Email Marketing: tudo que você precisa saber

O que é email marketing?

Email marketing é a utilização do email como ferramenta informativa ou de marketing direto, respeitando boas práticas e regulamentações do mercado, utilizando-se de ferramentas apropriadas para tal e mensurando retorno através de relatórios de aberturas, cliques, rejeições, etc.

Diferentemente do SPAM, para fazer email marketing deve-se ter a permissão do destinatário das mensagens.

Com o email marketing você também tem a possibilidade de ir muito além das vendas: você pode fidelizar o seu consumidor e construir um relacionamento duradouro. A ferramenta também pode ser utilizada para alcançar outros objetivos, como o preenchimento de uma pesquisa ou a leitura de um artigo no blog da sua empresa.

Entretanto, criar um email marketing bem sucedido envolve uma série de técnicas e cuidados. Não basta escrever uma mensagem qualquer e enviar. Com a popularização da internet no início dos anos 2000 as empresas enxergaram no email uma excelente oportunidade de fazer negócios, mas muitas não tiveram o cuidado necessário e enviaram muitos SPAMs (emails não solicitados). Some a isso a popularização das redes sociais, e muita gente anunciou que o email marketing estava morto.

Bom, não está. O email marketing continua gerando muitos negócios e trazendo muito lucros para aqueles que o utilizam corretamente. Por isso, o Nitronews apresenta esse artigo com diversos itens para que você possa criar a melhor campanha de email marketing possível. Continue lendo e descubra tudo que você precisa saber sobre o email marketing!

Vantagens do email marketing

O email marketing é uma das mais poderosas ferramentas para a divulgação da sua empresa. Mas por que o email marketing é vantajoso para os negócios? Confira alguns dos benefícios de usá-lo na sua estratégia

Facilidade de comunicação com o seu público-alvo

Hoje em dia a maioria dos profissionais passa o dia conectado à internet e possui uma conta de email. Através do email marketing você pode se comunicar rapidamente, chegando diretamente à caixa de entrada do seu público-alvo. E o melhor é que você pode segmentar e personalizar as suas mensagens, tornando-as ainda mais efetivas.

Você acompanha e analisa os resultados em tempo real

Com o email marketing você pode acompanhar em tempo real os resultados do seu envio, analisando os relatórios disponíveis em ferramentas como o Nitronews. Com essas informações, você pode aprimorar ainda mais os seus futuros envios e alcançar uma eficiência ainda maior nos próximos disparos.

Economia

Para criar uma peça de email marketing você só precisa de um design interessante, um texto bem feito e know how para disparar sua mensagem na hora certa – esse conhecimento você adquire com o tempo. Ferramentas como o Nitronews têm custo baixo, e você consegue calcular o ROI (retorno sobre investimento, ou seja, a relação entre valor que foi investido e o retorno do público) dos seus disparos facilmente. Ou seja, enviar uma mensagem de email marketing é mais rápido, prático e efetivo que muitas das outras ferramentas de marketing disponíveis no mercado atualmente.

Facilidade de criação

Com o auxílio do Nitronews você não precisa ter conhecimentos técnicos avançados para criar e enviar uma campanha de email marketing bem sucedida. Basta inserir os elementos que você deseja na sua mensagem e usar nosso editor arrasta e solta para organizá-los na área de leitura..

5 motivos para fazer email marketing

Agora que você já sabe das vantagens de fazer email marketing, deve estar se perguntando como começar a sua campanha - e quais motivos teria para isso.Por isso, elencamos aqui cinco motivos para você começar já a criar campanhas de email marketing para a sua empresa:

1. Estabelecer um diálogo com os seus clientes

Uma das grandes vantagens de investir no email marketing é manter um contato direto e frequente com os seus clientes. Nesses tempos em que as redes sociais exigem investimentos cada vez maiores para entregar os conteúdos para os usuários, o email marketing é a certeza de que a sua mensagem será vista na caixa de entrada dos seguidores. O email marketing também permite que você crie enquetes, quizzes e outros conteúdos que incentivam o diálogo com a sua audiência.

2. Segmentar o público e enviar ofertas relevantes

Ao apostar em uma ação de marketing tradicional você não tem muita ideia de quem vai ser impactado pela sua mensagem. Digamos que você resolve entregar panfletos divulgando sua empresa. Quais são as chances de atingir pessoas realmente interessadas no que você tem a oferecer? Pequenas, certo?

Mas com o email marketing você pode enviar as suas mensagens para um público que escolheu ficar a par das novidades da sua empresa. Você pode criar listas e separá-los de acordo com a idade, gênero e localização geográfica, entre outros, para mandar a mensagem perfeita. Além de poupar recursos, sua campanha será muito mais eficaz!

3. Acompanhar os resultados em tempo real

Ao criar a sua campanha de email marketing em ferramentas como o Nitronews, você tem acesso a diversos relatórios que permitem que você acompanhe os resultados da sua campanha em tempo real. Você pode saber quantas pessoas visualizaram a sua mensagem, quantas clicaram e quantas compraram, entre outras informações. Esses dados não só mostram a eficácia da ferramenta, como também permitem que você aperfeiçoe os seus próximos envios com as informações coletadas.

4. Gastar menos com a divulgação da sua marca

O email marketing é uma das maneiras mais baratas e eficazes de divulgar a sua empresa. Em tempos de crise, é a ferramenta perfeita para aumentar os seus negócios sem fazer grandes investimentos. Mas atenção: para o email marketing funcionar é importante que você conduza a sua campanha de maneira correta, então fique de olho em todas as nossas dicas!

5. Vender mais

Diversas pesquisas apontam que as empresas que investem no email marketing têm resultados excelentes. Ao usar as possibilidades da ferramenta, você atingirá um número maior de clientes em potencial e, consequentemente, venderá mais.

Tipos de Email Marketing

Que o email marketing é uma excelente ferramenta para divulgar a sua empresa você já sabe. O que você talvez não saiba é que o email marketing não se resume aqueles emails comerciais, com algumas ofertas e um botão call to action. Existem diversas maneiras de fazer email marketing, e todas podem ser benéficas para o seu negócio – basta saber usá-las. Com o email marketing você pode construir autoridade sobre um assunto, fazer relacionamento com o seu cliente e, claro, vender. O importante é que você saiba quais são os seus objetivos comunicacionais e criar uma estratégia que irá atender às suas necessidades. E para que você possa fazer esse planejamento com mais conhecimento de causa, apresentamos aqui os diferentes tipos de email marketing:

Newsletter informativa

O principal papel da newsletter é oferecer conteúdo de interesse do seu assinante – e assim fortalecer a sua reputação enquanto especialista no assunto. Você pode trazer artigos de blogs, notícias, tutoriais e outros tópicos que podem atrair a atenção dos leitores. É importante que você monitore os cliques dos usuários para que possa segmentá-los de acordo com os interesses em outros envios.

Email marketing de promoção

Esse é o email marketing mais tradicional, com uma oferta ou ação que você quer que seu leitor realize – pode ser desde uma compra até o download de um e-book, por exemplo. É muito importante que os emails comerciais sejam muito bem segmentados, para não desgastar o público com ofertas que não despertam o interesse.

Email marketing de fidelização

É fundamental lembrar que fidelizar os clientes também é importante. Manter os clientes que você já tem é mais barato e até mais fácil do que conquistar novos. E você pode (e deve!) usar o email marketing no processo de fidelização dos seus consumidores. Você pode fazer isso enviando um email de confirmação após a compra, mantendo o cliente informado sobre o processo de compra e sobre a entrega, pedindo feedback através de avaliações e reviews, entregando newsletters de qualidade, enviando promoções especiais para clientes frequentes e lembrando deles em datas especiais, como aniversários.

Email marketing para vendas online

Quem trabalha com e-commerce tem no email marketing um grande aliado para promover seus produtos. Com o email marketing é possível enviar para seus contatos promoções e ofertas - sempre levando a segmentação em consideração - para aumentar as vendas. Você pode, por exemplo, destacar um único produto em sua mensagem ou enviar uma espécie de catálogo com diversas ofertas. É importante que seu email contenha um call-to-action bastante visível para que o consumidor possa fazer a compra facilmente.

Autoresponders

A automação no email marketing é uma realidade, e pode facilitar o cotidiano dos profissionais de marketing. Você pode configurar respostas automáticas para os consumidores que realizarem determinadas ações ou até programar o disparo em momentos específicos. Um exemplo muito claro dos autoresponders são os emails de boas-vindas, que são enviados logo após a inscrição do usuário na sua newsletter - e que é fundamental tanto para garantir que o consumidor realmente tem interesse em receber as suas novidades quanto para tentar realizar a conversão imediatamente, com o incentivo de cupons de descontos ou frete grátis.

Email de reengajamento

É comum que alguns dos seus contatos deixem de abrir as suas mensagens com o passar do tempo. Nesse caso, é fundamental que você desenvolva uma campanha de reengajamento, porque ter muitos assinantes inativos em sua lista pode afetar sua reputação. Os provedores de serviços de internet monitoram as taxas de abertura e se você tiver uma baixa taxa de e-mail aberto há chances de que o seus e-mails sejam enviados para a pasta de spam. Além disso, é mais fácil e mais barato manter clientes existentes do que adquirir novos prospects.

Email comemorativo

Você também pode configurar emails automáticos enviados em datas especiais, como aniversário do seu cliente. Além de fazer um agrado ao seu consumidor, você pode oferecer descontos e outras vantagens para incentivar compras.

5 princípios básicos do email marketing

1. Relevância

Um email marketing só terá bons resultados se for relevante para o destinatário. Para exemplificar de uma maneira prática, você teria interesse em receber notícias e ofertas sobre um assunto que não lhe diz respeito? Claro que não. Por isso, é fundamental segmentar as suas mensagens para que elas atinjam o público certo.

2. Frequência

Também é importante observar a frequência de envio do seu email marketing. Infelizmente não existe receita de bolo quando o assunto é frequência: é importante que você analise os resultados das suas campanhas para determinar o que funciona melhor com a sua audiência. É importante chegar no número certo de envios, pois mensagens em excesso podem espantar os consumidores - assim como mensagens de menos.

3. Aceitação

É fundamental que o leitor tenha expressado o desejo de receber as suas mensagens. Enviar mensagens sem autorização é considerado prática de SPAM, que além de não dar resultados, também pode prejudicar os seus envios futuros. Respeite o desejo do consumidor, mesmo quando ele não quiser mais receber as suas mensagens.

4. Objetividade

Tenha em mente que a pessoa que receberá a sua mensagem tem um cotidiano tão atribulado quanto o seu. Por isso, não enrole. Seja objetivo nas suas mensagens, e informe na linha de assunto qual é o conteúdo do seu email. Não engane o seu consumidor.

5. Integração

A automação no email marketing é uma realidade, e pode facilitar o cotidiano dos profissionais de marketing. Você pode configurar respostas automáticas para os consumidores que realizarem determinadas ações ou até programar o disparo em momentos específicos. Um exemplo muito claro dos autoresponders são os emails de boas-vindas, que são enviados logo após a inscrição do usuário na sua newsletter - e que é fundamental tanto para garantir que o consumidor realmente tem interesse em receber as suas novidades quanto para tentar realizar a conversão imediatamente, com o incentivo de cupons de descontos ou frete grátis.

Código de Autorregulamentação da Prática de Email Marketing

Quem trabalha com email marketing certamente já ouviu falar do Código de Autorregulamentação da Prática de Email Marketing, elaborado por uma série de entidades, como Abradi, Fecomércio, Federasul e Pro Teste. No código constam uma série de dicas para a boa prática no email marketing, as quais são muito úteis para quem vai começar a enviar campanhas nesse formato.

No CAPEM constam regras de boa convivência entre as empresas e os consumidores, e trazemos aqui um resumo. Confira os mandamentos do bom email marketing:

Só enviarás emails para quem solicitar

Se o cliente não solicitou o cadastro no seu mailing, você está enviando SPAM. Simples assim.

Removerás o email de quem solicitar o descadastro em até dois dias úteis

Quando o cliente solicita o opt-out do seu mailing, faça isso imediatamente

Teus emails terão link para descadastro (mas também oferecerás outras alternativas, como telefones, endereço e email)

Facilite o descadastro do seu mailing com um link ao final de cada email. Ofereça outras alternativas, já que muitos clientes têm medo de clicar em links.

Somente enviarás email marketing com teu domínio próprio

É fundamental configurar um domínio próprio para o envio de email marketing. Enviar por servidores como o Gmail vai contra o código.

Só enviarás anexos em comunicações particulares, como negociações de cobranças, por exemplo

Você não deve enviar anexos em seu email marketing. Se houver necessidade do envio de um boleto, por exemplo, faça isso em uma comunicação particular com seu cliente.

