afeta a sua campanha de e-mail marketing

A blacklist é uma grande preocupação para as empresas que realizam campanhas de marketing digital com frequência.

Há muitos motivos que justificam essa preocupação. Afinal, a blacklist tem a capacidade de bloquear os e-mails enviados, além de travar o endereço de origem.

Procedimentos como esses podem acarretar em péssimos resultados para todas as ações e estratégias de marketing que foram desenvolvidas nas etapas do planejamento.

Por esse motivo, é importante que a sua empresa tenha um grande conhecimento sobre os procedimentos que indicam as boas práticas de utilização dos e-mails. Dessa forma, a sua marca não cairá em uma blacklist.

É inquestionável que, nos dias atuais, o envio de e-mails se tornou uma estratégia de marketing muito comum de ser praticada por diversas empresas que almejam estreitar os seus laços com os clientes.

Assim, essa ferramenta é constantemente utilizada no intuito de conquistar uma aproximação com o público, além de proporcionar a promoção e a divulgação de diversos produtos e serviços.

É justamente nesse momento que as empresas precisam tomar bastante cuidado, pois quando o envio de e-mails é realizado de maneira inadequada, é comum que o domínio seja colocado na famosa e temida blacklist.

Você sabe por que a blacklist pode prejudicar a imagem da sua marca e a performance do seu e-mail marketing? Então acompanhe esse artigo que a Nitro Digital preparou no intuito de responder todas as suas dúvidas.

Blacklist: o que é?

Blacklist o que é

O termo blacklist é de origem inglesa, cuja tradução significa “lista negra”. A expressão é proveniente de um conceito muito presente no setor da computação, indicando a atividade de bloqueio de alguma forma de acesso.

Esse procedimento é frequentemente utilizado em servidores de conteúdo e de e-mails, além de estar presente nos proxys e nos firewalls.

Com base nisso, as blacklists de e-mails são descritas como uma espécie de lista negra capaz de indicar aos receptores que as mensagens enviadas não foram solicitadas por eles ou podem ser consideradas spam.

Em outras palavras, a blacklist é uma área de acesso do e-mail onde estão inseridos os domínios dos remetentes que apresentam uma baixa reputação.

Por meio dela é possível evitar que a caixa de entrada seja “invadida” por spam, conteúdos inadequados e outras formas de ações indesejadas ou prejudiciais.

Como a Blacklist funciona?

Geralmente, o profissional que administra o seu sistema constrói uma lista de acessos que contém domínios e/ou IPs capazes de prejudicar os recursos que estão sendo inseridos nos servidores da sua empresa.

Por esse motivo, os provedores do seu e-mail ficarão encarregados de monitorar as atividades de alguns remetentes no intuito de colocá-los na blacklist.

A escolha é baseada nas informações e ações dos próprios usuários, considerando a sinalização dos conteúdos compreendidos como inconvenientes e do spam.

Os domínios de e-mails que vão para a blacklist perdem o direito de obter acesso aos recursos desses provedores. Esse bloqueio pode ocorrer de forma temporária ou permanente.

A blacklist bloqueia apenas o e-mail?

A blacklist não realiza unicamente o bloqueio de um e-mail específico, mas pode travar também o IP ou o domínio de uma marca.

Dessa forma, se o domínio da sua empresa for colocado em uma lista negra, é provável que haja o bloqueio de todos os emails enviados com base neste domínio.

Entretanto, é importante mencionar que existem diversos operadores de e-mail que aplicam as blacklists aleatoriamente a todos os endereços.

Com base nisso, mesmo que o seu e-mail seja apontado como spammer por apenas um usuário, a reclamação feita por ele será capaz de impactar todos os e-mails que forem enviados pela sua empresa.

O problema acontecerá até mesmo quando as mensagens se destinarem à usuários diferentes, mediante a utilização dos mesmos operadores de e-mail, como o Gmail ou o Hotmail, por exemplo.

Entretanto, o maior problema consiste na ação prejudicial que a blacklist causará para as futuras campanhas que serão realizadas pela sua marca.

As listas negras são sempre iguais?

Nem sempre as blacklists são iguais. Por isso, muitas vezes, elas impactam as empresas de maneiras diferentes. Algumas proporcionam danos mais sérios se comparadas às outras.

Assim, se o e-mail da sua empresa for registrado em alguma lista negra famosa, é possível que os resultados de todas as campanhas sejam impactados de maneira negativa.

