15 49.0138 8.38624 1 0 4000 1 https://www.nitronews.com.br/blog 300 true

Pagamento via WhatsApp e outras ferramentas online pra turbinar suas vendas

Quem trabalha com vendas pela internet tem que ficar sempre de olho nas novidades que aparecem no mercado – especialmente aquelas que podem ter um impacto positivo no faturamento.

Recentemente, o WhatsApp anunciou a função de pagamentos através do aplicativo, que está dando o que falar. Vamos conferir essa e outras novidades que você pode utilizar para receber pagamentos dos seus clientes.

Continue lendo e saiba tudo sobre o WhatsApp Pay!

Como funciona o pagamento via WhatsApp

Como funciona o pagamento via WhatsApp

O recurso está disponível para contas pessoais e comerciais, tanto de usuários Android quanto iOS, que podem enviar e receber dinheiro através do aplicativo. O WhatsApp Pay na verdade é uma variação do Facebook Pay, que permite pagamentos pela rede social, pelo Instagram e também pelo mensageiro instantâneo. Os usuários poderão realizar transferências para amigos e familiares, assim como pagar por produtos e serviços.

O WhatsApp Pay está em testes na Índia desde o início do ano, e gradualmente será liberado para todos os usuários no Brasil. O funcionamento é relativamente simples: basta cadastrar um cartão de crédito ou débito no Facebook Pay para habilitar o recurso. Depois disso, você pode ajustar as configurações e acompanhar seus pagamentos através do próprio aplicativo, na aba “ajustes”. É possível acompanhar o status das transferências, que aparecem como “solicitado”, “processando”, “pendente”, “efetuado”, “não efetuado” e “expirado”.

Quanto custa para usar o WhatsApp Pay

Quanto custa para usar o WhatsApp Pay

Não existem taxas para as transferências realizadas através do aplicativo, somente aquelas que são cobradas pelos próprios bancos. Contas pessoais têm um limite de 20 transações por dia, com valor máximo de R$ 1 mil, sendo que o limite mensal é de R$ 5 mil transferidos.

Já as contas comerciais não têm limite de transações, mas pagam uma taxa fixa de 3,99% por cada venda processada através do aplicativo. As vendas aparecem na fatura do cartão de crédito como “FBPAY *WA” ou “FBPAY -WA”, seguido pelo nome de quem recebeu o dinheiro.

Quem pode usar o WhatsApp Pay nesse primeiro momento

Quem pode usar o WhatsApp Pay nesse primeiro momento

Neste primeiro momento, os pagamentos podem ser realizados através de cartões de crédito e débito das bandeiras Visa e Mastercard. Os bancos participantes são Nubank, Banco do Brasil e Sicredi. As transferências entre contas pessoas podem ser realizadas através de débito, e os pagamentos para contas comerciais são efetuados na função crédito – desde que o Facebook Pay esteja configurado para receber pagamentos por vendas. Outro detalhe importante é que não é possível realizar pagamentos e transferências através do WhatsApp Web ou qualquer outra aplicação do mensageiro no computador.

Pagamentos simplicados com Facebook Pay

Pagamentos simplicados com Facebook Pay

O Facebook Pay foi lançado no final de 2019 com a intenção de proporcionar aos usuários da rede social uma experiência de pagamento conveniente e segura no Facebook. Desde o lançamento, os executivos deixaram claro que a ideia foi estender futuramente a forma de pagamento para outros produtos da empresa, como Messenger, Instagram e WhatsApp.

A rede social já era usada para fazer compras em lojas e aplicativos, doar para causas (especialmente no Exterior) e enviar dinheiro. O Facebook Pay veio para facilitar essas transações, garantindo que as informações de pagamento dos usuários estejam seguras e protegidas.

O Facebook Pay foi criado para armazenar e criptografar com segurança os números dos cartões e conta bancária dos usuários, realizar monitoramento antifraude nos sistemas para detectar atividades não autorizadas e fornecer notificações de atividades da conta.

Para utilizar o Facebook Pay, basta adicionar a sua forma de pagamento favorita nas configurações de seu perfil. Dessa maneira, você não precisará digitar os dados do seu cartão a cada nova compra.

Confira alguns recursos disponíveis no Facebook Pay:

– É possível configurar o Facebook Pay em cada aplicativo utilizado ou optar por configurá-lo em todos os aplicativos de uma vez. Ou seja, o recurso não estará disponível automaticamente – é necessário que o usuário defina o uso;

– Você pode visualizar o histórico de pagamentos, gerenciar métodos de pagamento e atualizar as configurações em um só lugar;

– Em alguns países, já está disponível o serviço de suporte ao cliente em tempo real através de bate-papo ao vivo.

Como funciona o Facebook Pay:

É possível começar a usar o Facebook Pay no Facebook ou Messenger com apenas alguns cliques:

– Vá para “Configurações”> “Facebook Pay” no aplicativo ou site do Facebook

– Adicione um método de pagamento

– Na próxima vez que você efetuar um pagamento, use o Facebook Pay

O Facebook Pay suporta a maioria dos principais cartões de crédito e débito, bem como o PayPal. Os pagamentos são processados ​​em parceria com as operadoras e com o PayPal.

Você também pode adicionar uma senha ou usar a biometria do dispositivo, como reconhecimento de identificação por toque ou facial, para uma camada extra de segurança ao enviar dinheiro ou efetuar um pagamento. O Facebook não recebe nem armazena informações biométricas do seu dispositivo.

Como vender pelo Facebook

Para os empresários, o Facebook pode ser uma excelente ferramenta de vendas. Você pode criar uma loja com os seus produtos (que ficam integrados ao Instagram também, o que facilita a marcação dos produtos nos posts e levam os clientes diretamente para a página de pagamentos), e usar diversos recursos que a rede social oferece.