Email marketing em números

Muitos profissionais têm dúvidas sobre a importância do email marketing na estratégia digital de suas empresas. Porém, as newsletters são comunicações que podem ter uma alta taxa de conversão, quando utilizadas corretamente. Acompanhar o nosso conteúdo para otimizar suas campanhas é uma excelente maneira de criar campanhas altamente eficazes e ter um ROI (retorno sobre investimento) bastante satisfatório.

Caso você ainda tenha dificuldades em justificar o investimento em campanhas de email marketing, a gente pesquisou e fez uma lista de números impressionantes sobre a capacidade de penetração das mensagens. Confira:

O uso de templates (modelos) HTML no email marketing

Ao entregar as mensagens diretamente na caixa de entrada dos consumidores, o email marketing tem uma excelente penetração com o seu público-alvo, além de permitir a segmentação dos seus contatos, entre outros benefícios.

O problema é que nem todas as marcas seguem as boas práticas do email marketing, que garantem que a sua mensagem não será considerada invasiva ou arriscada para o destinatário. As boas práticas também servem para que você se certifique de que a sua mensagem será entregue corretamente – ou seja, que não vai parar na caixa de SPAM do seu contato.

Talvez você não saiba da importância do template HTML para o seu email marketing. Ao utilizar um template, e não uma imagem qualquer, você garante que a sua mensagem será exibida corretamente no leitor do email. E também que não será considerada um risco para o seu destinatário.

Acontece que muitas empresas optam pelas imagens na hora de enviar um email marketing. Depois de criar o layout no Photoshop (ou em qualquer outro editor de imagens), muitos profissionais simplesmente colam a imagem na área de criação do email – e isso pode ser um problema para a sua campanha.

Por que usar HTML ao invés de imagens?

A maioria dos programas de leitura de email bloqueiam as imagens de emails de remetentes em que não confia. Se a sua mãe lhe enviar uma imagem por email, é possível que ela seja exibida imediatamente. Mas quando se trata de uma empresa enviando mensagens para milhares de usuários ao mesmo tempo, a história é diferente.

Ao invés de ter todo o layout que você planejou exibido, é possível que o seu destinatário receba um link para que possa ver a imagem, ou uma mensagem de imagem bloqueada. E sabemos que as chances de que ele de fato clique neste link para visualizar são muito pequenas, então é muito mais fácil (e efetivo) enviar um template HTML - que será exibido na sua totalidade sem exigir nenhuma ação adicional do usuário.

Você ainda corre o risco de que sua mensagem acabe na caixa de SPAM, onde é praticamente impossível que seja visualizada pelo destinatário. Ou seja, você desperdiça tempo e dinheiro para que seu email não cumpra sua função. E ninguém tem tempo ou grana a perder hoje em dia, concorda?

Como criar templates HTML?

Não precisa se preocupar com isso. O Nitronews disponibiliza templates HTML para email marketing, que você pode baixar de maneira fácil e rápida para criar a sua mensagem. Os templates Premium estão disponíveis para todos os usuários pagantes do sistema, que têm acesso a templates especiais criados pela nossa equipe. Também existem templates gratuitos, que podem ser utilizados sem custo algum por todos os usuários, é só editar e enviar!

Criação de listas e higienização de mailing

Um serviço oferecido pelo Nitronews é a higienização da lista de contatos. Periodicamente, os emails que são constantemente devolvidos ou nunca abertos são removidos da lista, porque podem afetar negativamente a entregabilidade das suas mensagens. Porém, você também pode fazer a sua parte e dar uma olhada mais profunda nos seus contatos, para assim retirá-los ou movê-los para outra lista segmentada.

A gente sabe que pode ser doloroso deletar emails que foram conquistados com trabalho duro, mas é importante pensar que eles podem estar prejudicando as suas campanhas atuais. Os seus contatos antigos podem ter mudado de email, podem ter esquecido porque assinaram sua lista, ou até ter mudado de ideia e perdido o interesse no seu conteúdo. Por isso, mesmo os emails que são simplesmente ignorados nos seus envios também devem ser deletados após um tempo.

Mas você pode tomar algumas medidas para reconquistar o interesse do seu cliente: crie aquela famosa campanha “sentimos sua falta”, ou pense em outra maneira de atrair a atenção novamente. Uma boa ideia é enviar uma mensagem explicando como funciona o envio das suas newsletters, dando opção de periodicidade de recebimento ou de descadastro definitivo. É simpático, e você pode reconquistar a atenção do seu consumidor.

Outra opção é criar uma lista específica para esses contatos desinteressados, com ofertas especiais e táticas mais agressivas. Envie em uma frequência menor, e garanta que suas mensagens terão maior destaque na caixa de entrada. Com essas estratégias, você poderá perceber um melhor resultado nos seus envios futuros.

Compra de listas de terceiros: porque não comprar

Começar um mailing do zero não é tarefa das mais fáceis. Leva tempo para conquistar a confiança dos consumidores e construir uma base de contatos numerosa, por isso muitos profissionais de marketing optam pelo caminho mais fácil e adquirem listas de emails de terceiros. Essa prática pode parecer muito vantajosa, já que você recebe milhares de contatos por um valor relativamente baixo, mas é o típico caso de barato que sai caro. Comprar listas de emails pode ser muito prejudicial para a sua reputação, e vamos explicar o motivo. Você deve manter distância das listas de emails pelas seguintes razões:

A taxa de entrega é muito menor

Esse tipo de lista é composto por emails sem procedência verificada, sendo que muitos já estão desativados ou então com erros de digitação. Ao enviar emails com esses endereços, os servidores reconhecem a lista como desatualizada e a reputação do seu envio baixa, aumentando as chances da sua mensagem ir parar na lista de SPAM. E como você paga pelo número de emails enviados, quando os endereços estão desatualizados ou incorretos você joga dinheiro fora. Além disso, outras pessoas devem ter comprado a mesma lista, e a chance da sua mensagem ser descartada sem ser lida é alta

Sua reputação pode ser seriamente prejudicada

Ao enviar email para uma pessoa que não tem interesse em sua empresa, as chances da sua mensagem ser sinalizada como SPAM são grandes. Isso prejudica a sua reputação, e o pior: o consumidor não receberá a sua mensagem.

SPAM é crime

Ao obrigar o usuário a ler a sua mensagem (ou perder tempo filtrando e deletando), você está cometendo uma infração e pode inclusive ser condenado a pagar indenização por danos morais. É muito melhor conquistar o mailing da maneira correta, não é mesmo?

Formação de listas

Formas de formação e captação de emails

Agora que você já conhece todo o potencial do email marketing, é hora de espalhar a palavra da sua empresa internet afora. Mas para isso você precisa de uma audiência - e no email marketing, tamanho é documento sim: quanto maior o seu mailing, maiores são as suas chances de conversão.

Mas como criar (e aumentar) o seu mailing sem comprar listas prontas? A tarefa pode parecer complicada, mas com algumas medidas simples é possível. Confira as nossas dicas:

Landing pages

Uma boa maneira de promover inscrições no seu mailing é através de landing pages. Você pode oferecer e-books, planilhas ou outros materiais úteis para download e solicitar as informações de contato do seu cliente em potencial.

Campanhas em redes sociais

Milhões de usuários acessam as redes sociais mais populares todos os dias, então por que não convertê-los em assinantes? Você pode fazer posts divulgando os benefícios de fazer o opt-in, ou então inserir um link de cadastro na sua capa do Facebook, por exemplo.

Espalhe links de cadastro em locais inusitados

A caixa de comentários do seu blog, por exemplo, pode ter uma check box para que o internauta receba os seus conteúdos por email. Outra opção é inserir um link na assinatura do seu email.

Formulário de website

Se você compartilha conteúdo em um blog ou site, pode ser interessante inserir caixas de assinatura junto ao conteúdo. O leitor que está envolvido com o artigo pode se interessar em receber mais novidades da sua empresa.

Promoções

A legislação para a realização de concursos culturais está mais rígida, mas eles podem ser uma excelente maneira de atrair novos clientes e adicioná-los ao seu mailing. Não esqueça de inserir uma checkbox para que eles autorizem o recebimento de emails.

Ofereça benefícios imperdíveis

Uma das melhores maneiras de conquistar novos assinantes é oferecendo algo de valor em troca. Você pode inserir uma janela pop-up no seu site para que os novos usuários recebam benefícios como cupons de desconto ou frete grátis em troca do cadastro.

Eventos

Fique de olho no calendário de eventos pertinentes ao seu segmento e planeje ações offline para cadastrar novos usuários em seu mailing. Você pode realizar atividades, ou simplesmente oferecer brindes para aqueles que fornecem o endereço de email!

Pontos de venda

Você também pode oferecer a inscrição na sua newsletter no seu ponto de vendas. Ofereça formulários (impressos ou online) para que os seus clientes fiquem sempre por dentro das suas promoções.

Como escolher a empresa de email marketing para suas campanhas

Fazer um email marketing de qualidade exige uma série de cuidados: você precisa planejar a linha de assunto, o texto, as imagens, o design, o botão de call to action, a segmentação, e o dia e horário de envio, entre outras coisas.

Outro fator muito importante é encontrar uma empresa de email marketing que vá de encontro às suas necessidades. Não adianta nada desenvolver a campanha perfeita e ter problemas na entrega, né?

Por isso, listamos alguns itens que consideramos fundamentais para que você observe se a empresa de email marketing é apropriada para o envio das suas mensagens. Antes de contratar uma empresa de email marketing, verifique se ela oferece:

Empresa Brasileira x empresa estrangeira

antes de contratar uma empresa para a entrega das suas mensagens de email marketing, verifique se a mesma está localizada no Brasil, ou se pelo menos possui atendimento em PT-BR. É muito importante que você conte com suporte na sua língua, e também que conte com profissionais que entendam as especificidades e necessidades dos usuários brasileiros. Dê preferência por uma empresa de email marketing totalmente brasileira, com certeza lhe dará um atendimento mais especial que as estrangeiras que estão se estabelecendo no Brasil.

A empresa é especializada em email marketing?

A empresa atua exclusivamente no segmento de email marketing ou oferece outros serviços para os usuários? Uma ferramenta focada em email marketing terá mais condições de oferecer uma solução especializada para as suas necessidades.

Facilidade de uso

também é indispensável que você observe a facilidade de uso do sistema disponibilizado. A ferramenta de envio de email marketing deve ser simples e intuitiva, para que qualquer um possa disparar as mensagens rapidamente e sem risco de erros.

O sistema é online ou software para download?

Ao contratar uma ferramenta de email marketing, também é importante observar se a mesma possui um software próprio, que deve ser instalado no seu computador, ou se funciona online. Com uma ferramenta online, como o Nitronews, você pode disparar as suas mensagens de qualquer lugar, a qualquer momento. Esqueceu de agendar um envio no domingo? Basta entrar em nosso site e efetuar o disparo!

Agendamento de envios

é muito importante que você dispare as suas mensagens nos dias e horários de maior alcance. Para garantir que o seu email marketing seja entregue no momento mais oportuno, o agendamento é fundamental. Certifique-se de que a empresa de email marketing oferece esse recurso antes de efetuar a contratação.

A ferramenta oferece API de integração?

Observe se a ferramenta tem API de integração de sistemas. Por exemplo, é uma boa ideia integrar os seus envios de email marketing com o Google Analytics para que você possa mapear as compras e demais ações realizadas pelos usuários que recebem as suas mensagens.

A ferramenta possui higienização de mailing?

Enviar mensagens para emails inválidos ou inativos é um grande problema para as suas campanhas. Isso porque os servidores de emails podem passar a entender que você está enviando mensagens não solicitadas e diminuir a reputação dos seus envios. Na prática, isso significa que seus próximos envios poderão ir direto para a caixa de SPAM, por isso use uma ferramenta que higieniza automaticamente o seu mailing.

O sistema possui ranqueamento de contatos?

Um diferencial que nem todas as empresas de email marketing oferecem é o ranqueamento dos contatos. O Nitronews, por exemplo, avalia todos os contatos a cada envio - o que é uma excelente maneira de saber quais são os contatos verdadeiramente engajados com o conteúdo da sua empresa.

O sistema possui desativação de contatos não engajados?

É fundamental que a empresa de email marketing ofereça esse recurso, que permite a desativação de contatos que, embora válidos, não realizam qualquer ação ao receber as suas mensagens. Enviar mensagens para contatos que não interagem com a sua empresa também pode prejudicar a reputação dos seus envios, portanto a desativação tem um papel importante na sua estratégia.

A ferramenta mede sua reputação?

Uma empresa de email marketing séria também mantém um monitoramento constante da reputação dos seus envios e pode oferecer soluções para que as suas campanhas tenham os melhores resultados.

Possui relatórios variados?

É fundamental acompanhar os resultados dos seus envios, para que você possa entender o que funciona ou não e aperfeiçoar as próximas mensagens. Para isso, ter relatórios completos da empresa de email marketing é tão importante!