Entretanto, se o seu e-mail entrar para uma lista com reputação mais leve, as campanhas realizadas pela sua marca obterão um resultado menos danoso. Em alguns casos, o impacto pode ser consideravelmente nulo.

O que faz um e-mail permanecer em uma blacklist?

Uma blacklist não acontece unicamente mediante as reclamações dos usuários. Outras razões poderão colocar o e-mail da sua empresa nessa lista indesejada.

Atualmente, um grande risco se encontra no envio de mensagens para contatos que oferecem uma base reduzida de interações.

O desinteresse do receptor é considerado um grande problema. Por meio dele os filtros podem compreender que o usuário não se subscreveu para os envios e, dessa forma, o seu e-mail pode ser colocado na lista negra.

Outro transtorno encontra-se nos bounces, que podem ser descritos como os e-mails que retornam para trás porque não encontram o endereço de destino.

Com base nisso, são vários os fatores que podem colocar o seu e-mail na blacklist. Estude essas questões para evitar que esse tipo de problema interfira na reputação da sua marca.

Tenha em mente que todos os procedimentos utilizados pelos filtros na hora de determinar os e-mails que entrarão para a lista negra, têm o intuito de identificar a reputação de um domínio ou IP, levando em consideração algumas informações mais ou menos objetivas.

Por esse motivo, avalie todos os procedimentos que serão realizados durante as suas campanhas de e-mail marketing. Observe o comportamento dos clientes e tente identificar aqueles que nunca interagiram com as mensagens enviadas.

Outro detalhe importante consiste no fato de escrever corretamente o endereço de destino, no intuito de evitar o retorno da mensagem sob a alegação de que o destinatário não foi encontrado.

A blacklist e o e-mail marketing

Blacklist Email Marketing

A realização de uma campanha mal elaborada de e-mail marketing pode impactar negativamente os usuários que não se demonstram dispostos a receber a mensagem da sua marca.

Vários fatores são responsáveis por desencadear um sentimento de insatisfação nos receptores. Entre os mais comuns estão:

  • Conteúdos repetitivos
  • Grande volume de e-mails
  • Consumo excessivo da rede do servidor
  • Horários inapropriados
  • Propagandas enganosas

Devido a isso, é importante frisar que os administradores dos servidores de e-mails têm a capacidade de bloquear os domínios e IPs de todas as mensagens indesejadas recebidas por diversos usuários.

O objetivo é fornecer um serviço baseado nos melhores padrões de qualidade.

Por esse motivo é possível perceber que a blacklist está fortemente relacionada ao desempenho das campanhas de marketing de uma empresa, podendo diminuir drasticamente o alcance das mensagens enviadas por todas as corporações que almejam promover a sua marca.

Assim, a reputação da empresa poderá ser afetada fortemente por meio da blacklist. Esse motivo demonstra a importância de um bom planejamento estratégico nas campanhas de e-mail marketing.

Blacklist colaborativa

Blacklist Colaborativa

Hoje em dia, muitos administradores utilizam uma blacklist colaborativa. Nesse mecanismo, vários profissionais podem construir uma lista negra semelhante. Na sequência, elas são compartilhadas.

Diante dessa possibilidade, o bloqueio dos domínios e dos IPs pode ocorrer de uma maneira mais simples e veloz.

Dessa forma, quando um IP ou um domínio é bloqueado por meio de uma blacklist colaborativa, o efeito será uma reação sequencial e, com certeza, acarretará em um resultado devastador.

Posso me livrar da blacklist trocando de e-mail?

A troca de e-mail não conseguirá livrar a sua marca da blacklist. Por meio das listas compartilhadas os provedores conseguem obter dados e informações integradas e referentes a todos os endereços de e-mails que são considerados maus remetentes.

Com base nas informações captadas, os filtros poderão identificar que o novo e-mail pertence à mesma empresa que já contém um domínio na lista negra. Conheça algumas blacklists colaborativas:

  • RATS-NoPtr
  • SpamCop
  • SURBL
  • Senderscore
  • SORBS
  • AHBL
  • Barracuda Central
  • ZEN Spamhauss
  • Abuse.ch
  • URIBL

Como evitar entrar em uma blacklist?

Evitar entrar em uma blacklist é, sem dúvidas, um procedimento mais fácil do que tentar sair dela.

Alguns cuidados podem ajudar a sua empresa a não fazer parte das listas negras de e-mail. Vamos conhecê-los?