Uma das facilidades que o Facebook oferece é o Gerenciador de Comércio, que conta com uma série de recursos para facilitar a vida dos vendedores, como atribuir permissões para a equipe, visualizar todas as vendas pendentes e marcar itens como enviados, e também ter acesso a relatórios financeiros.

Você também pode gerenciar o seu estoque através do Gerenciador de Inventário, que permite que os vendedores atualizem a disponibilidade de seus produtos, alterem imagens ou descrições e configurem descontos direto na plataforma.

Para ter acesso a esses e outros recursos, é necessário usar o Facebook na versão Business, feita para que pequenos e grandes negócios gerenciem suas páginas, anúncios e vendas de maneira centralizada.

PagSeguro: ferramenta brasileira também facilita as vendas pelo WhatsApp

PagSeguro: ferramenta brasileira também facilita as vendas pelo WhatsApp

O Pagseguro, uma das mais tradicionais ferramentas de pagamentos entre os usuários brasileiros, também pode ser um aliado valioso na hora de vender online. Isso porque é bastante fácil gerar um link de pagamento para seus clientes, que pode ser enviado pelo WhatsApp ou qualquer outro mensageiro instantâneo.

Para gerar o link de pagamento, basta acessar o site ou aplicativo da ferramenta, digitar o valor, adicionar uma descrição e pronto. Depois é só copiar o link e encaminhar para seu cliente.

Assim que o pagamento é efetuado, o valor da venda é adicionado à sua conta – a mesma que você utiliza caso tenha máquinas de cartão de crédito da empresa, como a tradicional Moderninha. Os prazos e taxas podem variar bastante, então recomendamos que você confira tudo com atenção antes de começar a usar o serviço.

O PagSeguro oferece diversas funcionalidades para os usuários, como o PagBank. Os valores das suas vendas são adicionados à conta, e podem ser utilizados em um cartão do tipo pré-pago ou transferidos para outra conta corrente. Caso você opte por deixar seus fundos no PagBank, eles são atualizados mensalmente pela taxa Selic.

Como utilizar o PagSeguro para receber por vendas online

O primeiro passo para utilizar o PagSeguro para cobrar seus clientes é ter uma conta na ferramenta. Para isso, acesse o site www.pagseguro.com.br, preencha o cadastro e crie seu login e senha.

Você pode utilizar o PagSeguro através do site ou aplicativo. No site, faça login e procure pela aba “link de pagamento” na página inicial. Depois, selecione a opção “criar novo link de pagamento” no topo da página. Na nova página, preencha os campos “produto ou serviço” e “valor”. Você ainda tem as opções de inserir informações como “frete e envio”, “quantidade” e “data de expiração”. Após isso, o seu link de pagamento está disponível para copiar e enviar para o seu cliente – a ferramenta também cria um botão de pagamento em formato HTML, caso você queira inserir em seu site ou blog.

PicPay: ferramenta ganha força e popularidade entre os usuários brasileiros

PicPay: ferramenta ganha força e popularidade entre os usuários brasileiros

Uma nova ferramenta está se tornando bastante popular entre os usuários brasileiros, e pode ser um ótimo reforço para aumentar as suas vendas: o PicPay.

O PicPay funciona como uma espécie de “intermediador” de pagamentos, mais ou menos nos modelos do PayPal, onde não é necessário informar os dados do cartão para pagar por produtos e serviços. Um dos grandes diferenciais do PicPay é que ele pode ser utilizado para pagamentos de boletos, e frequentemente oferece cashback para os usuários.

Para quem vende, a maior vantagem é a ausência de taxas para receber pagamentos. Basta informar o seu nome de usuário ou compartilhar um QR Code para que os clientes façam seus pagamentos de maneira fácil e rápida.

Para aqueles que usam muito o PicPay para receber pagamentos, a ferramenta oferece a versão PRO, que possibilita a venda através de cartão de crédito sem a necessidade de usar maquininha. Nessa versão, os clientes podem parcelar as compras em até 12x, o comerciante recebe os fundos imediatamente e a taxa cobrada é de 2,99% sobre cada transação.

Como cobrar seus clientes com o PicPay

É bem fácil receber através do PicPay. Basta baixar o aplicativo, fazer o cadastro e começar a utilizar. Ao entrar no aplicativo, procure a opção “cobrar” no menu principal localizado no topo da tela.

Ao acessar o menu, você tem três opções: cobrar um amigo que usa PicPay, cobrar por código e cobrar por link. Na primeira opção, basta inserir o nome de usuário do seu cliente para enviar a cobrança. Na segunda, você insere o valor do pagamento e o aplicativo gera um QR Code que seu cliente pode acessar imediatamente através da câmera do smartphone. Já a terceira opção cria um link de pagamento semelhante ao do PagSeguro, que você pode copiar ou encaminhar através de SMS, e-mail, WhatsApp ou através de redes sociais como Facebook, Twitter e até LinkedIn.

Os valores ficam disponíveis imediatamente na sua conta, e você pode utilizá-los para fazer pagamentos através da própria ferramenta ou transferir para sua conta corrente.

E aí, gostou das opções de pagamento digital? Você já utiliza alguma delas? Conte pra gente nos comentários!

eat-capa
Post anterior
EAT: saiba como essa sigla impacta nas suas estratégias SEO
live dias atuais
Próximo post
Live: uma estratégia que realmente vale a pena nos dias atuais?

Aprenda sobre marketing digital!

Fique por dentro das novidades em nosso blog e obtenha o máximo de suas ações de marketing digital.

Email cadastrado com sucesso!