Possui um serviço agregado de consultoria e orientação em relação às boas práticas?

Não deixe de conferir se a empresa de email marketing que você pretende contratar possui um serviço agregado de consultoria e orientação para que as suas mensagens sempre atendam às boas práticas dos envios de email.

Confira todos os recursos do sistema Nitronews e abra já a sua conta gratuita: https://www.nitronews.com.br/recursos

Planejamento de Email Marketing

Como em qualquer outra ação de divulgação da sua empresa, o email marketing também precisa de planejamento para obter os resultados esperados. Confira as nossas dicas para planejar a sua campanha e ter um ótimo retorno com o email marketing:

Identificação do público-alvo ou persona

O primeiro passo é identificar quem serão as pessoas impactadas por sua campanha. Quem é o seu consumidor? O que ele espera encontrar em uma mensagem de email marketing? Quais são as suas necessidades? O que o motiva a fazer uma compra? Você precisa saber responder a essas questões antes de disparar o seu email marketing.

Uma boa estratégia é desenhar uma persona que represente o seu consumidor médio. Com informações como gênero, idade, profissão e localização geográfica, entre outras, você será capaz de criar uma persona que pode ajudá-lo a entender os seus consumidores e criar mensagens de email marketing mais eficientes e direcionadas.

Objetivo de suas campanhas

Agora que você já sabe quem é o seu consumidor, é hora de definir os seus objetivos com o email marketing. Você pode desejar aumentar as vendas, tornar a sua marca mais conhecida ou só estreitar o relacionamento com os seus clientes através do compartilhamento de conteúdo útil.

Ao ter objetivos bem traçados, você será capaz de criar uma campanha de email marketing alinhada com as suas necessidades. E o mais importante: com os elementos necessários para que você alcance seus objetivos.

Linha editorial (linguagem)

A linguagem da sua campanha de email marketing deve estar ajustada ao seu público-alvo, e também aos seus objetivos. Quando você fala com adolescentes, o tom da mensagem deve ser mais informal e alinhado com as tendências e memes que fazem sucesso com o público jovem, por exemplo. A linguagem para impactar executivos em uma estratégia B2B seria completamente diferente, concorda? Por isso, ao planejar a sua campanha tenha em mente os seus objetivos e o público-alvo, para que o texto tenha o impacto que você deseja.

Personalização do conteúdo

Foi-se o tempo em que as empresas criavam uma única peça de email marketing e enviavam para toda a sua base. Hoje em dia os consumidores se tornaram “imunes” a campanhas massificadas, e demonstram maior interesse em mensagens de email que são personalizadas e falam diretamente com eles. E quando a gente fala em personalização, não basta segmentar as suas comunicações. Esse conceito vai muito além: é falar diretamente com o consumidor, e satisfazer às suas necessidades, por mais específicas que sejam.

Pergunte ao seu consumidor o que ele deseja receber

É tão fácil que parece óbvio, mas muitos marqueteiros esquecem de perguntar diretamente aos seus consumidores o que eles desejam receber em suas caixas de emails. Saber quais são os interesses do cliente é uma excelente maneira de mandar apenas o conteúdo que ele deseja – e assim conquistar resultados muito melhores.

Chame seu cliente pelo nome

Isso também é muito simples (e fácil, se você utiliza ferramentas como o Nitronews), mas muita gente não coloca em prática. Quem não gosta de ser chamado pelo nome? Faça seu cliente se sentir especial simplesmente inserindo seu nome na linha de assunto.

Humanize sua mensagem

Pessoas se conectam muito mais a outras pessoas do que a empresas. Para dar um toque mais pessoal às suas comunicações, basta assinar com o seu nome ou inserir uma foto ao final da mensagem. Você também pode ter seu email pessoal, com seu nome no endereço, como remetente das mensagens. É muito mais provável que sua mensagem seja aberta se for enviada de seu email pessoal do que se fosse enviada com um email de remetente genérico do tipo “contato@suaempresa.com.br”.



Como criar um modelo de email marketing para a sua empresa

Ter que criar um novo email marketing a cada envio é trabalhoso (e oneroso) para a sua empresa. Por isso, é ideal criar um modelo de email marketing - que pode ter textos e imagens alterados a cada envio. Além de facilitar a sua vida, usar um modelo também permite que o público crie uma identificação com as suas peças de email marketing, o que ajuda a estabelecer uma relação de confiança com a sua audiência.

Um bom modelo de email marketing deve conter os seguintes itens:

1. Cabeçalho

O cabeçalho, no topo do seu email marketing, deve permitir que o usuário reconheça a sua empresa imediatamente. Esse é o local onde você deve destacar a sua logomarca e alguma outra informação que considere importante para os usuários. Por exemplo: seus links de redes sociais ou formas de contato com a sua empresa.

2. Inserção do nome do contato

A personalização é uma forte tendência do email marketing, e chamar o cliente pelo nome é o básico para que a sua campanha tenha sucesso. Ao usar uma ferramenta com o Nitronews, você pode inserir campos personalizados em seu modelo de email marketing para se referir aos seus clientes pelo nome.

3. Equilíbrio entre textos e imagens

Enviar somente um bloco de texto para os seus contatos não terá o efeito desejado, já que os usuários têm cada vez mais pressa para consumir qualquer tipo de conteúdo. Aposte em imagens atrativas e bem produzidas dos seus produtos para garantir que sua mensagem terá a atenção necessária. Equilibrar a quantidade de texto e imagens é fundamental em um bom modelo de email marketing.

4. Dimensões de seu layout

É fundamental que o seu email marketing conte com dimensões que serão exibidas corretamente em todos os leitores de email - afinal, você não sabe onde o usuário irá visualizar a sua mensagem. O tamanho padrão para as peças de email marketing é de 600 pixels de largura, que pode ser visualizado perfeitamente em leitores como o Hotmail e o Outlook. O Gmail, que tem atualização constante, permite uma largura maior, mas não vale a pena arriscar. Também é importante que o seu email seja responsivo e se adapte a qualquer tamanho de tela.

5. Call to Action

O botão de call-to-action desempenha uma função fundamental no email marketing, já que é nele que o usuário vai clicar para comprar o seu produto, baixar o seu e-book ou realizar qualquer ação que você planejou ao enviar a mensagem. Por isso, o botão tem que ser bastante visível - de preferência com cores contrastantes. Também é importante que o call-to-action esteja localizado em uma posição estratégica, e que contenha palavras que despertem o senso de urgência do usuário.



Segmentação no email marketing

Na sua obra “A Cauda Longa”, de 2006, o físico Chris Anderson já defendia o conceito da segmentação. Segundo o autor, as vendas de produtos de nicho poderiam superar em volume os tradicionais best sellers, desde que estejam ao alcance do consumidor. O exemplo citado por Anderson é a gigante Amazon, que no somatório vende mais romances obscuros do que aqueles dos quais todo mundo já ouviu falar.

E o que isso tem a ver com email marketing? Tudo. Se você quer divulgar um comércio, ou mesmo um serviço, provavelmente tem uma cartela muito diversa de opções para os seus clientes. E deve saber também que nem tudo serve para todos. Então não há motivos para enviar o mesmo email para todo mundo. Com uma campanha segmentada você tem a oportunidade de promover exatamente o produto que o seu cliente deseja – e dessa maneira aumentar consideravelmente as suas chances de conversão.

Aplicar isso na sua rotina de envios de email marketing é relativamente simples: basta ter os dados do seu consumidor. O segredo é agregar o maior número de informações sobre o seu cliente: além dos básicos nome, idade e localização geográfica, os dados relativos às compras anteriores farão uma enorme diferença na hora de segmentar as suas campanhas de email marketing.

Dessa maneira, você será capaz de dividir os seus clientes em listas de interesses, e quem gosta de livros receberá ofertas específicas, enquanto aqueles mais interessados em filmes serão impactados por promoções de DVDs. O importante é que, mesmo não sendo a Amazon, você aumente o seu lucro entregando ao cliente exatamente o que ele espera receber.

Mailing com dados do contato

Ter um mailing extenso é importante para o sucesso das suas campanhas de email marketing. Mas ter informações sobre os seus assinantes é ainda mais fundamental. Saber quem são, onde estão, o que fazem e no quê estão interessados é imprescindível para que você possa enviar emails personalizados e cada vez mais segmentados.

Mas como pedir mais informações para os seus assinantes sem assustá-los com formulários enormes? Com um pouco de criatividade é possível encontrar o equilíbrio e saber mais sobre seus clientes sem espantá-los. Confira nossas dicas:

Ofereça conteúdos interessantes – e peça dados em troca

Uma excelente maneira de saber mais sobre o seu público é criar e-books e webinars gratuitos, onde seus clientes em potencial têm que preencher um formulário para se inscrever. E já que você está oferecendo um conteúdo valioso, o formulário pode ser mais completo: peça dados como empresa e área de atuação além do tradicional nome e email.

Envie pesquisas para seus contatos

Para obter mais informações sobre os contatos que já fazem parte do seu mailing, uma boa solução é enviar pesquisas, enquetes e outros conteúdos interativos. Insira as perguntas que você necessita e depois cruze as informações com o seu banco de dados. Para incentivar os consumidores a participarem, você pode oferecer um cupom de desconto ou algum outro atrativo. Dessa maneira, você garante uma maior participação e emails personalizados nas suas campanhas futuras!

Segmentação de listas

Agora que você já possui os dados sobre os assinantes da sua lista, é hora de organizá-los em listas que facilitarão a sua vida na hora de enviar as suas mensagens. Ao aplicar os filtros no seu mailing, você será capaz de enviar mensagens verdadeiramente relevantes e aumentar o número de conversões com o email marketing.

Algumas sugestões de listas segmentadas que você pode aplicar ao seu mailing: por localização geográfica, por idade, por profissão ou por interesses apontados na hora do cadastro ou baseados em compras anteriores, entre outros.

Analise o seu negócio e veja quais são as segmentações possíveis, e agrupe os seus contatos de maneira que eles recebam sempre o conteúdo mais alinhado com as suas necessidades.

Leia também:
Por que segmentar o email marketing
Como segmentar sua audiência de email marketing
Segmentação: importante o ano todo, nem tanto no Natal

Com que frequência devo enviar?

O sucesso de uma campanha de email marketing depende de diversas variáveis,como a qualidade do conteúdo e a segmentação da lista, mas tem um detalhe que você não pode ignorar na hora do planejamento: a frequência de envio.

Porque enviar o seu email com uma frequência menor do que a ideal pode fazer com que o cliente esqueça-se da sua marca – e talvez feche negócio com a empresa que enviou um email marketing na hora exata. Mas enviar emails com uma frequência muito alta pode ser igualmente prejudicial. O consumidor pode se cansar das mensagens muito insistentes e cancelar a assinatura da sua newsletter – ou pior, classificar os seus emails como SPAM.

Para determinar a frequência ideal de envio de email marketing é preciso, antes de mais nada, bom senso. Confira algumas dicas:

Leve o seu segmento em consideração

A primeira coisa que você deve fazer é analisar o segmento de atuação da sua empresa. Se você atua em uma rede de supermercados, por exemplo, é provável que tenha boas ofertas todos os dias. E como trabalha com itens de primeira necessidade, os clientes fazem compras no seu estabelecimento com frequência. Nesse caso, portanto, você pode enviar emails constantemente. Mas se você atua em uma imobiliária, não faz sentido impactar o cliente diariamente com ofertas do mesmo imóvel.

Observe as reações do seu público-alvo

Observar os seus relatórios também é fundamental para determinar a frequência dos envios. Faça testes, experimente novas frequências, e veja como o seu público reage. A gente sabe que em time que está ganhando não se mexe, mas no caso do email marketing sempre há espaço para melhorias. Faça testes com os seus envios, e não se esqueça de verificar sempre os seus relatórios para medir a aceitação do público.



Horários de envio

Um dos grandes mistérios do email marketing é o melhor horário para enviar seu email para os consumidores. Já se escreveu muito sobre o assunto, e cada “guru” tem uma opinião diferente. Convencionou-se que o melhor horário era nas tardes de terça ou quarta-feira, mas a verdade é que não existe receita de bolo para definir isso.

A verdade é que o melhor horário para enviar email marketing é aquele em que seu consumidor irá recebê-lo – além de abrir, clicar e realizar a ação que você desejava na hora do envio. E isso você só vai descobrir com muito trabalho duro e análise do seu público alvo, além de intensa observação dos relatórios dos envios anteriores.

Pode parecer difícil, mas vale a pena conhecer o seu público a fundo. Dessa maneira você terá um retorno muito mais interessante, e resultados que poderão surpreendê-lo.