Cuide para não enviar com muita frequência

O envio demasiado de e-mails em um curto espaço de tempo (frequência alta) é um dos procedimentos mais prejudiciais para as empresas. No intuito de aumentar o volume de conversões, muitas marcas pecam ao fazer um disparo incontrolável de mensagens ao longo de poucas horas, repetidamente.

Resultado: muitos usuários perdem a paciência e demonstram total desinteresse pelos anúncios enviados, alguns efetuam o cancelamento das inscrições.

Por isso, é essencial estudar uma rotina equilibrada em relação aos envios de e-mails, fornecendo o tempo necessário para o usuário interagir com o conteúdo, sem ocupar um grande espaço em sua caixa de mensagem.

Envie e-mails somente para quem solicitou

Pode parecer difícil limitar a base de contatos da sua empresa unicamente aos e-mails das pessoas que se subscreveram. Mas acredite: essa é a maneira mais segura de não cair na caixa de spam.

Geralmente, os usuários que não se subscreveram são responsáveis por um grande volume de reclamações sobre esses “domínios invasores”.

Entretanto, considere que os receptores não irão interagir com o seu conteúdo se não estão interessados nele. Não se esqueça que essa atitude causa nos operadores de e-mail a impressão de que as suas mensagens não estão sendo bem recebidas.

Não compre bancos de dados de e-mail

Muitas empresas compram bancos de dados de e-mail no intuito de alcançar um volume maior de pessoas em suas campanhas de marketing.

Entretanto, não é possível reconhecer a possível falsidade dos contatos nem ter noção se essas pessoas apresentam características relativas ao público-alvo que precisa ser abrangido.

Com base nisso, os anúncios serão improdutivos e a compra do banco de dados poderá impactar negativamente a reputação da sua marca.

Mantenha a sua base de dados sempre limpa

Muitas empresas não se preocupam em eliminar alguns contatos. Mas qual é o sentido de manter o registro de um e-mail que não interage com a sua marca há quase dois anos?

Lembre-se de que esse fator pode influenciar o seu domínio no quesito de reputação. Por isso, não hesite em eliminar os contatos menos ativos.

Evite inserir os e-mails manualmente na base de dados

Ao inserir manualmente os e-mails, é comum ocorrer uma falha na digitação. Dessa forma, esses contatos errados ficarão armazenados na base de dados, originando os bounces que poderão comprometer o domínio da sua empresa.

É recomendado recolher todos os e-mails por meio de um formulário de contato. Experimente realizar a validação antes de anexá-los na base de dados da sua empresa.

Utilize um software de gerenciamento de e-mail

Atualmente, há disponível no mercado algumas plataformas muito boas para realizar a gestão das campanhas de e-mail marketing.

A utilização dessas ferramentas é super recomendada, pois além de possibilitar o agendamento das mensagens, elas realizam um gerenciamento inteligente dos domínios e IPs presentes na base de dados da sua empresa.

Envie e-mails segmentados

Procure alinhar os anúncios da sua empresa de acordo com o interesse dos remetentes. Essa prática ajudará a ampliar o engajamento, resultando no sucesso das suas campanhas.

Portanto, antes de realizar o envio dos e-mails marketing, analise o perfil do receptor e procure segmentar a oferta ou a mensagem de maneira personalizada, para que o diálogo seja capaz de atrair a atenção do provável consumidor.

Esse procedimento fornecerá um desempenho positivo para os anúncios e, consequentemente, fortalecerá a reputação da sua marca.

Além disso, evite realizar o envio de e-mails para endereços desconhecidos. Dessa forma, você observará uma melhora nos serviços de entrega de mensagens e conteúdos desenvolvidos pela sua empresa.

A blacklist pode ser um grande problema para muitas empresas que não realizam um bom planejamento das campanhas de e-mail marketing.Mas é possível construir estratégias eficientes para deixar a sua marca longe da lista negra de e-mails.

Palavras que não devem ser usadas no assunto de Email Marketing
Post anterior
Saiba quais palavras não podem ser usadas no assunto de um e-mail marketing
Próximo post
Principais erros que você deve evitar no email marketing

0 Comentário

    Deixe uma resposta

    Aprenda sobre marketing digital!

    Fique por dentro das novidades em nosso blog e obtenha o máximo de suas ações de marketing digital.

    Email cadastrado com sucesso!