O primeiro passo para determinar o horário do seu envio é criar uma persona para cada lista de segmentação do seu mailing. Se você está enviando emails para profissionais de marketing, por exemplo, pode enviar durante o horário comercial, já que esses profissionais passam o dia em frente ao computador e podem abrir o seu email a qualquer hora. Você pode evitar as primeiras horas da manhã, quando as caixas de entrada estarão lotadas de emails disparados durante a madrugada.

Outra coisa que funciona muito bem é observar os seus envios anteriores e ver quais dias e horários funcionaram melhor no seu segmento de negócios. Muitas vezes a gente pode se surpreender e ver que emails enviados no final de semana tiveram um resultado acima da média. Embora as pessoas passem menos tempo online no sábado e domingo, nesses dias eles tem mais tempo para abrir seu email e conferir as ofertas.

O que você tem que ter em mente é que cada negócio é único, assim como cada usuário. O que funciona na outra empresa pode não funcionar na sua. Portanto, o jeito é testar e encontrar o melhor horário de envio de email marketing para a sua empresa.



Datas comemorativas

As datas comemorativas são oportunidades únicas para quem divulga seus produtos ou serviços através de email marketing. São datas em que boa parte dos consumidores faz compras para presentear, ou mesmo para si mesmos: é decoração para a casa, preparação de ceias e refeições especiais, enfim, diversas oportunidades para efetuar conversões e aumentar o seu lucro.

Porém, cada data comemorativa tem suas particularidades. É necessário planejar com calma e levar em consideração diversos fatores que influenciam cada uma delas, como época, público-alvo e estratégia de vendas. Confira essas dicas para planejar com cuidado cada uma das suas campanhas:

Monte um calendário

É fundamental que a cada ano você faça um planejamento completo das datas comemorativas que você vai explorar na sua estratégia de comunicação. Um bom começo é consultar um calendário para que possa visualizar todas as oportunidades do ano. Não menospreze nenhuma data: enquanto o Natal traz excelentes oportunidades para quase todo mundo, datas menos lembradas como o Dia da Secretária também podem ser interessantes para o seu negócio. Se você gerencia o marketing de uma floricultura, por exemplo, pode aproveitar o Dia da Natureza para fazer boas vendas!

Planeje com antecedência

O tempo faz muita diferença na qualidade do email marketing que você dispara. Não adianta enviar uma peça de dia dos pais na data: se você quer vender presentes para os filhos, precisa mandar email marketing com sugestões de presentes com algumas semanas de antecedência, para que o consumidor tenha tempo hábil de efetuar a compra, recebê-la e entregar ao pai no segundo domingo de Agosto. Mas isso não quer dizer que você não pode enviar um email comemorativo para os pais do seu mailing na data – de preferência com frete grátis ou algum outro mimo que pode alavancar ainda mais as suas vendas.

Pense em conteúdos especiais

Aproveite essa antecedência com que está planejando a sua campanha para preparar conteúdos especiais. Quando você decide enviar uma peça de email marketing em cima da hora, perde a oportunidade de desenvolver conteúdos especiais que podem destacar a sua empresa. Use os meses que antecedem o envio das campanhas para criar vídeos, gifs, infográficos, posts para blog, testes e outros conteúdos que vão capturar a atenção do consumidor e aumentar suas chances de conversão

Segmente suas listas

Com tempo, você também pode se preparar melhor para o envio das campanhas de datas comemorativas segmentando os seus contatos para ter precisão cirúrgica na hora de enviar seu email marketing. Durante o planejamento, divida seus contatos em listas onde os destinatários terão real interesse em seu conteúdo. Não faz sentido enviar email comemorativo de dia dos pais para mulheres ou adolescentes, por exemplo. Segmentando você tem envios muito mais eficientes e com maiores conversões.

Quais são os elementos que compõem campanhas de email marketing

Elaborar uma campanha de email marketing é uma tarefa relativamente simples, mas que exige atenção e muitos cuidados para que as boas práticas não sejam ignoradas durante a execução. Agora vamos desvendar quais são os elementos indispensáveis na sua mensagem para que ela traga os melhores resultados para a sua empresa:

Nome e email do remetente

É fundamental que os usuários saibam quem está enviando a mensagem. Por isso, configure o seu email para que ele exiba o nome da sua empresa no campo “remetente”. Se você deseja humanizar e personalizar a sua mensagem, você pode inserir o seu próprio nome, mas de maneira que ainda seja fácil de identificar quem enviou o email, como “Fulano, da empresa X”, por exemplo. Também é muito importante que você tenha um email válido para receber respostas de seus contatos: usar um email noreply@suaempresa.com, por exemplo, não só é antipático como também vai contra as boas práticas do email marketing.

Linha de assunto

A linha de assunto é o primeiro contato que o usuário tem com a mensagem que você enviou, e é ela que vai determinar se o usuário abrirá ou não o seu e-mail. Por isso, é fundamental caprichar no texto para seduzir o seu cliente imediatamente. Você tem pouco tempo para convencê-lo, e suas palavras têm que ser pensadas com cuidado para enviar uma mensagem certeira. Confira dicas para criar uma linha de assunto irresistível no próximo tópico!

Texto pré-header

O pré-header é o texto que aparece como uma “amostra” do conteúdo do seu email em alguns programas. É muito importante que o pré-header dê uma noção exata do que se trata a sua mensagem, ao mesmo tempo em que desperta a atenção dos usuários.

Dimensão da mensagem

Convencionou-se que o tamanho certo do email marketing é 600 pixels de largura. Esse tamanho se tornou o padrão pois era o ideal para exibição em diversos leitores, como o Hotmail e o Outlook. Outros leitores mais atuais, como o Gmail, permitem a exibição de outros tamanhos, mas como muitos usuários ainda adotam o Outlook, este tamanho permite que a sua mensagem seja lida corretamente em qualquer lugar.

Tamanho das imagens

Além das dimensões do email marketing, também é fundamental pensar no peso das imagens que você usa em sua mensagem. Os provedores de email aceitam mensagens com, no máximo, 500kb. Caso você ultrapasse esse limite, seu email marketing provavelmente vai parar no SPAM

Lembrete: não esqueça de criar emails responsivos!

Hoje em dia muitos usuários conferem a caixa de e-mail no celular, portanto é fundamental que você utilize um design responsivo que se adapte aos diferentes tamanhos de tela. Os modelos disponíveis no Nitronews, por exemplo, são responsivos e podem ser visualizados perfeitamente tanto no computador quanto em smartphones e tablets.

Opt-out (possibilidade de descadastro)

O descadastro de listas de assinaturas é uma exigência legal, regulada pela Associação Brasileira de Marketing Direto e que consta no Código de Autorregulamentação para Prática de Email Marketing. Portanto, é fundamental que você facilite a saída dos consumidores do seu mailing, com links visíveis e página de confirmação. Caso você não cumpra o desejo do seu cliente, além de uma maior insatisfação com a empresa, ele pode classificar suas próximas mensagens como SPAM – o que irá diminuir a reputação do seu domínio e poderá prejudicar todas as suas campanhas futuras.

Leia também:
Como fazer email marketing em cinco passos
Melhores práticas para aumentar seu mailing

Talvez o assunto mais importante: a linha de assunto

Você certamente já sabe da importância da linha de assunto. Ela é o primeiro contato que o usuário tem com a mensagem que você enviou, e é ela que vai determinar se o usuário abrirá ou não o seu email. Por isso, é fundamental caprichar no texto para seduzir o seu cliente imediatamente. Você tem pouco tempo para convencê-lo, e suas palavras têm que ser pensadas com cuidado para enviar uma mensagem certeira. Confira algumas dicas para você criar uma linha de assunto imbatível para seu email marketing:

Priorize a criação da linha de assunto

A linha de assunto é um dos itens mais importantes do seu email marketing. Não adianta gastar tempo e recursos com um design impecável e dispará-lo com um assunto qualquer que não incentiva a leitura. Reserve um bom tempo e pense bem na sua linha de assunto, ok?

Seja claro sobre o conteúdo na linha de assunto

A linha de assunto tem que ser certeira, mas também tem que ser específica para atrair a atenção. Falar sobre uma promoção é ok, mas falar sobre uma promoção de iPhones com certeza atrairá mais leitores para o seu email marketing.

Personalize

Aproveite a segmentação da sua mensagem para ser bem específico na sua linha de assunto. Seguindo o exemplo anterior, caso você esteja falando com donos de iPhones é possível mencionar acessórios para esse modelo específico de telefone ao invés de dizer que está oferecendo acessórios para smartphones em geral. Dessa maneira, o usuário sentirá que você está falando pessoalmente com ele, o que aumenta consideravelmente as chances de abertura do email - e consequentemente, da conversão.

Seja relevante

Com as informações de segmentação em mãos, você será capaz de criar mensagens extremamente relevantes para os seus contatos. Mostre isso já na linha de assunto, para conquistar a atenção da sua audiência de cara.

Crie um assunto objetivo

Ao mesmo tempo em que você tem que ser específico, tem que ser breve para que a sua linha de assunto seja visualizada na totalidade, tanto nos desktops quanto em dispositivos móveis. Segundo pesquisas, o número de caracteres indicados fica entre 41 e 50. Não ultrapasse esse limite.

Desperte a curiosidade

As pessoas adoram falar delas mesmas e responder questionários. Por isso, sempre que possível insira perguntas na sua linha de assunto. A mera presença do ponto de interrogação na sua linha de assunto já vai gerar mais atenção da parte dos usuários, e você também incentiva a interação com a sua audiência - o que é sempre uma coisa boa. Você pode fazer perguntas como “Viu essa oferta de sofá-cama?” ou então “Como receber visitas quando não há um quarto de hóspedes?”, por exemplo.

Use os números a seu favor

70% off, 12 fatos que você não sabia, 3 oportunidades imperdíveis... além de ajudá-lo a poupar caracteres, os números são sedutores. Use-os para criar linhas de assunto mais atraentes.

Use palavras-chave do seu segmento

É importante que você insira termos específicos do seu segmento para que a linha de assunto seja chamativa e ao mesmo tempo reforce a sua marca junto ao consumidor. Vamos usar como exemplo uma loja de vinhos: é interessante que uma empresa nesse segmento use termos como tipos de uva, safra, rolha, garrafa, outono, inverno, gourmet, gastronomia e harmonização, entre outros.

Use emojis

Os emojis também podem ser aliados para ajudá-lo a poupar caracteres, além de darem um toque bem humorado à sua linha de assunto. Mas o mais importante é que os emojis são chamativos, e farão o seu email se destacar na caixa de entrada.

Não esqueça do pré-header

O pré-header é a frase que é exibida ao lado da linha de assunto em alguns leitores de email, como o Gmail. Você pode utilizar esse espaço como um apoio para dar ainda mais força à sua linha de assunto, com informações mais aprofundadas (dentro do espaço permitido) e que gerem mais engajamento. Estudos comprovam que emails com um pré-header personalizado têm uma taxa maior de abertura.

Leia também:
Como escrever uma boa linha de assunto para seu email marketing
Dicas para melhorar sua linha de assunto
Use emojis na sua linha de assunto para chamar mais atenção

Gatilhos mentais no email marketing

Você já parou pra pensar por que o consumidor escolhe fazer suas compras em uma loja em detrimento de outra? Já avaliou os sentimentos envolvidos no ato de escolher um fornecedor de serviços? Pois saiba que esse assunto é pesquisado incessantemente desde o início dos anos 1980, quando Dr. Robert Cialdini lançou o livro “As Armas da Persuasão”, um dos mais conhecidos (e mais seguidos) na área do marketing.

Entender os gatilhos emocionais que fazem uma pessoa efetuar uma compra é um dos passos mais importantes para aumentar as conversões nas suas campanhas de marketing. Dr. Cialdini listou em seu livro, e em inúmeras palestras, os sete princípios que fazem com que as pessoas escolham comprar com você, e não com seu concorrente. Confira quais são esses princípios, e adote em suas próximas campanhas:

1. Reciprocidade

O ser humano tem a tendência a querer retribuir quando recebe algo. Portanto, ofereça sempre que possível vantagens e pequenos agrados aos seus clientes. Algumas sugestões são e-books gratuitos, descontos, brindes ou frete grátis.

2. Comprometimento e consistência

Os usuários costumam manter os seus compromissos, então quando você torna o uso de seus serviços um hábito, eles tendem a continuar. Por isso, serviços como Netflix e Spotify oferecem meses gratuitos para os usuários, que terão dificuldade em deixar de usá-los depois que se habituarem. Uma sugestão é oferecer versões trial ou meses gratuitos para seus potenciais clientes, ou então fornecer seus produtos em sistema de assinatura - que não por acaso está cada vez mais popular.

3. Provas Sociais

As pessoas têm a tendência a acreditar mais em serviços e produtos que outras pessoas usaram antes. Por isso, restaurantes cheios têm mais movimento do que aqueles que estão vazios. Incentive seus clientes a compartilhar fotos e depoimentos sobre seus produtos e serviços nas redes sociais. Uma boa ideia é simplesmente mandar uma mensagem pedindo uma avaliação - o número de pessoas que fará isso de bom grado irá surpreendê-lo!

4. Apreciação e respeito

As pessoas têm a tendência a acreditar mais em serviços e produtos que outras pessoas usaram antes. Por isso, restaurantes cheios têm mais movimento do que aqueles que estão vazios. Incentive seus clientes a compartilhar fotos e depoimentos sobre seus produtos e serviços nas redes sociais. Uma boa ideia é simplesmente mandar uma mensagem pedindo uma avaliação - o número de pessoas que fará isso de bom grado irá surpreendê-lo!

5. Senso de Urgência

O sentido de urgência também faz muitas pessoas fecharem uma compra. O medo de ficar sem é um bom gatilho para incentivar os consumidores, por isso muitas empresas têm optado por mostrar quantas unidades de cada produto ainda estão disponíveis. Outra opção é inserir uma contagem regressiva no seu email marketing - já existem plugins que possibilitam a inserção de um contador na sua mensagem de maneira fácil e rápida.

6. Autoridade

Coloque-se no mercado como a grande autoridade no produto ou serviço que fornece, e os consumidores prestarão mais atenção em você. Compartilhe conteúdo sobre a sua área de atuação, e não deixe de divulgar suas entrevistas e/ou aparições na imprensa para que a sua reputação se fortaleça.

7. Dores

Mostrar que você conhece as dores do seu consumidor e que pode ajudar a resolvê-las também é um excelente gatilho mental. Por exemplo, se você trabalha com aquecedores, promovê-los como a solução para o frio será uma boa estratégia para aumentar as suas vendas.

Leia também:
Como o neuromarketing pode ajudar sua campanha digital

Passos para a criação de uma campanha de email marketing

1º passo: Planejamento

O primeiro passo para criar um email marketing bem sucedido é parar e pensar com calma nos objetivos da sua mensagem. Você pode enviar um email marketing por muitos motivos: para fechar vendas, para se relacionar com os seus clientes, para convidá-los a visitar seu blog, ou muitos outros. É imprescindível que você saiba o que deseja e crie a sua mensagem com cuidado para que seus clientes façam exatamente o que você quer.

2° passo: Contatos

Definiu seus objetivos? Agora é hora de criar uma lista com os contatos que irão receber a sua mensagem. A coisa mais importante que você deve saber sobre a lista de contatos é que ela deve ser composta somente por pessoas realmente interessadas no que você tem a dizer.

3° passo: Envio

Depois de construir sua lista de contatos, é hora de escolher um serviço para fazer o envio do seu email marketing. É fundamental que você utilize um serviço específico para isso, já que mensagens enviadas por ferramentas como o Gmail são consideradas SPAM (e o próprio serviço impede o envio de mensagens em massa).

Com uma ferramenta específica, você tem acesso a uma série de funcionalidades que serão muito úteis para que você possa divulgar a sua empresa da melhor maneira possível. Nossa sugestão, claro, é o Nitronews. Para quem está iniciando temos o nosso plano gratuito. Você pode agendar seus envios, dividir seus contatos em listas e ver as estatísticas de cada envio.

Para abrir sua conta gratuita, clique aqui: https://www.nitronews.com.br/

4º passo: Conteúdo

Após definir o seu objetivo, é hora de planejar e elaborar a mensagem. Selecione boas fotos e escreva um texto impecável, voltado para o seu público-alvo. Não esqueça de inserir um botão de call to action bem chamativo, para que o seu cliente não perca a oportunidade de clicar e efetuar a ação que você deseja. Caso você não tenha experiência em design e programação, com o editor do Nitronews você pode criar sua mensagem facilmente através dos modelos pré-estabelecidos onde você só arrasta e solta os elementos que deseja inserir na sua mensagem.

5º passo: Frequência

Depois da criação da sua mensagem, você tem que definir qual será o dia e horário do envio para seus contatos. Não existe uma fórmula pronta para isso: algumas mensagens têm uma performance melhor durante a semana, no meio do expediente, enquanto outras funcionam melhor durante o final de semana. A nossa dica é que você analise o seu público-alvo e tente prever o seu comportamento. Se você quer falar com um público que passa boa parte do dia offline, tente enviar à noite ou nos finais de semana. Mas se você quer falar com pessoas hiperconectadas, qualquer hora é hora.

6º passo: Relatórios

Após o envio do seu email marketing, é hora de analisar os resultados. O Nitronews oferece uma série de relatórios, e a nossa recomendação é que você preste muita atenção a cada um deles. Através dos relatórios você poderá determinar se enviou o email no horário certo, se o botão de call to action realmente recebeu muitos cliques, se a sua linha de assunto funcionou, entre outras coisas. Com essas informações, você será capaz de fazer as alterações necessárias em seus próximos envios, e ter sempre os melhores resultados possíveis com o email marketing.

Produzindo o conteúdo do seu email marketing

Termos que devem ser evitados no email marketing

Mesmo que você esteja conduzindo a sua campanha de email marketing de maneira ética e bem estruturada e esteja oferecendo promoções irresistíveis para seus clientes, algumas coisas podem atrapalhar o envio da sua mensagem (e o consequente sucesso da sua campanha). Um dos riscos que você corre é da sua mensagem cair na caixa de spam do seu destinatário. Alguns detalhes podem ser determinantes para que os servidores de email classifiquem a sua mensagem como SPAM ou não - e isso é muito importante para que possam definir em qual caixa ela vai cair, na de entrada ou na de lixo eletrônico.

Confira algumas medidas simples que você pode adotar durante a elaboração da sua mensagem para ter certeza de que seu email marketing será entregue corretamente:

Mais adiante falaremos mais sobre os termos a serem evitados no email marketing, com exemplos de termos que fazem com que os leitores de email acendam o sinal de alerta para as mensagens.Se você deseja se aprofundar no assunto, leia também: Como vencer os filtros anti-SPAM

Use e abuse das palavras-chave no seu email marketing

O termo palavra-chave é velho conhecido de quem aplica estratégias de SEO em seu site ou blog. A palavra-chave é que vai permitir que o seu conteúdo seja encontrado através dos mecanismos de busca e novos clientes cheguem até o seu ambiente digital. Mas você sabia que também pode (e deve) usar palavras-chave no seu email marketing?

Obviamente o conteúdo da sua newsletter não será exibido nos resultados de buscas de ferramentas como o Google e o Bing, mas mesmo assim o uso de palavras-chave pode fazer diferença tanto no seu planejamento quanto no resultado final do seu envio – especialmente quando combinado com outras estratégias, como segmentação do público, conteúdo de qualidade e um visual caprichado.

Na hora do planejamento, utilize palavras-chave para pensar nas suas campanhas. Esquematizar seu envio dessa maneira permite que você pense na sua peça como um todo, e tanto o visual quanto o conteúdo pode ser realmente alinhado com a sua palavra-chave. Isso torna a criação mais focada e mais eficiente.

E o uso de palavras-chave também torna mais fácil que o consumidor identifique o conteúdo do seu email mais rapidamente, decidindo assim a abertura ou não do seu email. Se a sua palavra-chave é tênis, não deixe de mencioná-la, tanto no assunto quanto no conteúdo. Dessa maneira, o cliente que está precisando de um tênis novo vai identificar imediatamente que o conteúdo daquele email o interessa. Faça isso de maneira orgânica, e verá que grandes resultados podem vir dessa estratégia.

Utilize a linguagem certa no seu email marketing

O seu email marketing será ainda mais bem sucedido e relevante se você conseguir adaptar a linguagem ao seu público-alvo. Uma audiência refinada, consumidora de produtos de luxo, certamente não gostará de receber mensagens com gírias e referências a fenômenos populares. Portanto, tenha sempre o cuidado de escrever exatamente para o seu consumidor.

Estimule a interação para engajar clientes

Em um relacionamento saudável as duas partes têm voz, certo? Então não coloque a sua marca em um pedestal: o seu cliente pode e deve interagir com você!

Inclua em seu email marketing conteúdos que estimulem a interação. Faça perguntas, brincadeiras, enquetes. Convide o consumidor a contar a sua história, especialmente as que envolvem a sua marca. Essa é uma excelente maneira de engajar clientes!

Melhore seus resultados com o teste A/B

Quem trabalha com marketing sabe a importância de estar em constante evolução quando o assunto é conteúdo, formatos e outros detalhes das campanhas de email marketing. E para avaliar quando essas mudanças devem ser realizadas – e como devem ser realizadas – a melhor maneira é fazer um teste A/B entre os assinantes da sua newsletter.

O teste A/B é simples de ser realizado e pode trazer ótimos insights para os seus planejamentos futuros. Ele consiste em dividir a sua base de contatos em dois grupos e enviar dois emails marketing diferentes, um para cada um desses grupos. Tente manter os grupos equilibrados, com representantes nas mesmas faixas etárias, localizações, etc, para ter um resultado fiel à realidade.

Você pode mudar o conteúdo, o posicionamento dos botões, as imagens, as cores, e o que mais pensa em renovar nas suas campanhas. Também é interessante mudar a linha de assunto em cada email, para ver qual chamada prende mais a atenção do seu consumidor e promove uma maior taxa de aberturas. Você também pode aproveitar o teste A/B para testar os envios em diferentes horários e dias da semana, e verificar se os resultados são mais promissores.

O próximo passo é observar o comportamento dos dois grupos diante das mudanças. Seu consumidor abriu mais o email com a nova linha de assunto? Comprou mais com o novo botão de call-to-action? Compartilhou mais a sua mensagem? Utilize as ferramentas de relatório do Nitronews para analisar detalhadamente as ações dos dois grupos, e veja qual dos disparos trouxe melhores resultados para a sua empresa.

A partir desses dados, fica muito mais fácil observar os erros e acertos da sua atual campanha, e definir onde serão implementadas mudanças em seus próximos disparos.

Parte Técnica

Evitando a caixa de Spam - Entregabilidade de emails

Todos sabemos que para uma campanha de email marketing, a entregabilidade dos emails é um dos fatores mais importantes. Portanto, precisamos garantir que os emails cheguem em sua imensa maioria na caixa de entrada, fazendo com que estes emails fujam da caixa de spam e das rejeições.

Para alcançarmos isso, é extremamente importante elaborarmos estratégias e também utilizar as boas práticas de email marketing. Algumas configurações são muito importantes para que você tenha boas taxas de entregabilidade, e é isso que iremos mostrar em seguida.

Hard e Soft Bounces

Bounces ocorrem quando uma entrega não é realizada por algum motivo específico, seja ele definitivo ou temporário. Bounces são sinônimos de rejeições, e temos dois tipos de Bounces: o ‘Hard’ Bounce e o ‘Soft’ Bounce. Traduzindo para o português, teríamos a rejeição ‘pesada’ e a rejeição ‘leve’, sendo a primeira um problema mais sério, e a segunda, um problema menor e de mais fácil resolução. Agora, vamos explicar o que significam cada um desses bounces.

Reputações de IP e Domínio

As reputações de IP e Domínio também são extremamente importantes para uma boa entregabilidade. Por meio delas, você pode medir se terá uma chance maior ou menor de conseguir entregar o email a seu destinatário com sucesso.

A reputação do IP é mais uma ciência. Para avaliá-la, algumas importantes métricas são levadas em conta como: o conteúdo do email, quantidade de emails enviados, frequência de emails, quantidade de rejeições, denúncias e quantidade de spam.

A reputação do Domínio está diretamente relacionada à reputação do IP, visto que uma das métricas para determiná-la é o quão bem está avaliado o IP. Além disso, a outra métrica é o comportamento do domínio, algumas configurações como o SPF (Sender Policy Framework) e o DKIM (DomainKey Identified Mail).

Autenticação de Domínio

ANos dias de hoje, as medidas de proteção tomadas pelos ISPs estão cada vez mais avançadas, visando proteger suas redes e domínios. Na mesma medida, os spammers também estão usando técnicas cada vez mais sofisticadas para tentar burlar essas proteções.

Uma das técnicas utilizadas é a de falsificação de emails. Com eles, os spammers tentam se passar por outros. Dessa maneira, a função dos ISPs é tentar evitar que essas técnicas sejam utilizadas por alguns meios de autenticação. Iremos citar os quatro mais comuns, e que podem ser usados também na plataforma Nitronews:

Aquecimento de IPs

Por mais estranho que o nome possa parecer, o aquecimento de IPs é um dos passos mais importantes para ter uma boa entregabilidade de email. Aquecer os IPs é uma prática realizada para aumentar os seus envios de forma gradual, a fim de estabelecer a legitimidade de seus envios perante os filtros de SPAM. O aquecimento de IPs irá estabelecer uma reputação para os seus envios, contudo, esta reputação não é permanente: ela poderá ser alterada a qualquer momento, dependendo dos seus envios. Visando ensinar a como fazer um bom aquecimento de IPs, daremos algumas dicas aqui para que a sua reputação seja boa ao aquecer seus IPs

Conteúdo das Mensagens

Assim como é importante ter seu domínio autenticado e IPs aquecidos, uma boa reputação é igualmente importante que a mensagem esteja bem feita, dentro dos padrões necessários para realizar um bom email marketing. Isto é: ter um design bem definido, evitar utilizar certos termos no assunto, evitar usar caixa alta e ter uma boa proporção entre imagens e texto.

Filtros Anti-Spam

Um dos grandes inimigos de quem cria campanhas de email marketing são os filtros anti-SPAM. Por mais que o usuário tenha se cadastrado em seu mailing, é possível que suas mensagens sejam retidas em um desses filtros. E nesse caso quem perde é você, que desperdiçou tempo e recursos para criar uma mensagem que provavelmente não será lida. Afinal, são poucos os usuários que checam suas caixas de SPAM. Portanto, a melhor solução é evitar os filtros anti-SPAM. Aqui, lhe mostramos alguns filtros-antispam:

Filtro Bayesiano
O filtro Bayesiano é um dos mais comuns, e “varre” as mensagens de email antes que elas cheguem até a caixa de entrada do usuário. Se ele reconhecer alguns padrões comuns a mensagens não solicitadas, seu email será classificado como SPAM. Para evitar que isso aconteça, não use termos como “free”, “grátis”, “clique aqui” no campo de assunto da sua mensagem. Também evite o uso de cor vermelha no texto, caixas altas e pontos de exclamação em excesso.

Blacklists
Alguns servidores de email tomaram uma medida mais drástica contra os SPAM: simplesmente passaram a bloquear os IPs que enviam mensagens não solicitadas, que vão para uma blacklist (ou lista negra, em bom português). Para evitar cair em uma dessas listas, o recomendado é sempre enviar email marketing com permissão do seu cliente. Sair de uma blacklist é muito difícil, portanto tenha sempre em mente as boas práticas de email marketing antes de criar as suas mensagens.

Reclamações de Spam

As reclamações de spam são ações que os usuários que recebem as mensagens podem fazer de maneira manual, caso achem que o conteúdo da mensagem recebida se encaixa em spam/abuso, quanto mais reclamações um domínio tiver, pior será sua reputação e consequentemente pior serão os seus resultados. A seguir, mostramos algumas reclamações mais frequentes e o motivo delas ocorrerem:

1 – Não é dito de forma clara aos assinantes os motivos pelos quais eles devem se inscrever para receber e-mails e quando começarão a recebê-los. Solução: Fornecer dados no formulário web, mensagem de confirmação e mensagem de boas vindas que permitem aos assinantes saber o que está acontecendo e o que precisa fazer (se confirmar, verificar e-mail, etc.).

2 – Conteúdo não solicitado. Se os assinantes recebem uma informação que não lhe foi solicitada, isso é SPAM. Deve-se ter cuidado ao enviar informações sobre produtos ou conteúdos que se enquadram em determinada categoria. Por exemplo: se alguém se inscrever para receber receitas de cozinha, não se deve enviar ofertas para fornecimento de cozinha. Solução: se você não tiver certeza sobre o conteúdo que está para enviar em seu email marketing, não envie! Se você executar várias listas, certifique-se de que apenas a lista que você solicitou irá receber a informação.

3 – Endereço inválido. Os assinantes nunca serão capazes de responder com alguma dúvida ou preocupação se eles receberem mensagens de um endereço pelo qual não será possível contato – e-mail inválido. Isso pode ser frustrante e levar a queixas. Solução: Convide à comunicação. Chame seus assinantes para lhe dar feedback das ações e diálogos nas redes sociais. As pessoas gostam de falar com outras pessoas, não com empresas. Isso é uma lição valiosa de marketing digital.

4 – Falta de marca na empresa. Se o nome e o endereço estão na mensagem, mas ela não é relacionada com o domínio pelo qual foi enviada ao assinante, ele pode não reconhecer a mensagem e concluir que é SPAM. Solução: Sempre mantenha sua marca consistente. Verifique se o nome de seu site corresponde ao nome enviado nas mensagens. Inclua o mesmo logotipo em todas suas campanhas e use a mesma assinatura.

5 – Esconder o link de cancelamento de assinatura. Se houver um grande espaço entre o final do conteúdo e o link para cancelar a assinatura, torna-se mais difícil anular o recebimento de mensagens pelos assinantes que desejam cancelar. Isso pode gerar queixas, reclamações e até ações contra sua empresa. Solução: inclua um link de cancelamento extra em seu cabeçalho. Isso facilita ao assinante, caso ele queira cancelar o recebimento das mensagens de e-mail.

Spam Traps

Os spam traps, em português, armadilhas de spam, são contas falsas utilizadas pelos provedores de email para encontrar quem estaria enviando spam. Caso haja uma captura por parte dos provedores, é possível que as suas mensagens sejam frequentemente colocadas na caixa de spam do seu destinatário.
Temos dois tipos de Spam Traps: o Puro e o Reciclado.

Emails Antigos e Inválidos

Os emails antigos e inválidos irão gerar hard bounces automaticamente e além disso, alguns podem ser spam traps o que irá reduzir a sua reputação de domínio. A solução para isso é sempre manter suas listas higienizadas e segmentadas.

Engajamento

O sucesso de uma ação em email marketing pode ser medido por diferentes réguas. Entre as mais comuns estão a quantidade de usuários que receberam, abriram, leram, clicaram ou responderam de alguma maneira ao call to action deixado pela mensagem que você enviou. Isso é, portanto, medir o engajamento. Conheça algumas delas:

Visualizações – é o primeiro sinal de engajamento dos seus assinantes. Essa métrica traduz quantas aberturas de mensagem aconteceram. Um índice alto de visualizações significa que sua marca já é bastante conhecida e inclusive bem-vinda na inbox do público.

Visualizações únicas – é a quantidade de usuários individuais que abriram suas mensagens. Se o número de visualizações for maior do que o número de visualizações únicas, você tem algo a comemorar, pois isso significa que alguns usuários estão abrindo o sua mensagem mais de uma vez!

Cliques – representa o número de cliques que uma peça de email marketing recebeu. Logicamente, esse índice aponta que o envolvimento do usuário com a sua campanha foi além do simples olhar e avançou ao campo da ação. Mas não se assuste se esse índice aparecer baixo: certifique-se de que esteja divulgando links realmente apropriados na sua newsletter.

Cliques únicos – índice de quantos usuários individuais clicaram em links de suas peças. Um número de cliques maior do que de cliques únicos aponta maior aceitação e envolvimento do público com a sua campanha.

Blacklists

Em grandes empresas onde existe um administrador de sistemas, é comum que esse profissional bloqueie alguns IP’s e/ou domínios que comprometem o bom funcionamento da rede. Entre os recursos que entram nessa verdadeira lista negra estão remetentes de email, que podem ser bloqueados temporária ou permanentemente por conta de campanhas mal planejadas que prejudicam os seus destinatários.

Enviar email marketing fora das boas práticas pode comprometer os clientes de diversas maneiras. Além das mensagens não solicitadas, alguns desses emails podem consumir muitos recursos do servidor, provocando caixas de email cheias e sem espaço para receber as mensagens de trabalho. Por isso são criadas as blacklists, para bloquear os remetentes que extrapolam os limites do bom senso e garantir o melhor funcionamento da rede.

Para facilitar o trabalho dos profissionais de TI, existem blacklists colaborativas, onde os maus remetentes são reunidos. As mais conhecidas, e que podem causar um prejuízo enorme para a sua campanha são: ZEN Spamhaus, SURBL, URIBL, Barracuda Central, SpamCop, Senderscore, SORBS, AHBL, Abuse.ch e RATS-NoPtr. Mas como evitar que o seu domínio caia em uma blacklist?.

Whitelists

As whitelists são o contrário das blacklists, é uma lista que indica que o remetente da mensagem é confiável e que a mensagem não necessita ser rejeitada, ou cair no lixo eletrônico. Cada cliente de email possui seu próprio serviço de whitelist, dessa maneira, se você não possui uma boa reputação, ou ainda necessita ter resultados melhores, pode ser necessário que você solicite a seus contatos que coloque seu remetente na whitelist do serviço utilizado por eles.

Baixe nosso E-book Queremos Inbox!

Quando você envia uma campanha de email marketing, é natural que espere que a sua mensagem chegue até a caixa de entrada do seu contato. Porém, isso nem sempre acontece e muitas vezes sua mensagem vai parar na caixa de SPAM. Isso acontece por várias razões, que explicamos nesse ebook. Entre outros assuntos você vai ver:

Faça o download no link a seguir: https://blog.nitronews.com.br/ebook/queremos-inbox/

Autenticação e Segurança

DNS Reverso

Ao natural, o DNS funciona ao ‘resolver’ o seu domínio para um endereço IP de sua correspondência, o DNS reverso, no entanto, irá resolver o endereço IP ao obter um domínio associado ao host. Ao utilizar o DNS reverso, servidores conseguem obter a autenticidade de endereços ao verificar se o endereço IP atual irá corresponder ao endereço IP informado pelo servidor DNS, essa prática irá evitar a utilização imprópria de endereços para o envio de spam, por exemplo.

SPF

O SPF (Sender Policy Framework) é uma configuração que evita que outros domínios da internet utilizem um determinado domínio para enviar emails não autorizados. Esta é uma configuração que deve ser feita no editor DNS de uma determinada hospedagem por meio de uma entrada TXT que irá determinar quais são os domínios que poderão realizar envios para um determinado domínio.

DKIM

A tecnologia DKIM consiste em assinar sua mensagem com uma chave que será autenticada através do seu domínio. Com esta assinatura o servidor que estará recebendo este envio verá a autenticidade da sua mensagem. Isto ajudará seu envio a chegar na caixa de entrada do contato. A assinatura DKIM é configurada no painel de controle da sua hospedagem, na área de gerenciamento de DNS. Este procedimento consiste em criar uma entrada do tipo CNAME.

Subdomínio

Servidores de e-mail ao receberem uma mensagem, verificam se quem realizou o envio possui permissão para enviar. Alguns serviços, como o Terra, por exemplo, fazem uso desta verificação para determinar se a mensagem irá para a caixa de entrada ou para a caixa de spam.

É altamente recomendado que um subdomínio seja configurado com o domínio utilizado como remetente. Quando essa configuração não é feita, as imagens e links são enviados com um link padrão do sistema o qual pode gerar desconfiança por parte do contato que não conhece este endereço.

A partir do momento que esta configuração é efetuada, todos os links e imagens vão ser enviados com o domínio do remetente. No Nitronews, essa configuração substitui a necessidade de configurar o SPF no domínio.

DMARC

DMARC é um sistema autenticador de email, designado para detectar e prevenir que enviem mensagens de email a partir do seu domínio. A intenção é combater certas técnicas costumeiramente usadas em phishing e spam, como emails com falsos endereços de remetentes que parecem ser originados de empresas legítimas.

Além disso ele permite definir o que fazer se a mensagem realmente não for do remetente, rejeitar ou colocar em quarentena. Caso você tenha o DMARC e não tenha Subdomínio e DKIM configurados, o envio realizado através do Nitronews será rejeitado pelo seu contato.

Para identificar a entrada DMARC que está configurada, basta consultar as entradas do tipo TXT no _dmarc.seudomínio.com. Caso a política configurada no domínio seja quarentena, a mensagem irá direto para caixa de SPAM ou Quarentena. Política Quarentena: "v=DMARC1; p=quarantine"

Caso a política configurada no domínio seja reject, a mensagem não será entregue ao destinatário. Política Reject: "v=DMARC1; p=reject;"

É uma forma de impedir que enviem emails a partir do seu domínio, sem sua autorização. Então, se você tiver essa configuração, o Nitronews não poderá fazer envios do seu domínio, a não ser que você dê permissão. A forma de dar essa permissão, é fazendo as configurações DNS (DKIM e Subdomínio).

É importante não desconfigurar o DMARC pois esta entrada é importante para segurança do seu domínio.

Whitelabel

Whitelabel em email-marketing refere-se a uma plataforma/sistema/aplicação que pode ser renomeada e personalizada e que pode ser revendida para os clientes. É o que várias plataformas de email-marketing utilizam para liberar sua plataforma para agências de marketing que irão personalizar a plataforma conforme desejarem e posteriormente revender os planos da plataforma para seus respectivos clientes.

Sender ID

O Sender ID é similar ao SPF, ele verifica o endereço de IP do remetente para ver se está de acordo com o proprietário do domínio. A diferença é que o Sender ID utiliza um algoritmo PRA que verifica o conteúdo da mensagem por focar no remetente da mensagem.

Feedback Loop

O feedback loop é um serviço oferecido por alguns provedores de internet que irá reportar a quem realizou envios quem colocou a mensagem no lixo eletrônico ou denunciou como spam. Este serviço é utilizado principalmente para auxiliar a quem realiza envios a manter sua lista de contatos limpa e atualizada. Sempre que houver uma denúncia de spam, o remetente da mensagem deve tomar alguma ação, seja modificar o conteúdo da sua mensagem, retirar o contato da lista utilizada, etc.

Abuse@suaempresa.com.br

Estes endereços servem unicamente com o propósito de receber as denúncias de abuso/spam. Eles existem para que todas as denúncias estejam unificadas em um único endereço, facilitando o processo de higienização de suas listas ou de modificação de seu conteúdo para evitar futuras denúncias. Este é um padrão mundial que muitas empresas utilizam para coletar suas denúncias.

Whois

O WHOIS, cujo nome vem da expressão de língua inglesa “who is” (quem é), é um mecanismo que registra domínios, IPs e sistemas autônomos na Internet e que serve para identificar o proprietário de um site. Alimentado por companhias de hospedagem, ele reúne todas as informações pertencentes a uma página, seja ela atrelada, no Brasil, a um CNPJ ou a um CPF.

Tecnicamente falando, o WHOIS é um protocolo TCP que tem como objetivo consultar contato e DNS. Ele apresenta, geralmente, três principais linhas de contato do dono de um website, o contato administrativo, o contato técnico e o contato de cobrança. Além disso, são exibidos telefones e endereços físicos.

Métricas de Email Marketing

Entregas

As entregas seriam os emails que não foram rejeitados, ou seja, que saíram do servidor de origem e chegaram ao servidor de destino, sem necessariamente estar na caixa de entrada ou na de spam, visto que quando a mensagem é entregue ao servidor de destino, ela pode ser bloqueada pelo serviço de email do destinatário, mesmo sendo entregue ao servidor.

Taxa de abertura

A taxa de abertura mostra quantas pessoas abriram o seu email, e é um excelente termômetro para avaliar a qualidade da linha de assunto do seu email, e também para verificar se você está enviando as suas mensagens no melhor horário do dia.

Taxa de cliques

É o número de pessoas que clicam nos links / banners / imagens do seu email marketing. Isso não significa que esses usuários realizaram alguma compra ou ação, mas sim que se interessaram a ponto de querer saber mais sobre o seu produto ou serviço. O mercado considera que 3% é um número aceitável na taxa de cliques, se a sua porcentagem for menor que essa você pode repensar os elementos do email marketing nos seus próximos envios.

Geolocalização

Esta métrica informa a localização da abertura do e-mail dos seus contatos, ou seja, esta métrica irá mostrar quais determinados contatos abriram/clicaram a mensagem em São Paulo, quem abriu/clicou a mensagem em Teresina, quem abriu/clicou a mensagem em Rio Branco, e mesmo quem abriu/clicou a mensagem em Luanda, Dakar ou até mesmo Freetown, em Serra Leoa. Esta métrica servirá para que você possa segmentar a sua lista de contatos, por exemplo, por localização.

Aberturas por período

Esta métrica serve para mostrar as aberturas por dia ou por hora, ou podendo ser por mês, semana, etc. Essa métrica poderá lhe mostrar qual o horário mais indicado para realizar seus envios ou mesmo qual o dia mais indicado.

Conversões

A taxa de conversão é aquela que determina o número de pessoas que efetivamente realizaram a ação que você desejava quando enviou o email: efetuaram uma compra, se cadastraram, baixaram um ebook, etc. Com ela você pode avaliar todos os aspectos de seu email marketing e, mais ainda, o apelo do seu produto ou serviço junto ao público-alvo.

Apresentamos uma série de novos conteúdos, que será especialmente útil para profissionais de marketing que procuram maneiras de gerar mais conversões com as suas campanhas.

Faça o download no link a seguir: https://www.nitronews.com.br/blog/ebook/conversoes/

Rejeições

Não é um número fácil de ser encarado, mas é fundamental para o sucesso das suas próximas campanhas: a taxa de rejeição mostra o número de emails que foram rejeitados pelo servidor de email. Alguns podem ter sido rejeitados temporariamente, por causa de uma caixa de entrada cheia por exemplo, e outros de maneira permanente, como no caso de emails inexistentes. É fundamental que você faça a higienização da sua lista de contatos periodicamente para se certificar de não ter muitos emails rejeitados a cada envio, pois isso pode prejudicar a reputação das suas campanhas futuras.

As rejeições podem ter diversos motivos: entre eles podemos ter caixa de entrada cheia, spam, usuário inválido, domínio inválido, bloqueio do servidor por falta de autenticação do domínio, etc. Cada uma dessas rejeições determina uma ação a ser feita para mitigar esses problemas.

Marcação de spam

Esta métrica seria todos os destinatários que receberam a mensagem e a colocaram manualmente na caixa de spam. Esse dado é muito importante para que você possa higienizar sua lista.

Descadastro

O descadastro seriam os contatos que não desejam mais receber a sua mensagem por algum motivo determinado, eles realizam essa ação manualmente, podendo, ou não, manifestar uma razão para isso.

Veja quais são os principais motivos para o descadastro de emails, e ajuste suas campanhas para evitar que o opt-out aconteça:

Envio de emails para contatos não cadastrados
A gente sempre bate na tecla da importância de conquistar os contatos para a sua lista de forma ética, e não é por acaso: enviar emails não solicitados é péssimo para a imagem da sua empresa e pode prejudicar todos os seus envios futuros. Comprar listas de emails é prática de SPAM, e se o cliente apenas solicitou o descadastro você ainda está em vantagem. O mais correto seria sinalizar sua mensagem como SPAM.

Envio de emails em excesso
Entendemos a vontade de manter contato constante com os seus clientes, mas emails em excesso podem ser incômodos para os destinatários. Use o bom senso para determinar o número ideal de envios para os seus clientes.

Envio de emails não segmentados
Imagine que você recebe emails constantes sobre um assunto que não lhe interessa. O passo natural é solicitar a exclusão do seu email do mailing, certo? Por isso é tão importante segmentar a sua lista e enviar apenas mensagens que realmente interessam aos seus clientes.

Glossário do email marketing

Alguns termos utilizados na construção e métricas das campanhas de email marketing são muito específicos, e podem deixar os profissionais de marketing com dúvidas. Para auxiliá-los no entendimento do conteúdo publicado aqui, preparamos uma lista com alguns desses termos. Consulte sempre em caso de dúvida

Above the fold

Significa "acima da quebra". Esta expressão refere-se à parte visível do email, por isso é a parte mais "rica" do email, onde acontece o primeiro contato visual do leitor com sua campanha de email marketing.

Alt (texto alternativo)

é um texto utilizado para descrever a imagem antes de seu carregamento

Anexo

é um arquivo que será enviado junto a seu email

API

API é a sigla de Application Programming Interface, que em português significa Interface de Programação de Aplicações. Elas são uma forma de integrar sistemas, possibilitando o intercâmbio de informações entre diferentes linguagens de programação de forma segura.

Assunto

É o título do email. É ele que será mostrado primeiramente nas caixas de entrada de seus destinatários, é um dos mais importantes recursos em email marketing

Autenticação

É um termo que irá se referir diretamente à entregabilidade de suas mensagens. Havendo uma autenticação, tanto de seu domínio, quanto de outras opções, você obterá uma melhor entregabilidade. Exemplos: DKIM, SPF, DMARC, etc

Automação

Automação é o processo de utilização de software e tecnologia para automatizar tarefas repetitivas no seu cotidiano. Por exemplo: respostas automáticas de email.

Autorresponder

É uma das formas de automação de emails, com ela, você terá a simples função de responder automaticamente a alguns emails que chegam à sua caixa

B2B

A sigla significa Business to Business, ou Negócio para Negócio. Quando falamos de B2B, estamos falando de empresas que fornecem produtos ou serviços para outras empresas, e não para o consumidor final.

B2C

A sigla significa B2C, Business para Cliente, ao falarmos de B2C, falamos de empresas que fornecem os serviços diretamente para o consumidor final.

Big Data

É uma análise de dados feita que pode melhorar suas campanhas de marketing, tendo resultados mais precisos e podendo obter melhor contato com os clientes.

Blacklist

É uma lista que contem todos os emails que são considerados indesejados, seja por serem emails de envio de SPAM ou de conteúdo inapropriado.

Block

É um email que é bloqueado de chegar ao servidor de destino. Diversas razões podem ser associadas a isso, seja por falta de autenticidade, seja por um email estar em blacklist.

Bounce

É um termo utilizado para descrever as rejeições. Há dois tipos de bounces, o hard bounce, causado por domínios e usuários inválidos e o soft bounce, como erros mais simples como caixa de entrada cheia.

Bounce Rate

É a taxa de rejeição, divide-se o número de rejeições pelo número de emails enviados.

Bulk Mail

É um termo em inglês que indica que uma mesma mensagem é enviado para um número grande de pessoas.

Cabeçalho

Cabeçalho é o topo do email marketing - e, geralmente, a primeira coisa que o usuário visualiza quando abre a sua mensagem.

Call to Action (ou CTA)

É a chamada para ação que você insere no seu email marketing, geralmente através de um botão. É o famoso “compre aqui”, ou “cadastre-se”, ou “visite”.

Campanha

Pode ser divida em duas definições: ou é uma simples mensagem de email marketing com a finalidade de divulgar algo, seja um produto ou um serviço. Ou pode ser um conjunto de diversas mensagens de email marketing, virando uma 'campanha' de marketing.

Campos personalizados

São os campos onde você pode inserir informações personalizadas para o seu cliente no email marketing. Por exemplo, em uma mensagem onde o cliente é chamado pelo nome, o nome é o campo personalizado.

CAN-SPAM

É a lei norte-americana que regulamenta o uso irregular de email marketing. É a versão americana do CAPEM.

CAPEM

É a sigla que representa o Código de autorregulamentação para prática de email marketing, elaborado por diversas organizações para regular e melhorar o uso do email marketing no Brasil.

Clickthrough

É o ato de clicar em um link em um email marketing

Conversão

É quando o cliente realiza a ação que você queria quando enviou o email marketing. Exemplos: visitar o site, seguir nas redes sociais, efetuar a compra.

CPA

É o custo para gerar um contato, ou um lead, basicamente é o custo de uma campanha dividido pelo número de contatos.

CPC

É o que se calcular para verificar o quanto custa um clique na mensagem. É o valor total da campanha dividido pelo número de cliques.

CRM

É um sistema de gestão de relacionamento de clientes, nele é possível ter um cadastro completo de clientes, a quantidade de vendas, etc, geralmente se tem todos os dados referentes a clientes nele.

CSS

Cascading Style Sheets (folhas de estilo em cascata) é o que forma o estilo/design às páginas de internet. Ele pode ser inserido em um arquivo .css que será relacionado diretamente a um arquivo HTML, no mesmo arquivo HTML, ou no que chamamos inline, que é o que recomendamos para email marketing

CTR

É a métrica que indica quantos cliques ocorreram na mensagem.

Deploy

É o ato de implementar uma campanha de email marketing.

Descadastro

É o ato de solicitar o não recebimento de mais mensagens a partir de um determinado contato.

Design Responsivo

É o design que é pronto para uso e adequado tanto para dispositivos móveis quanto para dispositivos desktop.

DKIM

É um sistema de assinatura de mensagens que serve para verificar a autenticidade de um e-mail. É feito no editor de DNS da hospedagem, geralmente em formato CNAME ou TXT

DMARC

É um protocolo utilizado para reduzir a utilização inadequada de email de terceiros, phishing, e de fraudes. Todos os principais provedores de email utilizam tal protocolo.

DNS

Em bom português, é um serviço que resolve os nomes dos domínios em endereços IP.

DNS Reverso

É o contrário do DNS, no caso, um endereço IP será validado por meio de um domínio. É utilizado para descobrir endereços inválidos.

Double Opt-In

Processo no qual consiste de dois passos para que um determinado lead entre na lista de email e possa receber tais mensagens de um determinado contato. Os passos necessários são: cadastro do email, confirmação do cadastro.

Dynamic Content

É um conteúdo que muda conforme seus interesses de acordo com as regras estabelecidas antes do envio deste conteúdo.

E-book

O termo significa Electronic Book em inglês - ou “livro eletrônico” em português. E-books são livros que podem ser criados e publicados digitalmente por qualquer indivíduo, mas têm sido utilizados frequentemente por empresas que desejam dividir seus conhecimentos e captar novos clientes no processo.

Editor arrasta e solta

É o recurso que permite que os usuários criem mensagens de email marketing apenas arrastando e soltando os elementos que desejam inserir, de maneira fácil e intuitiva.

Email client

É o nome do aplicativo dos leitores de email, também chamados de ESPs

Emails entregues

É a quantidade de emails que não foram rejeitados

Email de nutrição

Emails que são parte de um fluxo de nutrição.

Email de texto simples

Email enviado sem qualquer forma de CSS, é constituído apenas de texto.

Email patrocinado

É um email enviado patrocinado por uma marca, ou seja, uma marca adquiriu os direitos publicitários em um email ou uma série de emails.

Email Service Provider

São empresas que prestam serviços para clientes.

Email transacional

É um email enviado que se refere à uma transição.

Email marketing

É o marketing realizado por email. São mensagens que as empresas enviam em lote por email para divulgar seus produtos ou serviços aos usuários, que são convidados a realizar ações através do call to action.

Endereço físico

São endereços que aparecem no rodapé de uma mensagem. No Brasil, raramente isso ocorre, contudo, nos EUA, isso é obrigatório na prática de Email Marketing.

Escaneabilidade

É o elemento que faz com que o texto possa ser lido de maneira clara e rápida.

Falso positivo

É que ocorre quando alguém escolhe receber determinados emails, contudo esses emails acabam sendo bloqueados por spam.

Feedback Loop

É um utilitário que serve para alertar aos usuários sobre quais emails são enviados para a lixeira ou para o lixo eletrônico (spam).

Feed RSS

é um email enviado automaticamente sempre que o conteúdo de uma determinada página é atualizado.

Filtro de email

É um mecanismo que filtra as mensagens que chegam à caixa de entrada. São as famosas abas 'Social' e 'Promoções' do Gmail e Outlook, por exemplo. Elas também são usadas para bloquear a entrada emails ou jogá-los para a caixa de SPAM.

Firewall

Geralmente é um programa que define a segurança e o controle de acesso a uma rede privada. Possui regras para autorizar ou proibir, gerenciando totalmente o controle de acesso a arquivos, pastas, softwares. No caso do email-marketing, pode ser listado para que determinados domínios/emails não sejam entregues ou sejam entregues.

Fluxo de nutrição

Sequência de emails com a finalidade de incentivar ao usuário que recebe a mensagem de fazer com que ele siga o funil de vendas.

Funil de Vendas

representação geralmente em forma de pirâmide invertida que mostra os usuários sem predisposição de compra, até os possíveis compradores.

GIF

é uma imagem popular e geralmente mais leve que pode conter uma animação.

Google Adwords

é um serviço do Google para a criação de anúncios pagos, visando aumentar a visibilidade das páginas.

Google Analytics

serviço do google que mantem as estatísticas de visitantes e visualizações

Growth Hacker

é uma profissão que visa fazer com que haja crescimento de leads

Hard Bounce

São as rejeições que não possuem uma solução, geralmente são envios para endereços inexistentes.

Heading Tags

São recursos em HTML que servem para indicar títulos. Começam em 1(maior tamanho) e vão diminuindo de tamanho conforme o número aumenta. Ex: h1, h2, h3 e etc.

Higienização dos contatos

Ato de apagar da lista de contatos aqueles inativos ou inexistentes, que não se engajaram com os seus últimos envios. Enviar emails para endereços inativos pode ser considerado SPAM por leitores como o Gmail, então é importante ficar atento à qualidade dos seus contatos.

HTML

É uma linguagem de codificação utilizada para escrever o básico de páginas de internet. É com ela também, que são feitas as mensagens de email marketing.

Hyperlink

É um link que se utiliza em uma determinada palavra ou imagem e que irá redirecionar até algum site.

IMAP

É o protocolo utilizado para a utilização de um email de determinado servidor. É o protocolo alternativo ao POP. O Gmail, por exemplo, utiliza este protocolo.

Inbox

É o termo em inglês para caixa de entrada. É onde as suas mensagens irão estar quando elas não caírem na caixa de spam.

Inbound Marketing

São um conjunto de estratégias que são tomadas para atrair o seu consumidor até o seu site, e não o contrário.

IP

É um endereço que todos os dispositivos que estão conectados à internet possuem. Seria semelhante ao endereço de uma casa. É a identificação do dispositivo. Este endereço pode ser dinâmico, que altera-se sempre que há uma ação, ou estático, sem alteração.

IP Compartilhado

Quando uma empresa utiliza diversos IPs que são compartilhados entre os usuários para os envios de email-marketing.

IP Dedicado

É quando um único IP é definido por uma empresa para os envios de email-marketing. Geralmente, o IP dedicado é utilizado para envios em larga escala e com uma grande periodicidade.

ISP

São empresas que fornecem acesso à internet. No caso do email, elas oferecem acesso à ferramentas de email. Exemplos em acesso à internet: VIVO, Net, etc. Exemplos em acesso à email: Outlook, Gmail, etc.

KPI

É um parâmetro que irá verificar suas diversas taxas, como as taxas de CTR, Conversão, Abertura, etc.

Landing Page

Em bom português significa “página de aterrisagem”. É o site criado especificamente para uma ação, como a compra de um produto ou o cadastro em uma campanha.

Layout

É geralmente a parte visual, o design de uma mensagem ou de uma página

Lead

É um contato. Alguém que deixou seus dados de email, nome e etc

Linha de assunto

É a linha que revela o conteúdo do seu email para os destinatários, e o primeiro contato que os usuários têm com a sua mensagem. Tem que ser curta e ao mesmo tempo convincente para que o seu contato abra o email marketing.

Lista comprada

É uma lista pronta já que é adquirida por meio de terceiros. Geralmente, nestas listas existem diversos

Lista de Emails

É a lista que contem diversos emails para a qual você pode enviar mensagens.

Lista de Supressão

É a lista para a qual você não deverá enviar emails com risco de manchar sua reputação.

Lista de Retenção

É a lista construída por meio de ações de email marketing. Geralmente contém apenas pessoas que escolheram receber os seus emails.

Lixo eletrônico

É o outro nome para Spam, é para onde os emails vão, caso o serviço de email os considere como indevido.

Mailing

É a lista de contatos para a qual você envia as suas mensagens através de email marketing.

Marketing Digital

são ações de marketing que são feitas por meio digital

Mensagem de Email Marketing

é o coração do email marketing, é por meio da sua mensagem, que você irá entrar em contato com seus clientes

Métricas

São as taxas utilizadas para medir a abertura, cliques, etc

Modelos de Email Marketing

São mensagens pré-prontas, já possuem um design sólido e que necessitam apenas de personalização e rápida edição.

Multi-Part Mime

Mensagem que contem tanto detalhes em texto como em HTML. É importantíssima para quando um leitor não consegue ler o HTML apropriadamente, dessa maneira, ela irá ler o texto simples.

Newsletter

É o conteúdo que você envia para o seu consumidor, sem ter necessariamente um call to action para que o consumidor faça uma compra. As newsletters geralmente são utilizadas para reforço de marca e para que o relacionamento entre empresa e consumidor seja estreitado.

Opt-in

Ato de aceitar receber as suas mensagens de email marketing. O usuário faz o opt-in preenchendo cadastro no seu site ou marcando a caixa de consentimento quando realiza alguma ação no site da sua empresa.

Opt-out

Ato de se descadastrar da lista de recebimento de email marketing. Segundo o CAPEM, o desejo do consumidor deve ser respeitado e o email descadastrado imediatamente.

Outbound Marketing

é a forma de marketing tradicional, por meio de publicidades em TV, rádio, outdoors, etc.

Palavra-chave

É a palavra que melhor representa o produto ou serviço que o usuário deseja promover, e que deve ser utilizada tanto no website quanto no conteúdo do email marketing para um melhor entendimento dos usuários - e melhor colocação nas buscas pela palavra.

Persona

É um personagem que representa o consumidor médio da empresa. Ao criar um email marketing ou outra ação de marketing, é preciso manter a persona em mente para que o conteúdo atenda às necessidades dos seus clientes.

Personalização

É um método de segmentação ou de personalização de mensagem, onde cada lista terá determinada configuração, seja por gostos, costumes, etc, ou, será uma mensagem totalmente personalizada para cada contato, no qual inclui-se dados como nome, email, etc. Todos estes dados personalizados na mensagem.

Phishing

É uma maneira de explorar vulnerabilidades de segurança com a finalidade de roubar dados de usuários.

Plain Text

É o email produzido somente em texto, sem a inserção do código HTML.

Política de Privacidade

É uma descrição clara de como uma determinada empresa irá utilizar os dados fornecidos por cada usuário.

POP

É o outro protocolo de envio de emails. É o protocolo no qual se utiliza normalmente no software Outlook.

Pré-header

Pré-header é o conteúdo complementar que aparece junto à linha de assunto em alguns leitores de email como Gmail, Outlook, Apple Mail e Yahoo, entre outros.

QR Code

É uma espécie de código de barras que pode ser escaneado por celulares e dispositivos móveis e que irá levar a algum link/aplicativo.

Remarketing

É o conjunto de anúncios, que podem ser exibidos em sites ou redes sociais como o Facebook, depois que um usuário visita sua página. Por exemplo: se o usuário visita a página de um produto específico em seu site, ele passa a ser impactado com anúncios daquele produto específico, muitas vezes oferecendo maiores vantagens para efetuar a compra.

Reputação

É uma métrica que irá definir se o domínio e o remetente da mensagem são confiáveis, esta métrica está diretamente ligada à entregabilidade.

Rodapé

É a parte inferior da mensagem, também conhecida como footer. Geralmente é composto por redes sociais, formas de contato e endereço da empresa.

ROI

Retorno sobre investimento. É o cálculo que você faz ao final da campanha para definir a relação entre valor que foi investido e o retorno do público.

Segmentação

É o ato de separar o seu público por perfil, e enviar emails de acordo com a preferência do usuário para alcançar melhores resultados.

SEM

Estratégias de marketing com a finalidade de melhorar o posicionamento de um site nos sites de buscas.

Sender Score

É um serviço gratuito criado pela empresa Return Path. O Sender Score avalia a autencidade e reputação do domínio e remetente e pontua de 0 a 100 a mensagem. Serviços como Gmail, por exemplo, levam em conta a nota dada do Sender Score para bloquear, ou não, uma mensagem.

SEO

é um conjunto de técnicas com a finalidade de melhorar o posicionamento de um site em sites de busca.

Servidor dedicado

É um servidor usado apenas por um determinado disparador. É adequado para envios em larga escala e envios com uma grande periodicidade, visto que o custo de manutenção do mesmo é bem mais alto.

SMTP

É o protocolo de transferência entre emails

Soft Bounce

São as rejeições mais simples e solucionáveis, como por exemplo, caixa de entrada cheia

SPAM

SPAM são os emails não solicitados, enviados em massa a usuários que não têm interesse nas mensagens de determinadas empresas.

Spam baits

As spam baits são armadilhas que os leitores de email criam para identificar quem envia mensagens não solicitadas. Por exemplo, alguns serviços usam os emails inativos para identificar quem compra mailing e envia mensagens, por isso é importante a higienização das listas e a construção ética da lista de contatos.

SPF

É um framework utilizado para autorizar que um determinado serviço envie emails com um determinado remetente. É feito basicamente para impedir o phishing.

Spoofing

O spoofing é um tipo de ataque no qual um atacante se passa por outro aparelho ou usuário de uma rede com a finalidade de roubar dados.

Subscribe

É a ação de inscrição em uma lista de contatos

Taxa de abertura

É a taxa de abertura das mensagens, ela é calculada pela divisão do total de aberturas únicas pelo total de contatos.

Taxa de cliques

É a taxa de cliques das mensagens, é calculada pela divisão total de cliques únicos pelo total de contatos.

Taxa de conversão

É o cálculo que define a porcentagem de visitantes que realizou a conversão desejada por sua campanha.

Template HTML

O template HTML é um “modelo” pronto de email marketing, onde o usuário apenas substitui informações e insere fotos para criar um email marketing com aparência profissional e dentro das boas práticas do email marketing.

Teste A/B

É uma técnica no qual a lista é dividida em duas partes iguais, visando verificar se alguma das listas, possui um melhor desempenho que a outra e quais os motivos desse melhor desempenho.

Trigger Marketing

ações engatilhadas de marketing com base no público alvo.

Unsubscribe

É a ação de descadastro de uma lista.

URL

é um endereço de internet. Ex: https://www.nitronews.com.br

Usabilidade

é a experiência de usuário no seu website. para medí-la, devemos considerar a eficiência para o carregamento e realização de tarefas.

Visibilidade

é a métrica na qual podemos verificar se o site pode ser visível nos sites de busca.

Webmail

é um leitor de email visualizado em navegadores da internet.

Whitelist

é um conjunto de emails aprovados antecipadamente para que eles sejam sempre confiáveis.

Workflow

É um fluxo de trabalho. É o caminho de uma determinada tarefa até o seu final.

WWW

É o protocolo da internet.